Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



mw-860.jpg

 

Tomou-lhe o gosto desde que foi convidado para assumir a presidência da SAD, depois de anos ligado a outros negócios que já não lhe davam a "pica" do futebol. Não tem de se preocupar com o clube entregue a Artur Torres Pereira. Decide praticamente sozinho tudo e age como se tivesse sido eleito. Escolhe treinador, dispensa e contrata jogadores, negoceia permanências, dispensa médicos e escolhe novos, contrata o director-geral para a Academia...

 

Em suma, pulveriza todas e quaisquer propostas dos candidatos,  tornadas completamente inúteis na prática, tudo em nome da estabilidade. Um número crescente de sócios, pouco habituados a usar os neurónios ou com estes já gastos depois de mais de 5 anos de "tirania" brunista, bate palmas. 

 

Falo de José Sousa Cintra, cuja candidatura (ou será passeio?) à presidência do Sporting, ainda que não formalmente confirmada (será, aliás, negada até ao limite), é já uma realidade na prática.

 

O "passeio" de Cintra, até há escassas semanas atrás, recorde-se, grande apoiante de Azevedo de Carvalho, torna verdadeiramente inúteis as eleições de 8 de Setembro, transformadas que serão estas em mero acto confirmatório de 3 meses eufóricos de gestão do ex-homem forte das cervejas.

 

Quanto ao clube, a liderança bicéfala é para manter, com Artur Torres Pereira, de novo, à frente de uma direcção que será remodelada.

 

Afinal quem disse que os sócios do Sporting queriam eleições? Podemos todos ir de férias descansados.

 

A partir de 8 de Setembro "Cporting escreve-se com C".

 

E vamos andando...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:06

 

 

Pela mão do candidato Pedro Madeira Rodrigues eis que surge o campeão Claúdio Ranieri. Um nome que a maior parte julgava impossível de alguma vez treinar em Portugal. O italiano, tal o gabarito, dispensa apresentação mas, ainda assim, aqui está um pequeno resumo. Tão ou mais importante que os inúmeros títulos, infra, é a impressão que deixou nos corações dos exigentes adeptos e nos jogadores do Leicester, clube que levou a campeão. E o vídeo não podia ser mais categórico quanto a isso.

 

1 Supertaça Europeia
1 Taça UEFA Intertoto
1 Coppa Itália
1 Supertaça Itália
1 Liga Inglesa
1 Copa del Rey, Espanha
1 Premier League: Melhor Treinador
1 Inglaterra: LMA Manager of the Year
 
Duas mãos cheias de títulos e distinções, entre muitos outros de igual gabarito.
Um vencedor. Um treinador com ambição.
 
Há algum candidato que seja capaz de trazer melhor treinador
para tornar o Sporting campeão?
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:15

O dia do Sporting: 1 de Julho!

Leão Zargo, em 01.07.18

SCP 112 anos.jpg

 

O Sporting Clube de Portugal nasceu de uma dissidência no Campo Grande Futebol, durante uma Assembleia Geral que se realizou em 13 de Abril de 1906. Nesse dia, José Gavazzo criticou que o clube se dedicasse exclusivamente a festas e piqueniques e pediu a demissão em seu nome e do seu irmão.

 

Poucos meses depois, em 8 de Maio, os dois irmãos, José de Alvalade e outros dissidentes fundaram um novo clube, ainda sem nome, sendo eleito como presidente e sócio protector o Visconde de Alvalade. No dia 26 de Maio desse mesmo mês foi adoptado o nome de Campo Grande Sporting Clube.

 

No dia 1 de Julho o nome do clube foi alterado para Sporting Clube de Portugal. Durante algum tempo, até 1919, o Sporting festejou o seu aniversário em 8 de Maio. No entanto, em Assembleia Geral decidiu-se alterar o dia da fundação para 1 de Julho de 1906, ficando a ser a data oficial.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:45

EduardoBarrosoBrunoCarvalho.jpg

 

"Sei que a esmagadora maioria dos sportinguistas me admira e confia em mim. Espero ajudá-lo (a Varandas, nota nossa) a ser o próximo presidente"

 

Eduardo Barroso, ex-presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, aqui.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:28

 

download (1).jfif

 

O Sporting emitiu esta segunda-feira um comunicado repudiando as agressões ao árbitro Sérgio Magalhães, que integrou a equipa de arbitragem do jogo de futsal Sporting-Benfica, de domingo, que esta manhã foi atacado junto ao seu local de trabalho, tendo recebido inclusivamente tratamento hospitalar.

 

Eis o comunicado publicado no site oficial:

 
"O Sporting Clube de Portugal repudia de forma veemente as agressões desta manhã ao árbitro Sérgio Magalhães, independentemente de quem tenham sido os autores deste acto cobarde. O Sporting CP pauta-se por valores de respeito na sociedade, nos quais não estão inseridas acções desta natureza.

No entanto, embora seja, para já, desconhecida a identidade dos agressores, é de realçar que, tomando conhecimento das palavras que alegadamente foram dirigidas ao árbitro Sérgio Magalhães através das quais lhe terá sido dito "não nos voltas a roubar", o Presidente da APAF, Luciano Gonçalves, se tenha apressado a associá-los ao Sporting CP.
 
Não deixa, por isso, de ser relevante constatar que, à luz destas declarações, também o Presidente da APAF considera que a arbitragem do terceiro jogo da final do playoff do Campeonato Nacional de Futsal foi um verdadeiro escândalo em benefício do Sport Lisboa e Benfica. Há que não ter medo de assumir as evidências.

O Sporting CP deseja rápidas melhoras a Sérgio Magalhães."
 

No final da referida partida, o director do futsal do Sporting, Miguel Albuquerque, teceu fortes críticas à arbitragem, considerando o que se passou no Pavilhão João Rocha “uma vergonha”:

 

“Não esperamos nem queremos ser favorecidos, mas apenas que respeitem o Sporting. Nos dois primeiros jogos da final houve entradas violentas e os árbitros seguraram os jogos. Hoje (domingo) dois senhores estragaram o jogo e no final o árbitro Wilson Soares disse ao Divanei para se ir f……!”.

 

Esta segunda-feira emitiu um comunicado:

 

"É curiosa a quantidade de mensagens que eu e jogadores do Sporting CP recebemos durante o dia de hoje, através das redes sociais, com ameaças de morte, a nós e às nossas famílias, por parte de adeptos do Benfica, devidamente identificados. Para que conste, tenho, obviamente, as mensagens guardadas para, num futuro próximo e caso seja necessário ou considere pertinente, agir judicialmente contra estes indivíduos.

Como se não bastasse, adeptos desse mesmo clube acham por bem continuar a ameaçar-nos e ofender-nos, desta vez publicamente, via redes sociais.

Porém, a única entidade que vem a público falar sobre este tema é a APAF e para criticar as minhas declarações de ontem sobre a arbitragem que, repito, foi vergonhosa!

 

Ficámos, portanto, a saber que, para a APAF, os árbitros estão acima de qualquer crítica e que é normal agredir jogadores do Sporting CP dentro de campo, como se verificou - e o país inteiro viu - nos 3 jogos da final realizados até ao momento, sem que os agressores tivessem qualquer tipo de punição. Tenho pena que, nestes casos, onde a prova foi testemunhada por milhões de espectadores, a APAF não tenha sido tão célere nas críticas.

Termino dizendo que se o tempo voltasse atrás teria dito tudo o que disse ontem. Continuo a exigir respeito pelo Sporting Clube de Portugal e pelos seus 3,5 milhões de Adeptos. As agressões de hoje ao árbitro Sérgio Magalhães são reprováveis e há que separar o trigo do joio. Defenderei sempre a minha equipa, o Sporting CP, e os Adeptos quando achar necessário, mas irei condenar sempre quaisquer actos criminosos ou violentos."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:22

Fotografia com história dentro (102)

Leão Zargo, em 24.06.18

 

thumbnail_Digressão ao Brasil em 1928 Penafiel%2c

 

O Sporting!

 

O Sporting Clube de Portugal nasceu em 1906 com origem social aristocrática e burguesa e de uma divergência no Campo Grande Football Club. Essa matriz social era comum a todos os clubes portugueses que foram fundados nessa madrugada já distante do nosso futebol, e que se tornariam grandes na segunda década do século XX. No entanto, em breve, o Sporting adquiriu um carácter interclassista, onde a lealdade e a identificação com os valores do Clube implicam um fortíssimo sentimento de pertença, de solidariedade e de sociabilidade.

 

A fotografia é de Junho de 1928 e foi feita durante a paragem no Funchal do paquete “Atlântico”, da Mala Real Inglesa, no decurso da viagem para a digressão brasileira onde seriam utilizadas as camisolas com riscas verdes e brancas. Nela estão os jogadores que compunham a linha defensiva leonina. Em primeiro lugar, o defesa direito, António Penafiel, o 4º Marquês de Penafiel, cujo estatuto social os companheiros de equipa só conheceram depois da sua morte. No meio, Cipriano dos Santos, talvez o primeiro grande guarda-redes do Sporting, marinheiro no Arsenal do Alfeite. Finalmente, Jorge Vieira, o “capitão perfeito” e defesa esquerdo, operário nas oficinas da Imprensa Nacional.

 

Trata-se de uma fotografia verdadeiramente singular, de três extraordinários atletas que em 1928 personificavam a matriz original do Sporting: a grandeza no carácter, a nobreza na atitude e o brio no desporto. É também um documento revelador do interclassismo social do Clube, a “casa comum” de todos os sportinguistas.

 

A fotografia foi retirada do livro “Jorge Vieira e o futebol do seu tempo”, da autoria de Romeu Correia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:14

Homero é do Sporting.

Drake Wilson, em 21.06.18

 

21073057_ztIUb.jpeg

 

Peca quem apressa o Hóspede que não quer partir,

como quem o detém quando este já está a partir.

O Hóspede deverá ser bem tratado se ficar,

e não deverá ser impedido de partir se assim o desejar.

 

por Homero, o culpado.

 

Por vezes, questiono-me que entidade sobrenatural terá o Sporting perturbado ao longo da sua centenária odisseia, que tão reiteradamente condene este Clube a crises, convulsões e outras metafóricas maldições tão frequentes. Na nossa elementar sinceridade, é inquestionavelmente um grande Clube, mas persistentemente condenado a um palco institucional patético. Por vezes, o Sporting consegue ser uma corporação demasiado complexa para o talento humano… seja qual for o talento. Essa complexidade, prende-se não com as diferenças entre a “eleita” e a “putativa”, mas com a própria natureza do Clube.

 

O Sporting é o quê?

 

Comecemos pelos tais 3,5 Milhões de Adeptos que o Sporting tem. Podiam ser 6 Milhões, mas na origem procurou-se um caminho distinto, que invariavelmente fez do Sporting o que o Sporting é. A formação Social e Desportiva, o Ecletismo, as conquistas nas Modalidades, Moniz Pereira, Aurélio Pereira, 5 Violinos, são alguns símbolos da génese do Sporting que não sucederiam, pela doutrina, se o Sporting seguisse o caminho popular dos 6 Milhões. Este Sporting, envolto numa concepção de elite, (e não de elites), perdeu porém, a partir da década de 70 o comboio competitivo na sua principal modalidade, o Futebol. Nada de novo, portanto.

 

Dentro deste universo de 3,5 Milhões de Adeptos do Sporting, existem partidários de uma espécie de doutrina reformista, embrionada num emergente burguesismo sem conteúdo, que surgiu na Lisboa pós-revolução. Essencialmente novos-ricos, filhos de famílias influentes ou até operários órfãos de representatividade social, estes multiplicaram-se com ideologias revolucionarias sem substância ou aplicabilidade na vida social ou profissional. Introduziram-se no Sporting como puderam, ou conforme o grau académico ou influência lhes permitiu, e difundiram dentro do Clube as suas frustrações, a sua instabilidade pessoal, em formato de militância. Começou com os negócios de Jorge Gonçalves e com a problemática empregabilidade dos filhos de João Rocha, fundadores de uma claque – os primeiros a tentarem convergir o Sporting em ideais pessoais. Aqui, encontramos o ponto onde o Sporting começa a mudar, para pior.

 

Supõem-se tratarem-se de sportinguistas, pois muitos são Sócios e acompanham frequentemente o Clube. Mas involuntariamente odeiam o Sporting e a sua genética leonina. Foram os primeiros a confundir o Sporting que existia – que não lhes servia – com o Sporting que desejariam ter, mas não tinham. Para disfarçarem a falta de intelectualidade, lançaram a primeira golpada no Sporting – confundir os princípios de elite (e não elitista) de um Clube, como causa ao seu insucesso. O Sporting "não ganhava no Futebol pela ala financeira”, foi um termo usado por demasia já na década de 80. Estes actores, Gonçalves e referidos refractários, trouxeram problemas de contabilidade, e pior, abriram o Sporting a aproximações políticas. Gonçalves com o PSD na ocasião, Juventude Leonina com a extrema-direita. Fiquemos por aqui em relação a este tema, por ora.

 

Quem tomou realmente o Clube de assalto?

 

Estes, e aqueles que descendem dos seus exemplos revolucionários sem causa, valorizam o Sporting como “Clube diferente”, mas odeiam o Clube por não ter 6 Milhões de Adeptos. Vangloriam-se da importância das nossas Modalidades, apenas como contrapeso à cólera que lhes desperta a ausência de títulos na principal, o Futebol. Estes Adeptos, como representação do clientelismo que tomou progressivamente o Clube de assalto desde os referidos exemplos, utilizam o Sporting como ascendente a particulares interesses sociais, profissionais, e até mesmo políticos. O Sporting, como o próprio é, não lhes interessa. O que lhes interessa, é ter uma fórmula para ganhar no Futebol e, por conseguinte, obterem representatividade para futuras aventuras.

 

Como referi, alguns alcançaram as claques, como as conhecidas militâncias de extrema-direita que posteriormente provocaram cisões dentro da Juventude Leonina e geraram novos grupos de apoio… ao Sporting / interesses políticos? Outros, como Presidentes, alcançaram o voto popular com a premissa de romper com o passado, mas curiosamente nenhum deles constituiu melhores bases para o futuro. Do Sporting servem-se, lá está, como clientes, onde desejam viver uma série de experiências que lhes permitam descobrir e usar os seus talentos, aprender, e posteriormente engajarem-se na vida. O que procurou Sousa Cintra? O que procurou Luís Duque? O que procurou Santana Lopes? O que procura Mário Machado? E finalmente, o que procura Bruno de Carvalho? Estes vivem somente, de recrutamento alheio, como trampolim. Um antagonismo ao circo institucional do Sporting? Naturalmente que não, porque o Circo só não o vê quem não quer.

 

A emulação de um falhado

 

Bruno de Carvalho é, no meu entender, uma das maiores fraudes que surgiu no Sporting. Num artigo publicado a 30 de Abril deste ano no Diário de Notícias, intitulado “A verdade sobre a situação financeira do Sporting”, porventura redigido em parceria com Nuno Saraiva e que só recentemente o li, são abordadas questões de natureza financeira, uma espécie de Magnum Opus sofista. Numa linguagem intangível e abstrata, confunde matérias nunca relacionáveis – renegociação da dívida bancária com aumentos de posição accionista (desculpe??) –, responsabilizando o reequilibro da situação financeira pelo crescendo do sucesso desportivo (nas Modalidades, suponho?), não esquecendo a pérola “crescimento sustentado de todas as linhas de receitas comerciais…” – “crescimento sustentado de receitas” é algo que nunca calculei existir. Trata-se possivelmente do “grito do ipiranga” da Economia de Marx, uma mudança total de “paradigma”, ou simplesmente pavor em morrer afogado em dinheiro. Deu-me, por alguns segundos, vontade de rir.

 

Se o referido artigo teve Bruno de Carvalho como autor, Carlos Vieira é um péssimo professor. A demissão automática do segundo seria tão óbvia como a falta de cultura do primeiro.

 

Depois, as aparições televisivas. A benevolência que Bruno de Carvalho crê como serviço público, através de um discurso somente estéril e incorpóreo, revela-se, perante toda a sociedade como um degradante préstimo intelectual. Quando acordamos, percebemos que já não nos lembramos da pergunta nem percebemos a resposta, qual retórica golpada de quem não tem solução para os problemas criados por si. Bruno de Carvalho destruiu o seu próprio projecto desportivo, desmembrou a equipa de Futebol, transformou o Sporting num conflito à sua imagem – no fundo, a maior face do clientelismo onde os interesses particulares são sempre superiores aos interesses do Clube. O Sporting pós 25 de Abril quase sempre existiu como veículo de interesses de Presidentes, sendo a presidência de Bruno de Carvalho a que mais suspeitas levanta. Que currículo tinham Gonçalves, Sintra, Santana e Carvalho (alguns exemplos) para ocuparem a Cadeira no Sporting? Eram todos clientes profissionais! Por vezes, os Adeptos mereciam uma providência cautelar.

 

Mas por um lado, agradeço a Bruno de Carvalho a lição que nos deu a todos. Demonstrou que no Sporting existem dois Clubes, duas facções, duas vertentes de pensamento, que como em quaisquer nações ideologicamente distintas, dia algum se conciliarão. Ele simplesmente escolheu o seu lado, como qualquer cliente escolhe o fruto do seu prazer. Muda de Treinador como quem muda de telemóvel. Cria grupos privados de Whatsup para se unir aos Atletas e publicações públicas de Facebook para os destruir. Permite a convivência de grupos de destabilizadores com Jogadores da qual resulta o maior êxodo desportivo alguma vez visto em Portugal. Promove um sucesso económico encoberto até a CMVM proibir um simples empréstimo obrigacionista que põe a descoberto a falta de liquidez, levando a PWC a assumir perante o órgão regulador a ameaça da continuidade da operacionalidade do nosso Clube. Tudo isto é criminoso. Para mim é o resultado óbvio do que sucede quando o Cliente... se torna Presidente. 

 

Mais do que nojo, tenho pena daquilo no qual o Sporting se tornou.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00

Sporting Campeão Nacional de Pool

Rui Gomes, em 03.06.18

 

scp2.jpg

 

A equipa de Pool masculino do Sporting, capitaneada por Rui Edgar Franco e que integrou ainda Jorge Tinoco, João Grilo e Samuel Santos, conquistou este sábado o Campeonato Nacional desta variante do bilhar, consumando a ‘dobradinha’ esta época, depois de já ter conquistado também a Taça de Portugal.

 

Isto, após empatar 2-2, na quinta e última jornada da fase final da prova, organizada pela Federação Portuguesa de Bilhar e disputada nas Termas do Bicanho, em Soure, com a formação do Sport Lisboa e Benfica/Hot Shot1, capitaneada por Bruno Seno e constituída por Nuno Rolo e pelos espanhóis Carlos Cabello e Francisco Dias Pizarro.

 

Após a conquista da Taça de Portugal por equipas, destaque para o pleno de João Grilo, atleta de 27 anos e natural de Fernão Ferro, pelos leões: havia conquistado Campeonato Nacional e Taça de Portugal individual nesta época de 2017/18 que agora finda, e consegue o pleno – quatro triunfos em quatro provas – nesta variante do bilhar.

 

Parabéns leões!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:28

A Branca de Neve e os sete anões

Naçao Valente, em 22.05.18

 

Snow-White-and-the-Seven-Dwarves-660x330.jpg

 

Fazendo a recriação da história da Branca de Neve e os sete anões, aplicada à novela do Sporting,  que teve ontem mais um capítulo, o Sporting foi adormecido por uma maçã envenenada, entregue por uma bruxa malvada. Ao contrário da história original, os sete anões não estão com a Branca de Neve, pois transferiram-se para o lado da bruxa má. São outros tempos.

 

O castelo do Sporting foi ocupado por quem que não quer que haja ninguém melhor que ele, e por isso está sempre a perguntar ao espelho mágico "há alguém melhor que eu"? e quando este lhe responde "de facto és o máximo, mas o castelo que habitas ainda é muito mais importante", passa-se dos carretos, e  decide que aquele castelo é para arrasar, e colocar no seu lugar um castelo feito à sua imagem, ou seja ele próprio.

 

Esse alguém, depois do abandono do castelo pelos defensores, ficou sozinho, ou melhor, acompanhado pelos sete anões, a quem foi prometido uma promoção a gente grande..Não passam de gnomos comandados por um dos anões que pensa que é gigante. Na verdade não é, como na história da rã que queria ser boi, e assim inchou tanto que acabou por rebentar. São gnomos que nos tempos dos valores morais, estavam ao lado do bem, mas nestes tempos de vale tudo, se venderam por dez reis de mel coado. (o valor indicado é apenas uma expressão literária, bem entendido).

 

O envenenamento foi tão bem conseguido e o sono tão profundo que todos os "príncipes" que tentam retomar o castelo vão sendo eliminados. Mesmo o guarda-mor, que disse com todas as letras que ia tirar o ocupante para salvar o castelo, parece que foi enfeitiçado, aliás como já tinha acontecido  recentemente. Talvez não seja a personagem confiável para levar a história a bom porto. Anda sempre no estica e encolhe do elástico. É o bobo da história. Jogo numa tripla.

 

A personagem secundária e que quer ser principal, isto é castelo, não pode ser vencida, como na história verdadeira, por um príncipe qualquer. É manhosa, é vingativa, não olha a meios, é mais maquiavélica do que Maquiavel. Tem que haver muita inteligência para lhe tirar o espelho mágico. Tem que haver unidade e acção, mais do que palavras soltas. Gostaria de escrever um fim para esta novela, mas não consigo. Tenho esperança que o velho castelo seja salvo, mas  também tenho receio, que desapareça para sempre.

 

P.S.: Um pouco à margem desta ficção, em tempo de ficções, aproveito para expressar uma conclusão sobre o jogo final da Taça. Houve um derrotado, (o Sporting), e dois vencedores: o Aves (justíssimo) e Bruno Miguel. Para bom entendedor, e um bom título para uma comédia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:15

Dúvidas sobre a Liga Europa

Rui Gomes, em 21.05.18

 

4B1E1A8C356D4429A7CAA2409F5617BC.jpg

 

Segundo reportagens em Portugal, o Desportivo das Aves não poderá participar na Liga Europa do próximo ano. Isto, porque o vencedor da Taça de Portugal não terá cumprido os requisitos necessários para obter o indispensável licenciamento junto da Federação Portuguesa de Futebol que lhe permitiria estrear-se em provas da UEFA.

 

Ainda dentro desta linha de argumentos, será então o Sporting a entrar directamente na fase de grupos da Liga Europa, por ser o 3.° da Liga NOS, ao passo que o Rio Ave, 5.°, ficará com uma vaga na 2.° pré-eliminatória. 


O SC Braga, por consequência, também beneficiará, começando a competir na 3.ª pré-eliminatória.

 

Com isto em mente, visitámos o portal oficial da UEFA, no que a esta prova diz resposta. Acontece que até a imagem central na primeira página é precisamente o Desportivo das Aves com a Taça de Portugal, seguido por uma lista de clubes já apurados para a fase de grupos da prova:

 

ESPVillarrealReal Betis
GERLeverkusenEintracht
ENGChelseaArsenal
ITALazioAC Milan
FRA: MarseilleRennes
RUSKrasnodar
PORAves
UKRVorskla
BELAnderlecht
TURAkhisarspor
CZE: Jablonec
SUI: Luzern/Zürich

 

Apesar desta informação, a dúvida persiste, dado que o organismo que superintende o futebol europeu aponta que a lista oficial só será revelada mais adiante.

 

Para o Sporting, depois de "abdicar" ingloriosamente dos muitos milhões da Champions, tudo o resto parecerá pouco, mas sempre há uma diferença entre ter que disputar a 3.ª pré-eliminatória e entrar directamente para a fase de grupos, tanto em termos financeiros como no calendário de jogos da próxima época.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:52

Titanic

Rui Gomes, em 20.05.18

 

Titanic_sinking.jpeg

 

(Um problema técnico provocou alteração no nome do autor, que é na realidade Nação Valente)

 

O que resta da Direcção do Sporting faz-me lembrar o Titanic.O navio está a afundar-se e a orquestra continua a tocar. Agarrados aos destroços procuram sobreviver. Pouco interessa se se perde o navio. A grande diferença é que o real Titanic, soçobrou ao rombo provocado por icebergue, e esta direcção e o seu Presidente, ao comando do barco, atiraram contra a própria tripulação, sem capacidade para prever danos colaterais.

 

Sem assumirem o erro e as responsabilidades, esperam ainda uma bóia salvadora. Jogam tudo numa próxima Assembleia Geral, onde possam contar com os suicidas que ainda os acompanham. O que está em causa acaba por ser não o Sporting ou o seu naufrágio, mas a manutenção do seu poder. Se forem ao fundo querem levar o Clube com eles. Neste momento é difícil saber como se vai sair desta situação. 

 

Pode a nau continuar a meter água, pode a nau precisar de socorro urgente, mas os sete náufragos não permitem. Atiram culpas para a tripulação, para os inimigos externos e internos, para os piratas das "Caraíbas" , pela divulgação do naufrágio inexistente. A sua música para papalvos continuará a tocar até ao afundamento total.

 

No meio deste delírio apenas uma boa notícia. O timoneiro não estará no final da Taça. Forçado pelas circunstâncias, mas ausente. A equipa agradece.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:03

O exterminador de Alvalade

Ricardo Leão, em 14.05.18

 

21015825_Ok4Ob.jpeg

 

"Relembro os sportinguistas mais lobotomizados, e com défice de memória temporal, que na fronteira de Fevereiro/Março o Sporting estava em 1° na Liga, tinha ganho a Taça da Liga, estava ligeiramente acima do Porto em termos exibicionais, e o Benfica estava por baixo, cercado pela justiça e pela imprensa.


E eis que surge El Bruno, que numa birra sem precedentes, exigiu aos sócios vassalagem e aclamação numa Assembleia Geral de Regime, algo que, mais uma vez cegamente, lhe foi dado e arregaçado.


Não satisfeito, começa Abril a criticar e ofender jogadores e adeptos, num registo de quem tem evidentes transtornos psíquicos, possivelmente associados e amplificados por coisas de origem duvidosa.


Desde Fevereiro/Março que o projecto desportivo 2017/2018 para o futebol começou a ser assassinado, não pelo treinador ou jogadores, mas pelo líder destes, o maior responsável, até por ter sido o mentor e avalista do maior investimento de sempre no futebol do clube. 


Culpar treinador, jogadores, adeptos opositores e ex-dirigentes por este descalabro, é digno dos maiores retardados mentais, e de quem já não segue o Sporting Clube de Portugal, mas sim, e antes de mais, o Clube do Bruno Azevedo de Carvalho.


Os sportinguistas informados, inteligentes e com memória, não se deixam iludir por propagandas bacocas e estratégias de controle de massas, destinadas muitas vezes a dominar indivíduos pouco dados à capacidade cognitiva, e à destreza de raciocínio.


O medo de papões e de esqueletos no armário (coisas que não existem no Sporting, só em mentes doentias), estão a fazer com que muitos sportinguistas estejam dispostos a dar carta branca a alguém que desonra e devassa todos os princípios, valores e tradições do Sporting e do Sportinguismo.

 

São tão culpados como ele, por tudo o que vier a acontecer ao Sporting! "

 

Ruben Proença de Amorim

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:17

Foto do dia

Rui Gomes, em 14.05.18

 

img_FanaticaBig$2018_05_13_21_16_58_1397690.jpg

(Mais um daqueles casos em que uma imagem vale mais que mil palavras)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:16

Sebastianismo e liberdade

Naçao Valente, em 25.04.18

 

20990932_mAMdc.jpeg

 

Alcácer-Quibir é na nossa história o símbolo da derrota de uma nação, por via a loucura de um homem. D. Sebastião, rei por direito, na linha de sucessão, não tinha competências para exercer tal função. No seu desvario guerreiro inconsequente, arrastou o país para um desastre anunciado e desnecessário, que nos custou a independência, durante sessenta anos.

 

O sebastianismo, como esperança no regresso do rei desaparecido na confusão da batalha, nasceu como uma vontade do impossível e tornou-se parte da alma nacional. Falsos "D. Sebastião" foram aparecendo, com o intuito de, oportunisticamente, preencher esse vazio, essa orfandade do pai da nação, sendo sempre desmascarados. Mas ao longo dos séculos, outros "D.Sebastião", vingaram como salvadores e vendedores de falsas ilusões. Tristes ilusões de um povo crédulo.

 

O 25 de Abril, ao invés, foi um golpe militar que se transformou em revolução, e que pôs fim a uma longa ditadura, iniciada por um desses salvadores. Comemora hoje quarenta e quatro anos de construção, com altos e baixos, de um futuro comum, alicerçado no diálogo democrático, na alternância do poder, sem necessidade da arrogância de um qualquer iluminado.

 

Neste dia de liberdade, que vivi,  lembrei-me, com tristeza, que também o meu clube, está cativo da prepotência de um homem que encarna, ao nível em que actua, D.Sebastião e o "Sebastianismo". D.Sebastião pela impreparação para cargo que exerce, pela  incapacidade de avaliar, com racionalismo, as situações, pelo poder de decidir guerras desnecessárias e inconsequentes, e de não assumir as consequências. Do sentido de missão "patriótica, quase divina, que encarna, para livrar o mundo de infiéis. isto é de todos os que não se vergam a cerviz à sua "loucura". Os adeptos que o seguem, sem reflexão, são o exemplo do "sebastianismo" que se instalou neste clube, entregue aos caprichos de um homem desequilibrado, e que e continuam a seguir como um salvador.

 

O Sporting precisa de um "25 de Abril" com urgência e não daqui a quarenta anos. Um "25 de Abril" em que os adeptos assumam o clube na sua plenitude e não na ilusão de  que o detêm na representatividade de um qualquer D.Sebastião. O Sporting não precisa de homens providenciais. Precisa de uma equipa, com um rumo, uma estratégia definida, ao serviço dos interesses da colectividade. É altura de abandonar o "sebastianismo", e os " D.Sebastião", antes que aconteça um "Alcácer-Quibir".

 

20990949_cmzZs.jpeg

 

 É altura de gritarmos, SPORTING LIVRE !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:30

Foto do Dia

Rui Gomes, em 05.04.18

 

img_770x433$2018_04_05_12_52_32_1383560.jpg

Cristiano Ronaldo visitou a equipa do Sporting no hotel em Madrid

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:49

 

img_770x433$2018_01_17_09_55_14_1354910.jpg

 

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) assumiu esta quarta-feira preocupação com os discursos ofensivos, que arruínam a imagem das competições, na sequência da troca de insultos entre os presidentes de Sporting e Braga.

 

Instado a comentar o diferendo ruidoso entre Bruno de Carvalho e António Salvador, o director de comunicação da Liga de Clubes, António Barroso, teve isto para dizer:

 

"Estamos preocupados com o nível extremado da discussão e o discurso inflamado que tem vindo a ser noticiado. A LPFP não se revê em discursos ofensivos e apela a todos os intervenientes para que tenham o máximo sentido de responsabilidade nas suas declarações.

 

Temos orgulho em ter um dos mais competitivos campeonatos da Europa, mas todo o ruído e deselegâncias estão a arruinar a imagem das nossas competições. Queremos uma recta final do campeonato repleta de emoção, entusiasmo e desportivismo. Só assim se poderá mostrar a excelência do futebol português. Reiteramos o apelo ao fair-play e à elevação".

 

Posição muito branda assumida pelo Executivo da Liga. Este e outros casos de registo no futebol português exigem uma mão pesada e não meros apelos ao fair-play e à elevação, disposições que obviamente não impressionam os principais protagonistas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:43

transferir (1).jpg

...Nunca o Sporting esteve "tão bem" financeiramente...

 

O Sporting ainda não terá liquidado a segunda tranche da transferência de Marcos Acuña ao Racing, situação que ontem já estava a ser noticiada na Argentina, na perspectiva de que o clube de Avellaneda poderia avançar com uma participação à FIFA. 

 

O Sporting saldou logo em Julho cerca de 8 milhões de euros por Acuña. O valor em dívida, agora, é de 1,65 milhões de euros (e não de 1,5 milhões, como foi referido no blog ‘Racing de Alma’), tendo vencido em Janeiro. O assunto está a ser tratado com o Racing e ficará resolvido nos próximos dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:23

Heptacampeões nacionais de natação

Rui Gomes, em 20.03.18

 

Sporting Campeão Nacional Natação 2018.jpg

 

Este fim-de-semana, o conjunto leonino rumou até Coimbra, cidade que foi o palco do campeonato nacional de clubes de natação. Nestes últimos dias de competição os leões conquistaram o seu sétimo título consecutivo de campeões nacionais no sector masculino com 713 pontos, mais 109 pontos que o Benfica, segundo classificado.

 

No sector feminino, a equipa verde e branco alcançou o 3.º lugar, com um total de 628 pontos.

 

Para além do excelente rendimento colectivo, no capítulo individual, Alexis Santos obteve os mínimos nos 200m estilos para o Campeonato da Europa, que se irá realizar em Glasgow, Escócia, entre 3 a 9 de Agosto.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:27

Felizmente o Sporting "respira saúde"...

Ricardo Leão, em 17.03.18

 

20933543_D5jt1.jpeg

 

Por dívida de 511 mil euros que, apesar da insistência continuada dos credores, nunca foi paga, facto que levou a Camacho & Nunes a agir na justiça. É de crer que, agora, o clube se apresse a pagar. Independentemente disso as consequências jurídicas deste processo podem ser dramáticas para a SAD já que o juíz a quem o processo foi entregue está legalmente obrigado a chamar a juízo os maiores credores do clube, em lista, aliás, que terá de ser fornecida pela administração da sociedade, cabendo ao Sporting demonstrar que inexistem razões para este pedido o que, na actual situação financeira do clube, e ao invés da propaganda oficial, se poderá tornar numa tarefa verdadeiramente complicada.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00

Compromisso falhado, destino traçado: RUA!

Ricardo Leão, em 03.03.18

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:11

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo