Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



As notórias "chafurdices" de Bruno

Rui Gomes, em 12.02.18

 

3A99Q8GO.jpg

 

Já há muito que identificamos o que parece ser uma tendência natural de Bruno de Carvalho de revolver-se na lama do vício com portamentos dissimulados. Foi este o caso, mais uma vez, este domingo, ao querer aproveitar-se dos erros de arbitragem e do VAR no jogo frente ao Feirense, associando-os à necessidade, na sua óptica, de os sportinguistas lhe concederem um voto de confiança no dia 17, aprovando as medidas por si propostas.

 

Além da crítica, justa, diga-se, a algumas decisões a que assistimos no jogo em Alvalade, o ainda presidente do Sporting não hesitou em fazer esta finória declaração:

 

"(...) Foram uma série de lições. Agradeço quer ao árbitro, quer ao VAR, estiveram muito bem. É assim que no futebol português devemos estar. Quando vemos os jogos dos 3 grandes este fim de semana tiramos grandes ilações porque é que no próximo dia 17 os sportinguistas se têm de deixar de tretas e continuarmos este trabalho ainda mais forte, porque no futebol estamos sempre a aprender".

 

 

O seu dia, no entanto, não começou em Alvalade, mas sim numa unidade hoteleira de Lisboa, para a realização da notória "sessão de esclarecimento" para a qual convidou mais de 40 "sportingados". Como era de esperar, muito poucos aceitaram o "generoso" convite do presidente, embora com alguma surpresa para com os CINCO que compareceram perante Bruno de Carvalho, Jaime Marta Soares, Rui Caeiro, Carlos Vieira e ainda a advogada Helena Morais. Foram eles:

 

José Pedro Rodrigues, Rui Morgado, Margarida Dias Ferreira, Rogério Beatriz e Pedro Paulino.

 

José Pedro Rodrigues, Rui Morgado e Margarida Dias Ferreira foram os primeiros a sair da reunião, pouco depois das 17 horas. Aos jornalistas, Margarida Dias Ferreira não escondeu o sentimento do grupo:

 

"Isto foi uma tristeza, mas vamos ver se agora o Sporting nos vai dar uma alegria. Só viemos cá discutir o ponto 1, saber porque estávamos na lista, os outros não quisemos discutir porque não queremos ser privilegiados em relação a outros sócios".

 

Já Rui Morgado elaborou um pouco mais:

 

"A sessão era suposta ter três pontos: discutir a lista; discutir os estatutos e discutir os regulamentos. Eu, Margarida Dias Ferreira e José Pedro Rodrigues entendemos que a discussão dos estatutos e dos regulamentos deve ser feita na Assembleia Geral. Não faz sentido um grupo de sócios ter o privilégio de discutir algo que deve ser feito na AG".

 

Para esta segunda-feira, às 16h00, no Auditório Artur Agostinho, está agendado o segundo encontro para o qual foram convidados "um conjunto de jornalistas e comentadores com tribunas nos jornais, rádios e televisões, que mais críticas e dúvidas têm suscitado sobre as propostas de alteração aos Estatutos do Clube e o Regulamento Disciplinar do SCP".

 

publicado às 03:45

 

assembleia_geral_suspensa_9_1.jpg

 

Os 'sportingados " reagiram este sábado via comunicado (não identificado) ao convite feito por Bruno de Carvalho para participação nas sessões de esclarecimento:

 
Comunicado

O Sporting Clube de Portugal, ou melhor, o actual presidente do Conselho Directivo, através da utilização dos canais oficiais do mesmo, endereçou um convite para sessões de esclarecimento, a vários sócios da nossa centenária Instituição.

A vontade de participação de cada um dos sócios nas duas sessões de esclarecimento, dia 11 e 12 do corrente mês, será feita, seja pela comparência ou não comparência, em nome meramente individual.

Os "sportingados", como fomos apelidados, entre outros adjectivos como híbridos, ratazanas, lampiões, gentalha, traidores, desestabilizadores, etc. não são nenhum grupo ou grupinho organizado, nem aceitam lições de Sportinguismo de ninguém, inacluindo do actual presidente Bruno de Carvalho.

Somos sportinguistas, a esmagadora maioria com décadas de filiação ao Clube, tendo muitos inclusivamente servido o Sporting como dirigentes, atletas, funcionários, no limite das suas capacidades, com amor e dedicação.
 
O actual presidente pretende, além de reforçar o seu poder dentro do Clube, ver consumada a sua vontade de silenciar aqueles que o criticam, e se opõem ao seu estilo, postura e gestão.

Sinal disso mesmo foi a chantagem que fez aos associados do Sporting Clube de Portugal, indo mais longe, pois o novo regulamento disciplinar que deveria entrar em vigor, caso aprovado, no próximo mandato, será aplicado imediatamente após dia 17, se os sócios assim decidirem.

Ora entre o ultimato que foi feito em flagrante delito, à frente das câmeras de televisão, e microfones da rádio, e esta alteração de última hora, que pretende aplicar processos disciplinares no imediato, muita coisa se vislumbra.

E o que se vislumbra não é mais do que a possibilidade de a breve trecho, e conforme vontade manifestada pelo actual presidente, junto de pessoas que lhe são próximas, existirem várias tentativas de expulsão de sócios do Sporting.

É esse o vocabulário utilizado pelo actual presidente do Sporting "Desprezar, perseguir, expulsar, calar", junto daqueles que fazem parte dos órgãos sociais do clube, indo mais longe e reiterando essa vontade, sem qualquer pudor, aos seus apoiantes, familiares e amigos.

O Sporting Clube de Portugal fará brevemente 112 anos de vida, sempre foi uma Instituição onde os valores da pluralidade, democracia, e liberdade são uma das traves mestras da sua fundação e existência.

Não será o actual presidente, ou qualquer outro dirigente ou associado, que irá fazer do Sporting aquilo que ele não é, e nunca foi, ou irá desrespeitar as convicções, e valores defendidos pelos nossos fundadores e antepassados.

Também não queríamos deixar de afirmar que consideraremos o actual presidente, na parte ou no todo, responsável por qualquer influência negativa que esta sua demanda quixotesca venha a ter no desempenho desportivo do clube, em particular na equipa principal de futebol.

Apelamos à tranquilidade dos associados e simpatizantes do Sporting Clube de Portugal, e a que continuem a apoiar as suas equipas e atletas, com sempre foi nosso apanágio, deixando aos sócios a legitimidade de votarem de forma livre, consciente, e imune a pressões, na Assembleia Geral de dia 17 próximo.

Quanto a circos mediáticos, surtos comportamentais, e manifestações de personalidade antagónicas, confessamos não ter capacidade para as influenciar ou remediar, deixando isso para quem tem conhecimentos na área, como por exemplo o Dr. Daniel Sampaio, ou o Victor Hugo Cardinali, ilustres profissionais, cujos nomes nos ocorreram.

Viva o Sporting!
 

publicado às 19:49

 

7955adcd7-1.jpg

 

Bruno de Carvalho recorreu novamente às redes sociais com um texto intitulado "Afinal, existem ou não sportingados?", cujo objectivo, por incrível que pareça, é "denunciar" um sócio do Sporting que terá trocado e-mails com o notório benfiquista Pedro Guerra. Sócio este que, pelos vistos, o presidente já tentou sem sucesso processar em tribunal:


"Ainda ao dia de hoje se fala muito dos processos que coloquei a sócios do Sporting CP. Foram 5, esses processos, e não 300 como quiseram passar. Um deles foi contra o associado André Carreira Figueiredo que, pelos vistos, foi apanhado a enviar emails a pessoas do Benfica. Dizem-me que até à data já se viram 52 desta personagem para eles. Junto aqui um que me mandaram. São estes os sportingados que têm que ser afastados de vez do Clube e que tantos andaram tão `ofendidos` por eu os ter processado.... Irei denunciando, um a um. Já foram, entre outros: José Pedro Rodrigues, Pedro Paiva dos Santos, André Carreira Figueiredo".

 

É por de mais evidente, há muito, aliás, que o figurante que preside ao Sporting Clube de Portugal pretende afastar do Clube quem o critica ou, de qualquer modo, lhe desagrada.

 

Sendo verdade, poderemos discordar das alegadas acções deste sócio, mas desde quando é que um cidadão numa sociedade democrática deve satisfações a um qualquer Bruno, pelas actividades da sua vida particular ?

 

É crime enviar e-mails para Pedro Guerra, ou outro, uma vez que o referido sócio não exerce qualquer função no Sporting e, em princípio, não tem acesso a informação e/ou documentação confidencial ?

 

Até que extremos este ditador de "meia-tigela" pretende ir para massajar o seu ego e evitar voltar para o desemprego ?... Ou melhor, até que ponto é que os sócios do Sporting estão dispostos a tolerar este vergonhoso estado de coisas ?

 

publicado às 04:16

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo