Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



As discutíveis opções da Selecção Sub-21

Leão do Norte, em 19.11.20

A tripla dose de jogos da Selecção de sub-21 que deu para concluir a fase de apuramento para o Europeu do próximo ano revelou opções muito discutíveis na elaboração da equipa titular.

Pedro Gonçalves (Pote), elemento mais em destaque (sendo mesmo o melhor marcador) do Sporting CP e que foi "" o melhor jogador (não foi eleito o melhor jovem, foi mesmo o melhor na globalidade dos jogadores!) da Liga NOS nos meses de Setembro e Outubro, não mereceu a titularidade em nenhum dos jogos realizados nesta tripla jornada, entrando apenas nas segundas partes. 

Gedson Fernandes, que esta época disputou a relevante marca de um jogo (!) e 63 minutos pelo Tottenham, foi titular nos três jogos realizados pela Selecção.

Screenshot (400).png

Apresentei estes dois exemplos, como até poderia apresentar outros, mas este será mesmo o caso mais exemplificativo das muito discutíveis opções por parte do seleccionador Rui Jorge. Parece-me deveras incompreensível que Pedro Gonçalves, pelo seu momento de forma, não seja titular nesta equipa em nenhum dos três jogos disputados e, mais ainda, quando alguns outros jogadores com reduzido ritmo competitivo foram titulares em todos os jogos.

A Selecção de sub-21 deve ser um espaço de competição onde jogam os melhores jovens do momento, e não funcionar quase ao estilo "plantel de clube", onde há uma equipa base que joga quase sempre, independente do estado de forma e de competição dos jogadores. Além disto, as formações jovens nunca devem ser (e espero bem que não sejam) uma "coutada" gerida por alguns em benefício dos seus "protegidos", nem uma "montra" onde se expõe e valoriza a "mercadoria" para selectivos futuros negócios.

ADENDA

Não sei bem o que o cartoonista tem em mente, mas o que mais transparece é que se Rui Jorge não esteve bem nestes últimos jogos, Fernando Santos não fez melhor, praticamente oferecendo o apuramento para a final four da Liga das Nações à França com a sua escolha de jogadores para o 'onze' inicial no jogo decisivo.

A formação gaulesa é sempre um adversário muito difícil, mais ainda quando a Equipa das Quinas opta por jogar logo de início em 'inferioridade' numérica.

publicado às 03:50

A Selecção sub-21 venceu esta terça-feira, em Gibraltar, a congénere local por 3-0, em partida a contar para a fase de qualificação do Campeonato da Europa Eslovénia/Hungria 2021. 

Os leões Luís Maximiano, Daniel Bragança e Pedro Gonçalves foram titulares nesta partida, o último pela primeira vez e com dois golos para assinalar a ocasião.

img_920x519$2020_10_13_18_36_02_1765931.jpg

Pedro Gonçalves em discurso directo

"É sempre um grande orgulho poder marcar pela Selecção e vestir esta camisola. Gostava de continuar neste grupo a mostrar a minha qualidade e a jogar o maior número possível de minutos. Foi um jogo especial porque fui titular pela primeira vez nos Sub-21 e foi a primeira vez que marquei golos. Foi um jogo difícill, num campo onde a bola salta muito e frente a um adversário agressivo. Tentámos fazer o melhor possível e conseguimos o nosso objectivo, que era vencer. Partimos para os próximos jogos com a vontade de sempre, que é ganhar e estar no Europeu".

Daniel Bragança em discurso directo

"Foi um jogo em que estávamos à espera que o adversário baixasse as linhas. Quisemos jogar simples e bem e marcar o maior número possível de golos. Poderíamos ter feito melhor, mas três pontos sabem sempre bem. Tentei fazer as coisas simples e bem. Nestes jogos, por vezes, o mais difícil é jogar simples. O importante mesmo é termos ganho o jogo e continuarmos no nosso caminho. É um orgulho enorme estar aqui com este grupo e aproveitar as oportunidades todas que são dadas. É um privilégio representar a Selecção Nacional".

*** Em nota separada, Pedro Porro, lateral-direito do Sporting, foi titular na vitória de Espanha sobre o Cazaquistão (3-0), partida de qualificação para o Campeonato da Europa de sub-21.

E, ainda, relacionado com as selecções seniores, o Equador bateu o Uruguai de Sebastián Coates com Gonzalo Plata a marcar um grande golo.

publicado às 03:33

Oito leões na selecção de sub-21

Rui Gomes, em 31.08.20

mw-860.jpg

Joelson Fernandes é o mais recente leão a ser convocado por Rui Jorge para os trabalhos da selecção de sub-21, para colmatar a baixa de um jogador lesionado.

Já Pedro Mendes juntou-se na semana passada aos seis leões originalmente convocados, somando assim oito jogadores do Sporting Clube de Portugal: Luís Maximiano, Eduardo Quaresma, Nuno Mendes, Daniel Bragança, Miguel Luís e Pedro Gonçalves.

Recorde-se que Portugal tem pela frente dois duelos de qualificação para o Campeonato da Europa de 2021; o Chipre a 4 de Setembro, em Larnaca, e a Bielorrússia a 8 de Setembro, na Cidade do Futebol.

*** Em nota separada, estranha-se, ou talvez não, a ausência de mais notícias sobre a renovação de Joelson Fernandes. Há cerca de uma semana foi noticiado que já havia acordo entre as partes, mas, entretanto, nada oficial foi comunicado pelo Sporting.

publicado às 04:32

Foto do dia

Rui Gomes, em 16.11.19

21509424_TUNK6.jpeg

Luís Maximiano cumpriu ontem a sua primeira internacionalização

pela Selecção Nacional de sub-21, no jogo de preparação (0-0) frente à Eslovénia.

Parabéns leão!

publicado às 12:08

 

image.jpg

 

Em consequência do desaire frente à Polónia no playoff de acesso ao Europeu 2020, é apenas justo questionar se os 23 jogadores seleccionados por Rui Jorge representam o melhor talento disponível nesta altura. Vejamos a convocatória:

 

Guarda-redes: Diogo Costa (FC Porto), João Virgínia (Everton FC) e Joel Pereira (Vitória FC)

 

Defesas: Diogo Leite (FC Porto), Fernando Fonseca (FC Porto), Ferro (SL Benfica), Ivanildo Fernandes (Moreirense FC), Jorge Fernandes (CD Tondela), Pedro Amaral (SL Benfica) e Yuri Ribeiro (SL Benfica)

 

Médios: André Horta (Los Angeles FC), Bruno Costa (FC Porto), Gedson Fernandes (SL Benfica), João Carvalho (Nottingham Forest FC), João Félix (SL Benfica), Pereira Lage (Clermont Foot), Pêpê (Vitória SC) e Stephen Eustáquio (GD Chaves)

 

Avançados: Diogo Gonçalves (Nottingham Forest FC), Diogo Jota (Wolverhampton Wanderers FC), Heriberto Tavares (Moreirense FC), Jota (SL Benfica) e Rafael Leão (Lille OSCM)

 

Em resumo, 6 jogadores do Benfica, 4 do FC Porto e depois um de cada de vários clubes Lusos e fora fronteiras.

 

Correndo o inevitável risco de ser acusado de não ser isento na análise, surpreende que da até recente melhor formação de Portugal e uma das melhores do Mundo - Sporting CP - nem um único jogador foi seleccionado. Aliás, para ser cem por cento correcto, Ivanildo Fernandes é do Sporting, embora esteja cedido ao Moreirense. Rafael Leão foi formado na Academia de Alcochete, mas agora joga na França. Creio que nenhum nome me passou despercebido.

 

E o que está em debate não é apenas o afastamento do Europeu, e por consequência, dos Jogos Olímpicos de Tóquio, mas também como se chegou a este desfecho.

 

A equipa fez o que em princípio seria o mais difícil: foi à Polónia vencer por 1-0. Depois, em casa, no embate decisivo, desperdiçou completamente essa vantagem e chegou ao intervalo a perder por 3-0. Na segunda parte dominou completamente em termos de posse de bola, mas não houve intensidade e eficácia suficiente no último terço do terreno para ir além de um golo.

 

Não sei bem se é um caso semelhante ao da Selecção A, com Fernando Santos, a jogar em casa, também diante da Polónia, fazer alinhar dois trincos: William Carvalho e Danilo, e ainda Raphael Guerreiro a extremo. Um criativo como Bruno Fernandes, nem sequer saiu do banco. O médio do Sporting não está a atravessar o seu melhor momento, é verdade, mas em termos de construção de jogo e capacidade de remate é dos melhores jogadores portugueses da actualidade.

 

Gosto muito do Rui Jorge, mas não me parece que esteve ao seu melhor desta vez.

 

publicado às 13:31

 

img_757x498$2018_11_20_17_01_57_798896.jpg

 

Portugal não vai marcar presença no campeonato da Europa de sub-21 de 2019. Esta terça-feira, a Selecção Nacional perdeu inesperadamente por 3-1 na recepção à Polónia, desperdiçando a vantagem obtida no jogo da primeira mão do play-off (1-0), falhando o apuramento para a fase final da competição.

 

Em Chaves, a Polónia marcou três golos em 19 minutos e dificultou a tarefa portuguesa: Bielik inaugurou o marcador aos 5', Kownacki ampliou, aos 8', e Szymanski fez o 3-0 aos 24'.

 

A equipa das quinas só respondeu na segunda parte, por intermédio de Diogo Jota, aos 52'.

 

Com este resultado, a Selecção fica afastada da fase final da prova que vai decorrer em Itália e São Marino em Junho do próximo ano. Portugal participou nos dois últimos Europeus de sub-21 e até foi finalista em 2015. Não falhava a competição desde 2013.

 

Ao não conseguir o apuramento, a formação portuguesa abdica também da participação nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, uma vez que a qualificação para o mesmo está dependente da participação no Europeu de sub-21: apuram-se os quatro semifinalistas.

 

publicado às 03:45

Convocatória de Rui Jorge

Rui Gomes, em 24.08.17

 

Rui+Jorge+f6rMnxd2xGYm.jpg

 

O seleccionador nacional de futebol sub-21, Rui Jorge, anunciou os convocados para o arranque da qualificação do Europeu de 2019, apresentando uma lista com muitas novidades para o jogo com País de Gales, em 05 de Setembro.

 

Na conferência de imprensa realizada hoje na Cidade do Futebol, Rui Jorge expressou a sua confiança de manter o elevado ritmo competitivo da equipa nos últimos anos, mas não deixou de reconhecer que este é um novo grupo e que os jogadores devem aproveitar a oportunidade:

 

«As expectativas são de tentar que os jogadores continuem a fazer o que têm feito nos últimos anos. O grande objetivo do nosso espaço aqui é colocá-los todos a bater à porta [da selecção A]. Alguns jogadores serão menos conhecidos e estes são momentos para se darem a conhecer melhor e mostrarem a sua qualidade».

Entre o lote de 23 jogadores convocados para o encontro com os galeses figuram 14 elementos sem qualquer internacionalização no escalão dos sub-21. Todavia, Rui Jorge garante que as suas escolhas permitem continuar a exibir um futebol de qualidade num grupo em que conta também com a oposição de Bósnia-Herzegovina, Roménia, Suíça e Liechtenstein.

 

Eis a lista dos convocados:

 

- Guarda-redes: Pedro Silva (Sporting), Diogo Costa (FC Porto) e Joel Pereira (Manchester United).

 

- Defesas: Fernando Fonseca (Estoril-Praia), Francisco Ferreira (Benfica), Ivanildo Fernandes (Sporting), Jorge Fernandes (FC Porto), Diogo Dalot (FC Porto), Luís Mata (FC Porto), Rúben Dias (Benfica) e Yuri Ribeiro (Rio Ave).

 

- Médios: André Horta (Benfica), Rúben Neves (Wolverhampton), Bruno Xadas (SC Braga), Gil Dias (Fiorentina), João Carvalho (Benfica), João Gamboa (Marítimo), Pedro Delgado (Sporting), Rafael Barbosa (Sporting) e Renato Sanches (Bayern de Munique).

 

- Avançados: Diogo Gonçalves (Benfica), Gonçalo Guedes (Paris Saint-Germain) e Xande Silva (Vitória de Guimarães).

 

publicado às 16:10

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo