Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O Sporting joga amanhã…

Sporting - Marítimo, 19 de Maio de 2021, às 21h45

Leão Zargo, em 18.05.21

Sporting - Marítimo 2019-20 1ª Liga 1-0 LP.jpg

Sporting e Marítimo defrontam-se amanhã para a 34ª jornada da 1ª Liga. No jogo entre as duas equipas na época passada, em Alvalade, os adeptos leoninos desesperaram perante o falhanço sucessivo de golos “feitos” e mais outros dois que o VAR anulou. Valeu Cristián Borja aos 76 minutos que aproveitou uma assistência de Jovane Cabral. Foi o jogo em que Luiz Phellype se lesionou gravemente, em 27 de Janeiro de 2020.

Não se pode ter tudo, mas devemos trabalhar para ter tudo, foi o pensamento que me ocorreu quando percebi a opção de Rúben Amorim para o jogo na Luz. Lançou Matheus Nunes e Daniel Bragança às feras, quis testá-los em alta voltagem, mas não correu bem. O treinador terá deixado uma mensagem clara para a estrutura leonina, ficaram à vista debilidades da equipa. Há que mudar o paradigma de conquistar o título esporadicamente e quando se analisam os pontos fortes e fracos do plantel sabe-se onde se deve e não deve mexer.

No entanto, isso da mensagem para a estrutura é uma parte da história e até pode não ser a mais importante, pois Rúben Amorim é assim mesmo. Considera que o medo da derrota come a confiança dos jogadores e ele não receia escolher quem treina com seriedade. Disse sempre que, num jogo, se os seus jogadores não fizeram mais o treinador é que tinha a culpa e que os deveria ajudar a melhorar. Dessa forma, procura libertar os seus atletas da pressão externa. E ganha a confiança deles, um líder assume sempre as responsabilidades.

Amanhã vamos fechar a época com chave de ouro. Depois, porque o passado já é bastante, avançamos para o futuro.

Na fotografia, Luiz Phellype em acção no Sporting - Marítimo em 2019-20. Infelizmente, lesionar-se-ia alguns minutos depois.

publicado às 03:49

O Sporting joga amanhã…

Benfica - Sporting, 15 de Maio de 2021, 18h00

Leão Zargo, em 14.05.21

Benfica Sporting 2019-20 2-1 1ª Liga.jpg

O Sporting e o Benfica defrontam-se amanhã para a 33ª jornada da 1ª Liga. Em 2019-20, na Luz, os encarnados venceram por 2-1 graças a um golo de Carlos Vinícius perto do fim. Foi um jogo de grande intensidade competitiva com domínio sportinguista na 2ª parte, e alguns momentos mais quentes de ambos os lados, que relegou os leões para o 4º lugar da classificação por troca com o SC Braga que nessa jornada venceu o FC Porto.

O Sporting regressa à Luz numa situação que nem o mais optimista dos seus adeptos imaginaria no princípio da época: como o campeão nacional. Por terem uma equipa em construção, os leões apresentaram-se como um “outsider” e tiveram sucesso graças a ingredientes teoricamente fáceis, mas de complexa execução: foco em cada jogo, encarado com paixão e responsabilidade, sempre com mentalidade competitiva, e um futebol com intensidade e movimentação definida, organização defensiva e ofensiva numa dinâmica viva e eficiente, em que cada jogador sabe o que tem de fazer lá dentro. Johan Cruyff dizia que “o futebol é um jogo simples, mas é difícil jogá-lo de forma simples”. O Sporting de Rúben Amorim alcançou, em várias jornadas da prova, esse patamar.

Um Benfica-Sporting é como um encadeamento de histórias, de muitas histórias dentro de outras histórias, numa narrativa intemporal. É sempre um jogo especial, em que há muito a ganhar por cada um dos contendores. O jogo de amanhã não foge a essa regra. Os nossos adversários têm dois grandes objectivos, o dérbi e a final da Taça de Portugal, e disso vai depender muito a avaliação da época que realizaram. No nosso caso, há a responsabilidade própria de quem veste de leão ao peito e porque pretendemos continuar invencíveis e conquistar o feito inédito da invencibilidade num campeonato com dezoito clubes.

Na fotografia, imagem do Benfica - Sporting disputado em 2019-20.

publicado às 13:25

O Sporting joga amanhã…

Sporting - Boavista, 11 de Maio de 2021, 20h30

Leão Zargo, em 10.05.21

Sporting Boavista 2019-20 2-0.jpg

O Sporting defronta amanhã o Boavista para a 32ª jornada da 1ª Liga. Na época passada, no Estádio de Alvalade, os leões venceram por 2-0, com golos de Andraž Šporar e Gonzalo Plata. O jovem equatoriano esteve em grande destaque com uma assistência e um golo antes da viagem da equipa sportinguista para uma eliminatória de má memória com o Istambul Başakşehir. A última vez que o Boavista venceu para o campeonato em Alvalade foi em 4 de Janeiro de 1976.

No futebol, como em quase tudo na vida, é demorado construir, mas também se destrói rapidamente. A actual equipa sportinguista começou a ser burilada por Rúben Amorim em Março de 2020. Ou melhor, laboriosamente burilada, com conta, peso e medida. Dizia Nelson Rodrigues que “no futebol o pior cego é aquele que só vê a bola”. O treinador não pode ver só a bola. O futebol é mais, muito mais, do que o momento do jogo. Exige estudo, planeamento, intuição e intervenção. E conhecimento associado à inteligência, saber como agir em determinação situação por mais adversa que seja. 

Todos conseguimos prever como é que a nossa equipa se vai apresentar frente ao Boavista. Na verdade, possui uma qualidade insuperável que se chama identidade que decorre de uma ideia de jogo muito forte assente em boas dinâmicas defensivas e ofensivas. Esta época, no campeonato, nunca se viu a equipa leonina sem organização, perdida em campo. O futebol é um desporto colectivo, por isso é um jogo de rotinas, a rotina é essencial. Ter identidade colectiva revela a excelência do trabalho feito por Rúben Amorim e constitui um princípio básico para alcançarmos amanhã a vitória que abrirá as Portas da Alegria.

Na fotografia, Plata em acção no Sporting 2 - Boavista 0 disputado em 2019-20.

publicado às 03:34

O Sporting joga amanhã…

Rio Ave - Sporting, 5 de Maio de 2021, 21h15

Leão Zargo, em 04.05.21

Rio Ave Sporting 2019-20 1-1 1ª Liga.jpg

O Sporting defronta amanhã o Rio Ave para a 31ª jornada da 1ª Liga. Na época passada, em Vila do Conde, verificou-se um empate (1-1) no desafio entre os dois clubes. Os leões fizeram um jogo sofrível, uma das piores exibições da época, encaixaram um golo logo aos 2 minutos e o melhor que conseguiram foi uma igualdade através de Jovane Cabral de grande penalidade aos 84 minutos. Estava-se a meio do mês de Fevereiro e aproximava-se o fim do tempo de Jorge Silas como treinador sportinguista.

Amanhã, a partida em Vila do Conde é aguardada com grande expectativa pelos adeptos leoninos. Vencendo, o Sporting pode aguardar de forma privilegiada pelo Benfica - Porto, mesmo sabendo que o título de campeão ainda não ficará decidido. Mas poderá clarificar muita coisa. Entre nós, o protagonismo tem de ser para atletas, treinadores e restantes profissionais ligados à estrutura do futebol. Até porque o jogo será difícil, o Rio Ave vai procurar explorar a ansiedade sportinguista, e possui jogadores para isso, tecnicistas e rápidos nas transições.

Apesar da significativa vantagem pontual, é grande a pressão sobre os leões. Nada está ganho, o momento é de ir à luta e de conquistar o título de campeão nacional que nos foge há tanto tempo. Chegados aqui, as dificuldades são motivações, os desafios oportunidades e a superação física e emocional o passaporte para a vitória. Sendo imprevisível, o futebol é um jogo em que a sorte pode constituir um factor determinante. Nada pode ser deixado ao acaso, o momento é de abdicar das conquistas individuais em benefício dos objectivos da equipa. Como Rúben Amorim sublinhou “agora falta tão pouco, mas ainda falta muito”

Na fotografia, Jovane Cabral marca a grande penalidade no Rio Ave - Sporting disputado em 2019-20.

publicado às 16:00

O Sporting joga amanhã…

Sporting - Nacional, 1 de Maio de 2021, às 20h30

Leão Zargo, em 30.04.21

thumbnail_Sporting Nacional 2018-19 5-2 1ª Liga g

O Sporting e o Nacional defrontam-se amanhã para a 30ª jornada da 1ª Liga. No jogo entre os dois clubes na época de 2018-19, em Alvalade, os leões venceram por 5-2, mas o resultado, assim tão expressivo, não revela o que se passou no relvado. Os madeirenses chegaram a estar a ganhar por 2-0, Bas Dost reduziu aos 35 minutos, Bruno Fernandes fez o 2-2 aos 70 minutos e Mathieu, finalmente, “virou” o marcador aos 75 minutos. Os outros dois golos leoninos, de novo por Bas Dost e Bruno Fernandes, aconteceram nos instantes finais da partida.

Na primeira meia hora do jogo com o Nacional na época de 2018-19, o Sporting foi menos assertivo e chegou a passar um mau bocado. Valeu o vendaval de bom futebol ofensivo que depois varreu Alvalade e que culminou num triunfo robusto. Amanhã, logo de início, os sportinguistas esperam que se verifique a intensidade e a inspiração da 2ª parte. Max vai jogar e acredito que conseguirá lidar bem com a pressão. A vida exige uma aprendizagem constante e um guarda-redes tem de aproveitar cada oportunidade como se fosse a última. Faz parte do seu crescimento. Com ele na baliza vamos ter a segurança defensiva habitual.

Superado com galhardia e honra o obstáculo na Pedreira, o Sporting continua a depender apenas de si. Com o Nacional trata-se de outra final, depois ainda ficam a faltar quatro finais. Os jogadores leoninos sabem que não existem “poções mágicas” e que no campo, dentro das quatro linhas, só vencem se forem audazes e se deixarem lá o corpo e a alma. Séneca afirmou que “a coragem conduz às estrelas, o medo à morte”. Mais do que uma simples virtude, a coragem é a atitude de quem tem consciência do seu próprio valor, é ela que conduz à vitória.

Na fotografia, Mathieu remata para o golo no Sporting - Nacional disputado em 2018-19.

publicado às 15:00

O Sporting joga amanhã…

Braga - Sporting, 25 de Abril de 2021, 20h00

Leão Zargo, em 24.04.21

Braga Sporting 2019-20 1-0.jpg

O Sporting e o Braga defrontam-se amanhã para a 29ª jornada da 1ª Liga. Em 2019-20, na Pedreira, os bracarenses venceram por 1-0 com um golo de Francisco Trincão que tinha entrado em campo poucos minutos antes. Com esta vitória, a equipa treinada por Rúben Amorim ascendeu ao terceiro lugar da classificação. O Sporting, pela primeira sem Bruno Fernandes por se ter transferido para o M. United, não teve arte e engenho frente à baliza adversária. Foi um jogo de grande intensidade competitiva e com alguns momentos mais quentes de ambos os lados.

Amanhã na Pedreira, não é para jogar bonito, mas o nosso futebol tem de ser positivo e jogado com paixão, energia e inspiração. O resultado está por decidir, a imprevisibilidade torna o futebol excitante e faz com que cada jogo seja um acontecimento irrepetível. A pressão, a vontade de ganhar e a angústia de perder é igual para todos. Ninguém nasce ensinado, o trabalho vem de trás, desde a pré-época, deu frutos, e agora há que terminá-lo da melhor maneira. Até ver, somos os melhores da Liga. E queremos continuar a ser os melhores. Confiança e união.

O campeonato está na sua fase decisiva para todas as equipas e cada ponto a mais ou a menos é precioso. No caso do Sporting, para além da juventude do plantel, temos os nossos fantasmas, mas os outros também os têm. Como escreveu o Julius Coelho “não existe nenhuma equipa que não tenha os seus momentos de quebra e é precisamente nesses momentos que os campeonatos do futebol português se decidem”. Na hora da verdade, é obrigatório olhar em frente mais do que lamentar o passado, de ter galhardia, de fazer as correcções necessárias. Depois de corrigido o que falhou, não conseguirá vencer quem ficar preso aos erros passados.

Na fotografia, imagem do Braga - Sporting disputado em 2019-20.

publicado às 15:00

O Sporting joga amanhã…

Sporting - B-SAD, 21 de Abril de 2021, 21h15

Leão Zargo, em 20.04.21

Sporting - B-SAD 1ª liga 2019-20.jpg

O Sporting defronta amanhã o B-SAD para a 28ª jornada da 1ª Liga. Na época passada, em Alvalade, os leões venceram por 2-0 com dois golos de Vietto. A equipa sportinguista passou por grandes dificuldades, Jorge Silas no decurso do jogo substituiu Neto por Rafael Camacho e transformou o 3x4x3 em 4x3x3, mas o futebol leonino não melhorou por aí além, valendo o engenho do avançado argentino. Nas bancadas ouviu-se contestação ao presidente Frederico Varandas. O resultado foi melhor do que a exibição no dia da estreia de Rodrigo Fernandes.

Esta época voltámos a sentir orgulho e gosto de ver a equipa de leão ao peito a entrar em campo. Mas, apesar da confiança nos nossos jogadores e da vantagem de seis pontos na classificação, tantos anos de falta de liderança, de contratações duvidosas e de exibições miseráveis tornaram os sportinguistas descrentes e receosos. Como S. Tomé, ver para crer. O Sporting possui muito mais do que uma equipa bem organizada e talentosa, mas não pensamos qualquer coisa em qualquer sítio. O sítio em que estamos determina aquilo que pensamos. É o caso de Alvalade.

O jogo com o B-SAD constitui mais um teste difícil para o Sporting. Petit consegue que a sua equipa vá somando pontos e tenha uma posição relativamente confortável na tabela da classificação à custa de um futebol superdefensivo com marcações individuais bastante agressivas. É a equipa que marcou menos golos (17) na prova, mas também sofre poucos (24), apenas Sporting e Benfica é que consentiram menos. É fácil imaginar a disposição táctica dos nossos adversários, mas nós lideramos a competição e temos argumentos para vencer e convencer.

Na fotografia, Vietto já rematou para o primeiro dos seus dois golos no Sporting - B-SAD disputado em 2019-20.

publicado às 13:15

O Sporting joga amanhã…

SC Farense - Sporting, 16 de Abril de 2021, 21h00

Leão Zargo, em 15.04.21

Farense 1 Sporting 3 2001-02.jpg

O Sporting viaja até Faro para defrontar o SC Farense para a 27ª jornada da 1ª Liga. No Estádio de S. Luís, os dois clubes defrontaram-se pela última vez em 2001-02 e os leões da casa-mãe venceram por 3-1, com um “hat-trick” de Mário Jardel. Este jogo disputou-se na 6ª jornada e nessa fase do Campeonato o Sporting estava em 4º lugar a cinco pontos do Boavista, o líder da classificação. Lazlo Bölöni ainda estava a afinar a estratégia leonina que conduziria à conquista do título de campeão nacional.

Faltam oito finais e o Sporting lidera a 1ª Liga. Os jogos com o Moreirense e o Famalicão terminaram empatados, no entanto os leões criaram mais oportunidades de golo do que se tinha verificado na fase imediatamente anterior. Com Paulinho alterou-se a movimentação ofensiva com a intenção de aliar versatilidade e eficiência na fase da criação e no momento de finalização. O futebol sportinguista não se caracteriza pelo domínio avassalador, mas pela organização defensiva com e sem bola e por transições entrelinhas que proporcionem oportunidades de golo. Agora, precisa de maior intensidade ofensiva como de pão para a boca.

A partida no S. Luís vai ser difícil, pelas contingências de um jogo de futebol, como pela ausência de Rúben Amorim no banco. Isto para não recordar decisões de arbitragens que mais parecem encomendadas. Mas, o Sporting lidera o Campeonato com seis pontos de vantagem sobre o 2º classificado e é a única equipa invicta, depende apenas de si própria. Os leões procuram recuperar o instinto goleador. Daniel Bragança constitui uma certeza maior do que era há dois meses atrás. Em contrapartida, Jovane continua intermitente e Nuno Santos perdeu protagonismo, mas ambos serão decisivos nesta fase da competição.

Na imagem, Jardel marcou os três golos da vitória leonina e festeja com companheiros de equipa no S. Luís, em 2001-02.

publicado às 12:00

O Sporting joga amanhã…

Sporting - Famalicão, 11 de Abril de 2021, às 20h00

Leão Zargo, em 10.04.21

thumbnail_Sporting Famalicão 2019-20 1-2 1ª Liga

Sporting e Famalicão defrontam-se amanhã para a 26ª jornada da 1ª Liga. Os leões estão em 1º lugar com 19 pontos e os adversários em 14º lugar com 26 pontos. No jogo entre as duas equipas na época passada, em Alvalade, os famalicenses venceram por 2-1, com um autogolo a dois minutos do fim por Coates. Era a pior fase do defesa uruguaio com a camisola leonina, depois de frente ao Rio Ave ter cometido um “hat-trick” de grandes penalidades coroado com um cartão vermelho. Leonel Pontes, depois do empate no Bessa, orientou no banco sportinguista pela segunda vez na 1ª Liga. 

Paulo Catrica escreveu que “o futebol é a mais popular forma de arte do século XX, a única que enche estádios, praças, cafés, consome horas de conversa, de papel e de tinta, tamanha é a capacidade de especulação”. É verdade para o futebol, e para o Sporting, em particular, o que se confirma lendo os comentários que roçam a esquizofrenia que se escreveram por todo lado depois do jogo em Moreira de Cónegos. Sabe-se que no futebol nada é garantido, tudo é possível, isso faz parte da sua beleza e emoção. Da equipa leonina esperamos o mesmo de sempre: foco no jogo encarado com paixão e responsabilidade.

Na última jornada, o Famalicão venceu o Paços de Ferreira por 2-0 e distanciou-se da zona de despromoção. Depois de João Pedro de Sousa e de Jorge Silas, o treinador Ivo Vieira conseguiu duas vitórias e um empate em três jogos. O “Fama” revela-se confiante, defende bem, com as linhas muito juntas, perigoso a sair para o contra-ataque. Os jogadores do Sporting estão preparados para isso, até porque, como Nação Valente referiu ontem aqui no Camarote Leonino, “não vai haver nenhum jogo fácil. Temos de confiar nesta equipa, ainda em crescimento. Não pode ser uma equipa só para o imediato, mas para o futuro”

Na fotografia, fase do Sporting - Famalicão disputado em 2019-20.

publicado às 03:33

O Sporting joga amanhã…

Moreirense - Sporting, 5 de Abril de 2021, 21h00

Leão Zargo, em 04.04.21

Moreirense Sporting 2019-20 0-0 1ª Liga.jpg

O Sporting defronta amanhã o Moreirense para a 25ª jornada da 1ª Liga. Em 2019-20, em Moreira de Cónegos, os leões dominaram a partida, remataram muito à baliza adversária, principalmente na 2ª parte, mas com pouco ou nenhum acerto. O jogo terminou empatado (0-0), a equipa treinada por Rúben Amorim continuou sem conhecer o travo amargo da derrota, mas permitiu a aproximação do SC Braga ao 3º lugar da classificação na fase final da prova.

Época nova, vida nova. O Sporting lidera a classificação com dez pontos de avanço quando faltam dez jogos para completar o campeonato da 1ª Liga. Com o Moreirense disputa-se mais uma final, a equipa sportinguista está muito mais confiante e adulta do que a da época passada, muito melhor preparada para vencer, a liderança não é fruto do acaso, mas os adeptos leoninos percebem que se trata de um desafio crucial. O que todos anseiam é que esta caminhada continue como até agora, passo a passo, num ritmo certo, constante.

Na jornada anterior, com o Vitória de Guimarães, Rúben Amorim sentiu a necessidade de mudar algo no futebol do Sporting. Colocou Daniel Bragança ao lado de João Mário, com Palhinha a segurar o meio campo e apenas dois avançados. Em consequência, Pedro Porro e Nuno Mendes projetaram-se nas alas, Pote e Tiago Tomás jogaram mais próximos um do outro no ataque e os leões foram mais seguros e perigosos ofensivamente do que estava a verificar-se nos últimos jogos. É um plano B que permitirá diferenciar os movimentos de aproximação à baliza adversária.

Na fotografia, fase do Moreirense - Sporting disputado em 2019-20.

publicado às 06:04

Fotografia com história dentro (241)

A primeira época dos “Cinco Violinos”

Leão Zargo, em 28.03.21

SCP 1946-47 FCP 2 - SCP 4 17ª jornada CN.jpg

Assistir à construção de uma grande equipa faz parte do fascínio pelo futebol. Entre nós, sportinguistas, há um sentimento de privilégio quando vemos Rúben Amorim esculpindo este novo tempo leonino feito de uma feliz simbiose de experiência e irreverência e de criatividade e eficácia. Esta época, o registo de 20 vitórias e 4 empates em 24 jornadas constitui o segundo melhor de sempre na história centenária do Clube. Em 1946-47 os leões obtiveram 21 vitórias em 24 jogos, mas cederam 2 derrotas e 1 empate.

Com a contratação de Vasques e Travassos, a temporada de 1946-47 foi a primeira dos “Cinco Violinos”. Uma das melhores equipas leoninas de sempre, muito goleadora (123 golos em 26 jogos, uma média de 4,7 por jogo no Campeonato), com um futebol ofensivo em que a bola ia de jogador para jogador e todos se movimentavam de forma assertiva, organizada, multiplicando as linhas de passe. Por o Stadium de Lisboa estar em obras de renovação, o Sporting utilizou o Campo Lumiar A emprestado pela CUF, mas conquistou com superioridade os títulos de Campeão Nacional e de Lisboa, não repetindo o “tri” de 1940-41 apenas porque não se disputou a Taça de Portugal.

Rúben Amorim afirmou há alguns dias que o Sporting está a construir uma equipa para os próximos anos. Lendo a garantia do nosso treinador recordei-me de 1946-47 e da primeira época dos “Cinco Violinos”. Talvez seja de novo o início de uma era no futebol português.

Na fotografia, a equipa do Sporting que venceu o FC Porto por 4-2 no Estádio do Lima na 17ª jornada do Campeonato Nacional 1946-47:

Em cima - João Azevedo, Manecas, Veríssimo, Canário, Robert Kelly (treinador), Barrosa, Manuel Marques (enfermeiro-massagista), César Vitorino (director) e Álvaro Cardoso;

Em baixo - Jesus Correia, Vasques, Peyroteo, Travassos e Albano.

publicado às 14:00

O Sporting joga amanhã…

Sporting - V. Guimarães, 20 de Março de 2021, às 20h30

Leão Zargo, em 19.03.21

Sporting V. Guimarães 1ª Liga 2019-20 3-1 8ª jo

Sporting e Vitória de Guimarães defrontam-se amanhã para a 24ª jornada da 1ª Liga. No jogo entre os dois clubes em Alvalade na época passada, os leões dominaram na 1ª parte, fizeram dois golos, os vimaranenses reagiram, reduziram para 2-1, ameaçaram seriamente o empate, mas Coates, na sequência de um livre directo muito bem marcado por Acuña aos 74 minutos, garantiu a vitória por 3-1. Apesar do resultado favorável, ouviram-se assobios e houve lenços brancos para o presidente Frederico Varandas.

“Tudo vai de saber guardar a confiança. De não esmorecer.” (José Cardoso Pires, O Hóspede de Job) O futebol é certo e imprevisível. O final do jogo aproxima-se e o resultado aparenta estar decidido, mas um momento de genialidade, uma jogada ofensiva ou uma falha defensiva podem alterar aquilo que já parecia feito. O desafio só termina quando o árbitro apita para tal. Isto a propósito de nesta época o Sporting ter conquistado 17 pontos com golos depois do octogésimo minuto. Uma questão de confiança, obviamente.

O Vitória de Guimarães apresentar-se-á em Alvalade de uma maneira previsível: reforço defensivo, boa ocupação do meio campo e grande agressividade nos duelos individuais, e vai condicionar a construção leonina bloqueando ligações pelos corredores laterais. Rúben Amorim não ignora isso e já demonstrou que sabe ler o jogo do adversário e o que as circunstâncias exigem. Faz substituições por razões tácticas, normalmente para dar maior fluidez aos movimentos ofensivos. Paulinho treinou sem limitações, uma excelente notícia.

Na fotografia, imagem do Sporting - V. Guimarães disputado em 2019-20.

publicado às 02:18

O Sporting joga amanhã…

Tondela - Sporting, 13 de Março de 2021, 20h30

Leão Zargo, em 12.03.21

Tondela - Sporting 2019-20 1-0 1ª Liga.jpg

O Sporting e o Tondela defrontam-se amanhã para a 23ª jornada da 1ª Liga. Em 2019-20, no Estádio João Cardoso, os beirões venceram por 1-0, com um golo marcado por Bruno Wilson de cabeça na sequência de um livre a dois minutos do fim. Foi a primeira derrota de Jorge Silas na I Liga e o fim de uma série vitoriosa de quatro jogos no campeonato. Os leões perderam numa altura em que dominavam a partida. Há duas épocas consecutivas que o Sporting é derrotado em Tondela.

No futebol quebra-se a fronteira entre a ficção e a realidade. Quando o jogo acaba fica toda uma história para ser contada cá para fora, mas também para se analisar lá dentro das quatro paredes. Esta conversa é a propósito do jogo com o Santa Clara na jornada anterior. Vitórias assim, com tão grande estrelinha, acontecem poucas vezes numa competição. O sinal foi dado, e os sportinguistas esperam que Coates tenha falado com os companheiros, como foi sugerido por Rúben Amorim. E que esta aversão obsessiva dos órgãos da Liga e da Federação relativamente ao Sporting fortaleça ainda mais a coesão do plantel leonino.

Depois de um mau começo no campeonato com duas derrotas e dois empates, o Tondela alcançou uma posição confortável a meio da tabela. Nunca ganhou fora, mas é muito forte em casa, onde a última vez que perdeu foi com o Vitória de Guimarães em 27 de Novembro de 2020. Venceu os últimos cinco desafios que disputou no seu estádio. Portanto, é um adversário estabilizado que vai pôr à prova Rúben Amorim e em que medida será capaz de renovar o futebol leonino, talvez mexendo em algumas peças do xadrez.

Na fotografia, imagem do Tondela - Sporting disputado em 2019-20.

publicado às 03:49

O Sporting joga amanhã…

Sporting - Santa Clara, 5 de Março de 2021, às 20h45

Leão Zargo, em 04.03.21

Sporting Santa Clara 2019-20 1-0 1ª Liga.png

Sporting e Santa Clara defrontam-se amanhã para a 22ª jornada da 1ª Liga. Os leões estão em 1º lugar com 55 pontos e os adversários em 7º lugar com 28 pontos. No jogo entre as duas equipas na época passada, em Alvalade, os leões conseguiram uma vitória difícil por 1-0. Valeu o golo de Jovane Cabral aos 67 minutos que, numa finalização cheia de argúcia e de oportunismo, acertou com a baliza dos açorianos. Paulinho continua a contas com um problema num tendão da coxa esquerda e esteve ausente dos treinos.

O confronto de amanhã promete ser tarefa igualmente difícil, mas a equipa sportinguista ambiciona superar o recorde de 21 jogos sem perder fixado pelos campeões nacionais de 1981-82, e que igualou no Dragão na jornada anterior. No entanto, o futebol tem uma regra muito simples: nunca dês por vencido um jogo que ainda não se realizou. Na jornada anterior, o Santa Clara derrotou o Paços de Ferreira com um claro 3-0 e foi o clube mais representado na equipa ideal da 21.ª jornada da Liga, eleita em parceria pelo Maisfutebol e SofaScore, com os jogadores Marco, Villanueva e Morita em grande destaque esta época.

É evidente o mérito da liderança de Hugo Viana e de Rúben Amorim. O dirigente ocupa-se do trabalho nos bastidores e prescindiu do protagonismo público. O treinador tem poder e autonomia para pensar, planificar e organizar todo o futebol leonino. Agora, no Sporting trabalha-se a médio prazo. O Clube prepara-se para prolongar por mais um ano (até 2024) o contrato com Rúben Amorim, antecipar a cláusula de opção de Feddal e Pedro Porro e recuperar João Mário para o plantel leonino. A importância da “Unidade de Performance” revela-se na excelente condição física e psicológica dos jogadores.

Na fotografia, imagem do Sporting - Santa Clara disputado em 2019-20.

publicado às 03:34

O Sporting joga amanhã…

FC Porto - Sporting, 27 de Fevereiro de 2021, 20h30

Leão Zargo, em 26.02.21

22027778_hOocH.jpeg

O Sporting e o FC Porto jogam amanhã para a 21ª jornada da 1ª Liga. Em 2019-20, no Dragão, os portistas derrotaram os leões por 2-0. Apesar do resultado negativo, no final do jogo Rúben Amorim afirmou que ficou com “boa impressão dos miúdos” pela forma como se bateram contra jogadores muito mais experientes e com maior “andamento”. Referia-se a Max, Eduardo Quaresma, Nuno Mendes, Matheus Nunes, Jovane Cabral, Tiago Tomás e Joelson Fernandes. Os que pisarem amanhã o difícil relvado do Dragão já não o farão pela primeira vez em jogo para o campeonato.

O clássico entre o Sporting e o FC Porto é um dos mais desejados pelos adeptos do futebol português. Trata-se de uma rivalidade antiga que se iniciou na época de 1921-22 quando os dois clubes disputaram a primeira final do Campeonato de Portugal. Este jogo, pelo que pode definir na classificação geral da 1ª Liga, é de extraordinária importância para ambas equipas. No entanto, possui um carácter muito mais dramático para os portistas. Afinal, qualquer que seja o resultado os leões continuarão folgadamente na liderança.

Espírito coletivo é a palavra chave que define o actual momento sportinguista. Defrontar o FC Porto implica sempre um confronto de elevada dificuldade, mas com humildade, garra, racionalidade e coragem os jogadores leoninos ficarão mais perto de vencer, ou pelo menos de empatar. Todos desejamos que sejam verticais e inteiros perante a força do adversário. Que sejam rigorosos e audazes. Que estejam inspirados. Que não vacilem nos caminhos para a grande área adversária. Que a nossa baliza se torne numa fortaleza. Que sejam leões.

Na fotografia, uma imagem do FC Porto - Sporting disputado em 2019-20.

publicado às 04:04

O Sporting joga amanhã…

Sporting - Portimonense, 20 de Fevereiro de 2021, às 20h30

Leão Zargo, em 19.02.21

Sporting Portimonense 2019-20 2-1 1ª Liga 20ª jo

Sporting e Portimonense defrontam-se amanhã para a 20ª jornada da 1ª Liga. Os leões estão em 1º lugar com 51 pontos e os algarvios em 12º lugar com 19 pontos. No jogo entre os dois clubes na época passada, em Alvalade, os adeptos sportinguistas desesperaram perante uma primeira parte confrangedora que permitiu que os algarvios se adiantassem no marcador por Jacson Martínez. Valeu Mathieu, que empatou de livre directo minutos depois, e um autogolo de Jadson para que a vitória sorrisse à equipa leonina.

Todos esperamos que a qualidade técnica dos jogadores e a sua vibração competitiva nos poupem amanhã a tamanha angústia. A equipa está muito mais confiante e adulta do que na época passada e a mistura de juventude e irreverência com maturidade e experiência tem mostrado o caminho para o sucesso. No caso dos jogadores, como lhes é mais fácil fazerem aquilo que os torna melhores, sentem e transpiram mais confiança. É necessário recuar a 1996-97 para que uma equipa do Sporting tivesse sofrido apenas 10 golos à 19ª jornada. Ou ao princípio da década de 1950 para outra equipa sportinguista sem qualquer derrota na Liga e 10 pontos de vantagem sobre o segundo classificado.

No entanto, quanto à vantagem pontual, Rúben Amorim garante que “não significa nada” e que “estamos é proibidos de parar de correr. Cada um diz o que quer dentro da equipa. E todos dizemos o mesmo, é a ideia geral”. A preparação do próximo jogo iniciou-se com todo o plantel à disposição do técnico. Paulo Sérgio regressa a Alvalade exigindo “coragem e concentração máxima” aos jogadores do Portimonense. Para o Sporting trata-se de mais uma final, depois ainda ficam a faltar catorze finais.

Na fotografia, imagem do Sporting - Portimonense disputado em 2019-20.

publicado às 03:04

O Sporting joga amanhã…

Sporting - Paços de Ferreira, 15 de Fevereiro de 2021, às 20h15

Leão Zargo, em 14.02.21

Sporting Paços de Ferreira 2019-20 1-0 1ª Liga 2

Sporting e Paços de Ferreira jogam amanhã para a 19ª jornada da 1ª Liga. Esta época os castores constituem a grande sensação do campeonato da 1ª Liga e estão isolados no 5º lugar da classificação a dois pontos do Benfica e do SC Braga. Em 2019-20 os leões tiveram grande dificuldade para derrotar o Paços, o que apenas conseguiram através de um míssil disparado por Jovane Cabral na marcação de livre um directo. A 11 de Dezembro passado as duas equipas defrontaram-se para a Taça de Portugal e o Sporting venceu por 3-0.

O jogo com o Paços de Ferreira apresenta-se como muito difícil, espera-se que seja a arte e o engenho dos leões a determinar o resultado da partida. Cada jogo é um jogo, é verdade, mas o Gil Vicente está na memória de todos e mais vale prevenir do que remediar. O jogo de amanhã traz uma curiosidade suplementar: como é que Pepa vai fazer encaixar o seu 3x4x3 no 3x4x3 de Rúben Amorim, ele que garantiu ainda há pouco tempo que nunca tinha alterado o sistema táctico por causa do adversário. Irá baixar as linhas para retirar profundidade ofensiva ao Sporting?

O Paços de Ferreira há nove jogos consecutivos (seis vitórias e três empates) que não sofre uma derrota. Trata-se de uma equipa bem preparada e organizada com e sem bola, com jogadores capazes de fazer diferentes posições. O maior destaque talvez seja a potência ofensiva de Douglas Tanque e a capacidade de organização dos médios Bruno Costa e Eustáquio, que foram eleitos, respectivamente, o primeiro e o segundo melhor médio do mês de Janeiro na 1ª liga. Mas, os pacenses valem pelo seu conjunto, Pepa consegue que tenham um bom comportamento colectivo nas várias situações do jogo.

Na fotografia, o Sporting-Paços de Ferreira disputado em 2019-20, que os leões venceram por 1-0, com um golo de Jovane Cabral.

publicado às 14:00

Fotografia com história dentro (235)

Identidade sportinguista

Leão Zargo, em 13.02.21

SCP 2020-21.jpg

Nas fotografias sobre futebol, e elas são tão diversas, a luz captada pela câmara depende do lugar do objecto e do lugar a partir do qual ele é visto. Trata-se de técnica e de arte puras e duras. Outra coisa bem diferente é a relação que cada um de nós estabelece com a fotografia. O que é verdadeiramente determinante não é a “coisa” que lá está, mas sim o “olhar” que se lança sobre ela. E esse “olhar” subjectivo resulta da relação entre os sinais do que está fotografado e os labirintos da memória do observador.

É o caso desta fotografia do último jogo do Sporting no Funchal. Mais do que um instante ou um fragmento, há nela um sopro de ar que persiste no tempo, um fio invisível que junta diferentes gerações de sportinguistas. Uma memória longínqua, um encontro secreto. Nos fundadores do Clube condensa-se grande parte da nossa identidade e neles imagina-se o futuro. O futuro, agora, são estes leões que nos fazem vibrar com tamanha intensidade. É mais fácil subir uma montanha quando se vai acompanhado. Isso nós sabemos.

publicado às 14:30

O Sporting joga amanhã…

Gil Vicente - Sporting, 9 de Fevereiro de 2021, às 21h00

Leão Zargo, em 08.02.21

thumbnail_Gil Vicente Sporting 2019-20 3-1 1ª Lig

O Sporting visita amanhã o Gil Vicente para a 18ª jornada da 1ª Liga. Na época passada, em Barcelos, os leões sofreram uma derrota decepcionante e inesperada por 3-1. A equipa leonina, treinada por Jorge Silas, vinha de uma série de três vitórias consecutivas, entre elas ao PSV por 4-0 para a Liga Europa, mas frente aos gilistas apresentou-se desligada, com um futebol desgarrado, sem nexo, sem convicção, sem oportunidades de golo. O golo de Wendel teve larga contribuição do guarda-redes adversário.

O Sporting começa a 2ª volta do campeonato sabendo que a vantagem de seis pontos (mais dois pontos se os leões vencerem amanhã depois do empate portista com o Braga), sendo significativa, é ilusória. Até estar matematicamente garantida, a liderança é insegura num campeonato com três pontos para a vitória e um para o empate. Que o diga o Benfica que na época anterior tinha sete pontos a mais do que o Porto e que se esfumaram apenas em cinco jogos. No caso sportinguista, mais do que a vantagem pontual na classificação, é a qualidade do futebol exibido e a união do plantel que transmitem verdadeira confiança.

Desconhece-se ainda se Palhinha joga em Barcelos. Aguarda pelo Tribunal Arbitral do Desporto (TAD), que pode tomar uma decisão antes da partida. A equipa está muito bem preparada taticamente, quem for chamado saberá como participar nos movimentos e posicionamentos nas diferentes situações do jogo. Nuno Mendes foi poupado na última jornada por desconforto na coxa esquerda, mas deve estar em condições de ser convocado. João Mário recuperou do traumatismo que sofreu no Bessa.

Na fotografia, imagem do Gil Vicente - Sporting disputado em 2019-20.

publicado às 12:30

O Sporting joga amanhã…

Marítimo - Sporting, 5 de Fevereiro de 2021, 19h00

Leão Zargo, em 04.02.21

Marítimo Sporting 1-1 2019-20 1ª jornada.jpg

O Sporting defronta amanhã o Marítimo para a 17ª jornada da 1ª Liga. Em 2019-20, nos Barreiros, a partida começou da pior maneira para os visitantes, um erro defensivo aos oito minutos e golo dos madeirenses, Bruno Fernandes assistiu Coates para o 1-1, os leões pressionaram, cresceram no terreno, tiveram oportunidades para desfazer o empate, mas não conseguiram marcar. Rui Gomes, no Camarote Leonino, sintetizou com rigor: “Jogo com muita emoção, mas faltou eficácia.”

Com o Marítimo disputa-se mais uma final. A equipa sportinguista é muito mais confiante e adulta do que a da época passada, pode não ter os jogadores mais caros e com maior currículo, mas em cada jogo revela que está preparada para vencer. E estar preparada para vencer é das coisas mais preciosas que uma equipa de futebol pode ter. A liderança não é fruto do acaso, mas de trabalho competente e de inteligência e resiliência.

Sabe-se que Neto, totalista na defesa, não vai poder alinhar e desconhece-se se Palhinha cumpre o castigo neste jogo, ainda aguarda pela decisão do Conselho de Disciplina. Paulinho deve estrear-se de verde e branco. A frustração da Taça de Portugal já vai longe, o futebol tem a condição de gerar expectativas que se tornam a realidade dominante. E a realidade agora é que, desde o tempo dos “Cinco Violinos”, o Sporting conseguiu a melhor pontuação nas primeiras dezasseis jornadas do campeonato.

Na fotografia, Coates e Bruno Fernandes festejam o golo no Marítimo - Sporting disputado em 2019-20.

publicado às 03:19

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo