Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Homero é do Sporting.

Drake Wilson, em 21.06.18

 

21073057_ztIUb.jpeg

 

Peca quem apressa o Hóspede que não quer partir,

como quem o detém quando este já está a partir.

O Hóspede deverá ser bem tratado se ficar,

e não deverá ser impedido de partir se assim o desejar.

 

por Homero, o culpado.

 

Por vezes, questiono-me que entidade sobrenatural terá o Sporting perturbado ao longo da sua centenária odisseia, que tão reiteradamente condene este Clube a crises, convulsões e outras metafóricas maldições tão frequentes. Na nossa elementar sinceridade, é inquestionavelmente um grande Clube, mas persistentemente condenado a um palco institucional patético. Por vezes, o Sporting consegue ser uma corporação demasiado complexa para o talento humano… seja qual for o talento. Essa complexidade, prende-se não com as diferenças entre a “eleita” e a “putativa”, mas com a própria natureza do Clube.

 

O Sporting é o quê?

 

Comecemos pelos tais 3,5 Milhões de Adeptos que o Sporting tem. Podiam ser 6 Milhões, mas na origem procurou-se um caminho distinto, que invariavelmente fez do Sporting o que o Sporting é. A formação Social e Desportiva, o Ecletismo, as conquistas nas Modalidades, Moniz Pereira, Aurélio Pereira, 5 Violinos, são alguns símbolos da génese do Sporting que não sucederiam, pela doutrina, se o Sporting seguisse o caminho popular dos 6 Milhões. Este Sporting, envolto numa concepção de elite, (e não de elites), perdeu porém, a partir da década de 70 o comboio competitivo na sua principal modalidade, o Futebol. Nada de novo, portanto.

 

Dentro deste universo de 3,5 Milhões de Adeptos do Sporting, existem partidários de uma espécie de doutrina reformista, embrionada num emergente burguesismo sem conteúdo, que surgiu na Lisboa pós-revolução. Essencialmente novos-ricos, filhos de famílias influentes ou até operários órfãos de representatividade social, estes multiplicaram-se com ideologias revolucionarias sem substância ou aplicabilidade na vida social ou profissional. Introduziram-se no Sporting como puderam, ou conforme o grau académico ou influência lhes permitiu, e difundiram dentro do Clube as suas frustrações, a sua instabilidade pessoal, em formato de militância. Começou com os negócios de Jorge Gonçalves e com a problemática empregabilidade dos filhos de João Rocha, fundadores de uma claque – os primeiros a tentarem convergir o Sporting em ideais pessoais. Aqui, encontramos o ponto onde o Sporting começa a mudar, para pior.

 

Supõem-se tratarem-se de sportinguistas, pois muitos são Sócios e acompanham frequentemente o Clube. Mas involuntariamente odeiam o Sporting e a sua genética leonina. Foram os primeiros a confundir o Sporting que existia – que não lhes servia – com o Sporting que desejariam ter, mas não tinham. Para disfarçarem a falta de intelectualidade, lançaram a primeira golpada no Sporting – confundir os princípios de elite (e não elitista) de um Clube, como causa ao seu insucesso. O Sporting "não ganhava no Futebol pela ala financeira”, foi um termo usado por demasia já na década de 80. Estes actores, Gonçalves e referidos refractários, trouxeram problemas de contabilidade, e pior, abriram o Sporting a aproximações políticas. Gonçalves com o PSD na ocasião, Juventude Leonina com a extrema-direita. Fiquemos por aqui em relação a este tema, por ora.

 

Quem tomou realmente o Clube de assalto?

 

Estes, e aqueles que descendem dos seus exemplos revolucionários sem causa, valorizam o Sporting como “Clube diferente”, mas odeiam o Clube por não ter 6 Milhões de Adeptos. Vangloriam-se da importância das nossas Modalidades, apenas como contrapeso à cólera que lhes desperta a ausência de títulos na principal, o Futebol. Estes Adeptos, como representação do clientelismo que tomou progressivamente o Clube de assalto desde os referidos exemplos, utilizam o Sporting como ascendente a particulares interesses sociais, profissionais, e até mesmo políticos. O Sporting, como o próprio é, não lhes interessa. O que lhes interessa, é ter uma fórmula para ganhar no Futebol e, por conseguinte, obterem representatividade para futuras aventuras.

 

Como referi, alguns alcançaram as claques, como as conhecidas militâncias de extrema-direita que posteriormente provocaram cisões dentro da Juventude Leonina e geraram novos grupos de apoio… ao Sporting / interesses políticos? Outros, como Presidentes, alcançaram o voto popular com a premissa de romper com o passado, mas curiosamente nenhum deles constituiu melhores bases para o futuro. Do Sporting servem-se, lá está, como clientes, onde desejam viver uma série de experiências que lhes permitam descobrir e usar os seus talentos, aprender, e posteriormente engajarem-se na vida. O que procurou Sousa Cintra? O que procurou Luís Duque? O que procurou Santana Lopes? O que procura Mário Machado? E finalmente, o que procura Bruno de Carvalho? Estes vivem somente, de recrutamento alheio, como trampolim. Um antagonismo ao circo institucional do Sporting? Naturalmente que não, porque o Circo só não o vê quem não quer.

 

A emulação de um falhado

 

Bruno de Carvalho é, no meu entender, uma das maiores fraudes que surgiu no Sporting. Num artigo publicado a 30 de Abril deste ano no Diário de Notícias, intitulado “A verdade sobre a situação financeira do Sporting”, porventura redigido em parceria com Nuno Saraiva e que só recentemente o li, são abordadas questões de natureza financeira, uma espécie de Magnum Opus sofista. Numa linguagem intangível e abstrata, confunde matérias nunca relacionáveis – renegociação da dívida bancária com aumentos de posição accionista (desculpe??) –, responsabilizando o reequilibro da situação financeira pelo crescendo do sucesso desportivo (nas Modalidades, suponho?), não esquecendo a pérola “crescimento sustentado de todas as linhas de receitas comerciais…” – “crescimento sustentado de receitas” é algo que nunca calculei existir. Trata-se possivelmente do “grito do ipiranga” da Economia de Marx, uma mudança total de “paradigma”, ou simplesmente pavor em morrer afogado em dinheiro. Deu-me, por alguns segundos, vontade de rir.

 

Se o referido artigo teve Bruno de Carvalho como autor, Carlos Vieira é um péssimo professor. A demissão automática do segundo seria tão óbvia como a falta de cultura do primeiro.

 

Depois, as aparições televisivas. A benevolência que Bruno de Carvalho crê como serviço público, através de um discurso somente estéril e incorpóreo, revela-se, perante toda a sociedade como um degradante préstimo intelectual. Quando acordamos, percebemos que já não nos lembramos da pergunta nem percebemos a resposta, qual retórica golpada de quem não tem solução para os problemas criados por si. Bruno de Carvalho destruiu o seu próprio projecto desportivo, desmembrou a equipa de Futebol, transformou o Sporting num conflito à sua imagem – no fundo, a maior face do clientelismo onde os interesses particulares são sempre superiores aos interesses do Clube. O Sporting pós 25 de Abril quase sempre existiu como veículo de interesses de Presidentes, sendo a presidência de Bruno de Carvalho a que mais suspeitas levanta. Que currículo tinham Gonçalves, Sintra, Santana e Carvalho (alguns exemplos) para ocuparem a Cadeira no Sporting? Eram todos clientes profissionais! Por vezes, os Adeptos mereciam uma providência cautelar.

 

Mas por um lado, agradeço a Bruno de Carvalho a lição que nos deu a todos. Demonstrou que no Sporting existem dois Clubes, duas facções, duas vertentes de pensamento, que como em quaisquer nações ideologicamente distintas, dia algum se conciliarão. Ele simplesmente escolheu o seu lado, como qualquer cliente escolhe o fruto do seu prazer. Muda de Treinador como quem muda de telemóvel. Cria grupos privados de Whatsup para se unir aos Atletas e publicações públicas de Facebook para os destruir. Permite a convivência de grupos de destabilizadores com Jogadores da qual resulta o maior êxodo desportivo alguma vez visto em Portugal. Promove um sucesso económico encoberto até a CMVM proibir um simples empréstimo obrigacionista que põe a descoberto a falta de liquidez, levando a PWC a assumir perante o órgão regulador a ameaça da continuidade da operacionalidade do nosso Clube. Tudo isto é criminoso. Para mim é o resultado óbvio do que sucede quando o Cliente... se torna Presidente. 

 

Mais do que nojo, tenho pena daquilo no qual o Sporting se tornou.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00

Sporting Campeão Nacional de Pool

Rui Gomes, em 03.06.18

 

scp2.jpg

 

A equipa de Pool masculino do Sporting, capitaneada por Rui Edgar Franco e que integrou ainda Jorge Tinoco, João Grilo e Samuel Santos, conquistou este sábado o Campeonato Nacional desta variante do bilhar, consumando a ‘dobradinha’ esta época, depois de já ter conquistado também a Taça de Portugal.

 

Isto, após empatar 2-2, na quinta e última jornada da fase final da prova, organizada pela Federação Portuguesa de Bilhar e disputada nas Termas do Bicanho, em Soure, com a formação do Sport Lisboa e Benfica/Hot Shot1, capitaneada por Bruno Seno e constituída por Nuno Rolo e pelos espanhóis Carlos Cabello e Francisco Dias Pizarro.

 

Após a conquista da Taça de Portugal por equipas, destaque para o pleno de João Grilo, atleta de 27 anos e natural de Fernão Ferro, pelos leões: havia conquistado Campeonato Nacional e Taça de Portugal individual nesta época de 2017/18 que agora finda, e consegue o pleno – quatro triunfos em quatro provas – nesta variante do bilhar.

 

Parabéns leões!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:28

A Branca de Neve e os sete anões

Naçao Valente, em 22.05.18

 

Snow-White-and-the-Seven-Dwarves-660x330.jpg

 

Fazendo a recriação da história da Branca de Neve e os sete anões, aplicada à novela do Sporting,  que teve ontem mais um capítulo, o Sporting foi adormecido por uma maçã envenenada, entregue por uma bruxa malvada. Ao contrário da história original, os sete anões não estão com a Branca de Neve, pois transferiram-se para o lado da bruxa má. São outros tempos.

 

O castelo do Sporting foi ocupado por quem que não quer que haja ninguém melhor que ele, e por isso está sempre a perguntar ao espelho mágico "há alguém melhor que eu"? e quando este lhe responde "de facto és o máximo, mas o castelo que habitas ainda é muito mais importante", passa-se dos carretos, e  decide que aquele castelo é para arrasar, e colocar no seu lugar um castelo feito à sua imagem, ou seja ele próprio.

 

Esse alguém, depois do abandono do castelo pelos defensores, ficou sozinho, ou melhor, acompanhado pelos sete anões, a quem foi prometido uma promoção a gente grande..Não passam de gnomos comandados por um dos anões que pensa que é gigante. Na verdade não é, como na história da rã que queria ser boi, e assim inchou tanto que acabou por rebentar. São gnomos que nos tempos dos valores morais, estavam ao lado do bem, mas nestes tempos de vale tudo, se venderam por dez reis de mel coado. (o valor indicado é apenas uma expressão literária, bem entendido).

 

O envenenamento foi tão bem conseguido e o sono tão profundo que todos os "príncipes" que tentam retomar o castelo vão sendo eliminados. Mesmo o guarda-mor, que disse com todas as letras que ia tirar o ocupante para salvar o castelo, parece que foi enfeitiçado, aliás como já tinha acontecido  recentemente. Talvez não seja a personagem confiável para levar a história a bom porto. Anda sempre no estica e encolhe do elástico. É o bobo da história. Jogo numa tripla.

 

A personagem secundária e que quer ser principal, isto é castelo, não pode ser vencida, como na história verdadeira, por um príncipe qualquer. É manhosa, é vingativa, não olha a meios, é mais maquiavélica do que Maquiavel. Tem que haver muita inteligência para lhe tirar o espelho mágico. Tem que haver unidade e acção, mais do que palavras soltas. Gostaria de escrever um fim para esta novela, mas não consigo. Tenho esperança que o velho castelo seja salvo, mas  também tenho receio, que desapareça para sempre.

 

P.S.: Um pouco à margem desta ficção, em tempo de ficções, aproveito para expressar uma conclusão sobre o jogo final da Taça. Houve um derrotado, (o Sporting), e dois vencedores: o Aves (justíssimo) e Bruno Miguel. Para bom entendedor, e um bom título para uma comédia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:15

Dúvidas sobre a Liga Europa

Rui Gomes, em 21.05.18

 

4B1E1A8C356D4429A7CAA2409F5617BC.jpg

 

Segundo reportagens em Portugal, o Desportivo das Aves não poderá participar na Liga Europa do próximo ano. Isto, porque o vencedor da Taça de Portugal não terá cumprido os requisitos necessários para obter o indispensável licenciamento junto da Federação Portuguesa de Futebol que lhe permitiria estrear-se em provas da UEFA.

 

Ainda dentro desta linha de argumentos, será então o Sporting a entrar directamente na fase de grupos da Liga Europa, por ser o 3.° da Liga NOS, ao passo que o Rio Ave, 5.°, ficará com uma vaga na 2.° pré-eliminatória. 


O SC Braga, por consequência, também beneficiará, começando a competir na 3.ª pré-eliminatória.

 

Com isto em mente, visitámos o portal oficial da UEFA, no que a esta prova diz resposta. Acontece que até a imagem central na primeira página é precisamente o Desportivo das Aves com a Taça de Portugal, seguido por uma lista de clubes já apurados para a fase de grupos da prova:

 

ESPVillarrealReal Betis
GERLeverkusenEintracht
ENGChelseaArsenal
ITALazioAC Milan
FRA: MarseilleRennes
RUSKrasnodar
PORAves
UKRVorskla
BELAnderlecht
TURAkhisarspor
CZE: Jablonec
SUI: Luzern/Zürich

 

Apesar desta informação, a dúvida persiste, dado que o organismo que superintende o futebol europeu aponta que a lista oficial só será revelada mais adiante.

 

Para o Sporting, depois de "abdicar" ingloriosamente dos muitos milhões da Champions, tudo o resto parecerá pouco, mas sempre há uma diferença entre ter que disputar a 3.ª pré-eliminatória e entrar directamente para a fase de grupos, tanto em termos financeiros como no calendário de jogos da próxima época.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:52

Titanic

Rui Gomes, em 20.05.18

 

Titanic_sinking.jpeg

 

(Um problema técnico provocou alteração no nome do autor, que é na realidade Nação Valente)

 

O que resta da Direcção do Sporting faz-me lembrar o Titanic.O navio está a afundar-se e a orquestra continua a tocar. Agarrados aos destroços procuram sobreviver. Pouco interessa se se perde o navio. A grande diferença é que o real Titanic, soçobrou ao rombo provocado por icebergue, e esta direcção e o seu Presidente, ao comando do barco, atiraram contra a própria tripulação, sem capacidade para prever danos colaterais.

 

Sem assumirem o erro e as responsabilidades, esperam ainda uma bóia salvadora. Jogam tudo numa próxima Assembleia Geral, onde possam contar com os suicidas que ainda os acompanham. O que está em causa acaba por ser não o Sporting ou o seu naufrágio, mas a manutenção do seu poder. Se forem ao fundo querem levar o Clube com eles. Neste momento é difícil saber como se vai sair desta situação. 

 

Pode a nau continuar a meter água, pode a nau precisar de socorro urgente, mas os sete náufragos não permitem. Atiram culpas para a tripulação, para os inimigos externos e internos, para os piratas das "Caraíbas" , pela divulgação do naufrágio inexistente. A sua música para papalvos continuará a tocar até ao afundamento total.

 

No meio deste delírio apenas uma boa notícia. O timoneiro não estará no final da Taça. Forçado pelas circunstâncias, mas ausente. A equipa agradece.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:03

O exterminador de Alvalade

Ricardo Leão, em 14.05.18

 

21015825_Ok4Ob.jpeg

 

"Relembro os sportinguistas mais lobotomizados, e com défice de memória temporal, que na fronteira de Fevereiro/Março o Sporting estava em 1° na Liga, tinha ganho a Taça da Liga, estava ligeiramente acima do Porto em termos exibicionais, e o Benfica estava por baixo, cercado pela justiça e pela imprensa.


E eis que surge El Bruno, que numa birra sem precedentes, exigiu aos sócios vassalagem e aclamação numa Assembleia Geral de Regime, algo que, mais uma vez cegamente, lhe foi dado e arregaçado.


Não satisfeito, começa Abril a criticar e ofender jogadores e adeptos, num registo de quem tem evidentes transtornos psíquicos, possivelmente associados e amplificados por coisas de origem duvidosa.


Desde Fevereiro/Março que o projecto desportivo 2017/2018 para o futebol começou a ser assassinado, não pelo treinador ou jogadores, mas pelo líder destes, o maior responsável, até por ter sido o mentor e avalista do maior investimento de sempre no futebol do clube. 


Culpar treinador, jogadores, adeptos opositores e ex-dirigentes por este descalabro, é digno dos maiores retardados mentais, e de quem já não segue o Sporting Clube de Portugal, mas sim, e antes de mais, o Clube do Bruno Azevedo de Carvalho.


Os sportinguistas informados, inteligentes e com memória, não se deixam iludir por propagandas bacocas e estratégias de controle de massas, destinadas muitas vezes a dominar indivíduos pouco dados à capacidade cognitiva, e à destreza de raciocínio.


O medo de papões e de esqueletos no armário (coisas que não existem no Sporting, só em mentes doentias), estão a fazer com que muitos sportinguistas estejam dispostos a dar carta branca a alguém que desonra e devassa todos os princípios, valores e tradições do Sporting e do Sportinguismo.

 

São tão culpados como ele, por tudo o que vier a acontecer ao Sporting! "

 

Ruben Proença de Amorim

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:17

Foto do dia

Rui Gomes, em 14.05.18

 

img_FanaticaBig$2018_05_13_21_16_58_1397690.jpg

(Mais um daqueles casos em que uma imagem vale mais que mil palavras)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:16

Sebastianismo e liberdade

Naçao Valente, em 25.04.18

 

20990932_mAMdc.jpeg

 

Alcácer-Quibir é na nossa história o símbolo da derrota de uma nação, por via a loucura de um homem. D. Sebastião, rei por direito, na linha de sucessão, não tinha competências para exercer tal função. No seu desvario guerreiro inconsequente, arrastou o país para um desastre anunciado e desnecessário, que nos custou a independência, durante sessenta anos.

 

O sebastianismo, como esperança no regresso do rei desaparecido na confusão da batalha, nasceu como uma vontade do impossível e tornou-se parte da alma nacional. Falsos "D. Sebastião" foram aparecendo, com o intuito de, oportunisticamente, preencher esse vazio, essa orfandade do pai da nação, sendo sempre desmascarados. Mas ao longo dos séculos, outros "D.Sebastião", vingaram como salvadores e vendedores de falsas ilusões. Tristes ilusões de um povo crédulo.

 

O 25 de Abril, ao invés, foi um golpe militar que se transformou em revolução, e que pôs fim a uma longa ditadura, iniciada por um desses salvadores. Comemora hoje quarenta e quatro anos de construção, com altos e baixos, de um futuro comum, alicerçado no diálogo democrático, na alternância do poder, sem necessidade da arrogância de um qualquer iluminado.

 

Neste dia de liberdade, que vivi,  lembrei-me, com tristeza, que também o meu clube, está cativo da prepotência de um homem que encarna, ao nível em que actua, D.Sebastião e o "Sebastianismo". D.Sebastião pela impreparação para cargo que exerce, pela  incapacidade de avaliar, com racionalismo, as situações, pelo poder de decidir guerras desnecessárias e inconsequentes, e de não assumir as consequências. Do sentido de missão "patriótica, quase divina, que encarna, para livrar o mundo de infiéis. isto é de todos os que não se vergam a cerviz à sua "loucura". Os adeptos que o seguem, sem reflexão, são o exemplo do "sebastianismo" que se instalou neste clube, entregue aos caprichos de um homem desequilibrado, e que e continuam a seguir como um salvador.

 

O Sporting precisa de um "25 de Abril" com urgência e não daqui a quarenta anos. Um "25 de Abril" em que os adeptos assumam o clube na sua plenitude e não na ilusão de  que o detêm na representatividade de um qualquer D.Sebastião. O Sporting não precisa de homens providenciais. Precisa de uma equipa, com um rumo, uma estratégia definida, ao serviço dos interesses da colectividade. É altura de abandonar o "sebastianismo", e os " D.Sebastião", antes que aconteça um "Alcácer-Quibir".

 

20990949_cmzZs.jpeg

 

 É altura de gritarmos, SPORTING LIVRE !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:30

Foto do Dia

Rui Gomes, em 05.04.18

 

img_770x433$2018_04_05_12_52_32_1383560.jpg

Cristiano Ronaldo visitou a equipa do Sporting no hotel em Madrid

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:49

 

img_770x433$2018_01_17_09_55_14_1354910.jpg

 

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) assumiu esta quarta-feira preocupação com os discursos ofensivos, que arruínam a imagem das competições, na sequência da troca de insultos entre os presidentes de Sporting e Braga.

 

Instado a comentar o diferendo ruidoso entre Bruno de Carvalho e António Salvador, o director de comunicação da Liga de Clubes, António Barroso, teve isto para dizer:

 

"Estamos preocupados com o nível extremado da discussão e o discurso inflamado que tem vindo a ser noticiado. A LPFP não se revê em discursos ofensivos e apela a todos os intervenientes para que tenham o máximo sentido de responsabilidade nas suas declarações.

 

Temos orgulho em ter um dos mais competitivos campeonatos da Europa, mas todo o ruído e deselegâncias estão a arruinar a imagem das nossas competições. Queremos uma recta final do campeonato repleta de emoção, entusiasmo e desportivismo. Só assim se poderá mostrar a excelência do futebol português. Reiteramos o apelo ao fair-play e à elevação".

 

Posição muito branda assumida pelo Executivo da Liga. Este e outros casos de registo no futebol português exigem uma mão pesada e não meros apelos ao fair-play e à elevação, disposições que obviamente não impressionam os principais protagonistas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:43

transferir (1).jpg

...Nunca o Sporting esteve "tão bem" financeiramente...

 

O Sporting ainda não terá liquidado a segunda tranche da transferência de Marcos Acuña ao Racing, situação que ontem já estava a ser noticiada na Argentina, na perspectiva de que o clube de Avellaneda poderia avançar com uma participação à FIFA. 

 

O Sporting saldou logo em Julho cerca de 8 milhões de euros por Acuña. O valor em dívida, agora, é de 1,65 milhões de euros (e não de 1,5 milhões, como foi referido no blog ‘Racing de Alma’), tendo vencido em Janeiro. O assunto está a ser tratado com o Racing e ficará resolvido nos próximos dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:23

Heptacampeões nacionais de natação

Rui Gomes, em 20.03.18

 

Sporting Campeão Nacional Natação 2018.jpg

 

Este fim-de-semana, o conjunto leonino rumou até Coimbra, cidade que foi o palco do campeonato nacional de clubes de natação. Nestes últimos dias de competição os leões conquistaram o seu sétimo título consecutivo de campeões nacionais no sector masculino com 713 pontos, mais 109 pontos que o Benfica, segundo classificado.

 

No sector feminino, a equipa verde e branco alcançou o 3.º lugar, com um total de 628 pontos.

 

Para além do excelente rendimento colectivo, no capítulo individual, Alexis Santos obteve os mínimos nos 200m estilos para o Campeonato da Europa, que se irá realizar em Glasgow, Escócia, entre 3 a 9 de Agosto.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:27

Felizmente o Sporting "respira saúde"...

Ricardo Leão, em 17.03.18

 

20933543_D5jt1.jpeg

 

Por dívida de 511 mil euros que, apesar da insistência continuada dos credores, nunca foi paga, facto que levou a Camacho & Nunes a agir na justiça. É de crer que, agora, o clube se apresse a pagar. Independentemente disso as consequências jurídicas deste processo podem ser dramáticas para a SAD já que o juíz a quem o processo foi entregue está legalmente obrigado a chamar a juízo os maiores credores do clube, em lista, aliás, que terá de ser fornecida pela administração da sociedade, cabendo ao Sporting demonstrar que inexistem razões para este pedido o que, na actual situação financeira do clube, e ao invés da propaganda oficial, se poderá tornar numa tarefa verdadeiramente complicada.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00

Compromisso falhado, destino traçado: RUA!

Ricardo Leão, em 03.03.18

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:11

 

20867728_8aM5E.jpg

 

Pedro Madeira Rodrigues, candidato derrotado nas últimas eleições do Sporting, presente na Assembleia Geral de hoje, foi objecto de uma tentativa de agressão por adeptos de Bruno de Carvalho. A situação levou à intervenção da Polícia no local.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:09

Continua a "caça às bruxas"!

Ricardo Leão, em 02.02.18

 

20865318_nZSUL.jpg

 

“No fim de maio de 1966, Mao montou um novo organismo, o “Grupo restrito da Revolução cultural”, encarregado de organizar a purga. (...) “Em junho, Mao estendeu o terror ao conjunto da sociedade, fazendo dos jovens que frequentavam escolas e universidades seus instrumentos primeiros. “Os estudantes foram encorajados a atacarem os professores e a todas as pessoas encarregadas de sua educação, com o pretexto de que uns e outros lhes tinham deformado o espírito com suas “idéias burguesas” (...) as primeiras vítimas foram os mestres e o pessoal administrativo dos estabelecimentos escolares porque eram eles que instilavam a cultura... “Em 2 de junho, colegiais de Pequim afixaram um cartaz assinado por um nome impactante: “os guardas vermelhos” ... “A prosa estava salpicada de fórmulas agressivas “A baixo os ‘bons sentimentos’!”, “Nós seremos brutais!”, “Nós vos derrubaremos e vos esmagaremos aos nossos pés!”. Mao tinha semeado o ódio e ia recolher os frutos desencadeando os piores instintos dos adolescentes que constituíam o elemento mais maleável e mais violento da sociedade”. (p. 556-557) Fonte: Jung Chang e Jon Halliday, “Mao”, Gallimard, Paris, 2005, 843 p.

 

Antecipando o cenário dantesco de amanhã e aquilo que se pode desde já perspectivar ir ser o clima da reunião, os blogs inventados pela central de intoxicação de Azevedo de Carvalho continuam a sua senda de publicação de nomes e caras de alegados "traidores" do clube. Bruno persiste na ideia da perseguição de tudo e de todos quantos exprimem ideias diferentes, pouco se importanto mesmo se alguns desses Sportinguistas têm mais de 50 anos de filiação clubística. São pura e simplesmente transformados em alvo a abater, publicamente apelidados de escroques e de pulhas e a sua cabeça pedida "em bandeja de prata".

 

Num estilo que faria corar de inveja os ideólogos da revolução cultural maoista, esta purga pública de Sportinguistas, alguns deles ex-dirigentes com provas dadas e amor ao clube inúmeras vezes manifestado em actos, permite desde logo perceber o que vai ser a Assembleia Geral de amanhã e o clima de terror e de perseguição que Azevedo de Carvalho, debaixo da legitimidade pseudo democrática do voto dos associados, se prepara para reforçar no clube. Para Carvalho não existem leis e a Constituição é letra morta.

 

Tal como a revolução maoista fracassou, o movimento persecutório da autoria de Carvalho não terá também sucesso. E fica Azevedo de Carvalho desde já avisado que contará, não só com a firme oposição dos verdadeiros Sportinguistas, como doravante até mesmo com um clima adverso por parte de muitos dos seus apoiantes neste que é mais um atropelo aos princípios e valores do Sporting de sempre!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00

 

20862776_ONC6n.jpg

 

A próxima Assembleia Geral, convocada aliás de forma ilegal, pode vir a ser a última do Sporting Clube de Portugal tal qual o conhecemos. Para além do crescente movimento individualizado de oposição às propostas ditatoriais e atentatórias da liberdade de expressão dos associados, da autoria de Azevedo de Carvalho, que, a serem votadas, instituirão oficialmente a "lei da rolha" em Alvalade, sabemos, de fontes diversas, que estará em curso um importante movimento de cisão que se estende a largas centenas de associados do clube que se recusam a continuar no Sporting debaixo dos ditames do "Querido Líder".

 

E, se existem aqueles que ponderam contestar junto dos tribunais as decisões ilegais que poderão vir a ser tomadas, são todavia em maior número os partidários do rompimento definitivo e que não se identificam mais com "este" Sporting.

 

Na prática, esta cisão não seria mais do que a institucionalização do que tem vindo a suceder nos últimos meses com o crescente aumento do número de sócios que deixaram de pagar quotas (número este que ascende já a largos milhares...) e traduzir-se-ia, na prática, no primeiro abandono voluntário de sócios em grande escala e que pode estar na origem da constituição de um novo clube desportivo que honre os princípios dos fundadores do clube e de José de Alvalade em especial.

 

A acontecer, tal representaria uma "machadada" final na credibilidade da actual direcção de Azevedo de Carvalho e abalaria sobremaneira todo o panorama desportivo nacional.

 

De um lado ficariam os brunecos reunidos à volta de um Carvalho que tudo fará para, depois desta alteração estatutária, outras apresentar no sentido de se perpetuar no clube.

 

De outro, fora de Alvalade, estariam todos quantos, reunidos à volta dos valores e dos princípios do Sporting de sempre, se uniriam num novo projecto desportivo que honrasse e perpetuasse aquilo que sempre caracterizou o Sporting e que tem sido sistematicamente posto em causa pela actual direcção do clube.

 

Recordemos que cerca de 50% dos associados do clube não votaram nas últimas eleições.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:20

O triste declínio da Academia de Alcochete

Ricardo Leão, em 23.01.18

 

20849500_Ku8co.jpg

 

Cinco anos depois, muito aviso pelo meio de que as coisas não andavam bem, trocas e baldrocas. Resultado: Alcochete foi ultrapassado. O Sporting, outrora líder destacado, perdeu-se nos equívocos que têm caracterizado a sua gestão dos últimos anos. Os derradeiros cinco, então, sobremaneira pesados neste campo. Um estudo do 'Financial Times' conclui que o Benfica é o clube europeu que mais dinheiro movimenta (400 M€) com jogadores formados no clube ou contratados ainda muito jovens, desde 2008/09. 

O FC Porto surge na 3ª posição (300 M€) e o Sporting na 14ª (200 M€).

 

É esta a tristíssima realidade actual do Sporting. Que Azevedo de Carvalho faz por esconder mas que os números, de forma pragmática, aí estão a confirmar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:07

És um tretas, Bruno Miguel !

Ricardo Leão, em 20.01.18

 

20232414_zb0tA.jpg

 

Quarenta minutos depois do fatídico jogo de Setúbal terminar, lá veio, como era de esperar, mais uma "posta" no Facebook, agora com as vestes de "presidente-adepto". Ou seja, nova desresponsabilização.

 

A verdade é só uma e desde o primeiro dia que a denunciámos quando "te descobrimos a careca": és um incompetente! Um amador pago como um super-profissional. Algúem que fala alto mas que é incapaz de ver o evidente.

 

Onde está a exigência de rigor e tudo o resto que andaste a bradar, com voz grossa, às outras modalidades, quando o incompetente do teu treinador o melhor que consegue é um empate em Setúbal, por responsabilidades próprias, diga-se? Como é que te passou pela cabeça contratares, pagares a peso de ouro e ronovares contrato com alguém que consegue entrar em contradição em 24 horas e que tem do jogo a visão de uma luta de galinhas?

 

Aquela de Jesus por a jogar um jogador com dois dias de Sporting é de "génio"! Há alguns que estão semanas a assimilar as "ideias" do bacano Jorge e nem assim jogam. Imagina, ó Bruno, o "ambiente" que isto cria nos jogadores!

 

Dizes, em coro com o dito treinador, que continuas a "acarditar" que o Sporting ganhará as quatro frentes em que está envolvido. Olha que não nos esquecemos da promessa de conquista da Liga Europa! A tal cereja no topo do bolo que Jesus terá de te oferecer como contrapartida das "prendas" recebidas.

 

Explica cá "à gente", como se fossemos muito estúpidos: o grau de dependência entre ti e o "Senhor 6 milhões" vai continuar ou estás preparado "para lhe dares um chuto" e arcares com o pagamento da respectiva indemnização por quebra de contrato?

 

Presumo que saibas que essa é a antecâmera da tua própria saída. Que assim seja. Ao menos saem os dois ao mesmo tempo! E quanto mais depressa melhor porque todo o tempo é pouco para "apanhar os cacos" do teu desastroso consulado!

 

Cinco anos completamente perdidos e de destruição do património moral do Sporting. Eis o resumo da aventura em que os sócios embarcaram. Um verdadeiro pesadelo que ainda não chegou ao fim, mas cuja luz ao fundo do túnel já é possível vislumbrar.

 

Em comentário resposta a um adepto revoltado, no seu mural do Facebook, em mais uma atitude deslumbrada de quem se julga "iluminado":

 

"Bruno de Carvalho Caro isso das pessoas passam e o Clube fica é verdade mas frase de pessoa pequena. Eu posso assumir tudo mas pequeno não sou. O meu tempo irá passar e o Clube continuará sem dúvida, mas o trabalho que eu fiz e a equipa que lidero nunca vai passar pois se existe ainda Sporting a nós se deve, se já temos mais 3 títulos europeus a nós se deve, se temos um pavilhão a nós se deve. Eu assumo tudo, mas frases filosóficas e ocas não. Não sou hipócrita nem bipolar."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:15

 

1024.jpg

 

Com a vitória desta quinta-feira sobre o Moreirense, o FC Porto garantiu a passagem às meias-finais da Taça de Portugal, marcando assim mais dois jogos com o Sporting, num  total de quatro, na segunda metade da época, com três desses embates no espaço de apenas seis semanas (entre 24 de Janeiro e 4 de Março).

 

A saber:

 

Taça da Liga, meias-finais, 24 Janeiro, FC Porto-Sporting (Braga)
I Liga, 4 de Março, FC Porto-Sporting (Dragão)
Taça de Portugal, 28 de Fevereiro, FC Porto-Sporting (Dragão)
Taça de Portugal, 18 de Abril, Sporting-FC Porto (Alvalade)

 

Quase dá para pensar que quem mais poderá beneficiar com estas "guerras" leões vs dragões é o clube da Luz, afastado que está de todas as provas, salvo o campeonato, claro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:52

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo