Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 30.01.22

GoalPoint-Benfica-Sporting-Taca-da-Liga-202122-90m

Luís Neto (Capitão na ausência de Coates)

"Reagimos com tranquilidade, acreditando no nosso sistema. O Benfica fez um remate na 1ª parte e logo um golo. Na 2ª parte fizemos o normal na nossa equipa. O Benfica tentou chegar ao empate, mas nós estivemos bem e defendemos muito bem. Soubemos aproveitar aquilo que tivemos. Do início ao fim controlámos quase sempre. Crise recente? Tivemos um resultado negativo com o Santa Clara em duas épocas e o qual devemos muito a nós próprios. Acreditamos no míster e no projecto".

João Palhinha

"Fizemos uma primeira parte bem melhor do que o Benfica. Foram lá uma vez e fizeram golo. Tiveram a felicidade de fazer o golo. Depois fomos nós que tivemos de ir à procura do resultado. O segredo foi o trabalho, acreditar até ao fim e o espírito de sacrifício que é o que define esta equipa desde que o míster chegou e estamos muito felizes por conquistar mais outro título. Era mesmo isto que os nossos adeptos desejavam há anos. Infelizmente, o Sporting já não conquistava títulos há anos. Esta equipa, felizmente, deu a volta a isso, estamos a conquistar títulos. É isto que é a imagem do Clube e tem que ser daqui para o futuro".

Matheus Reis

"Sabíamos que ia ser um jogo muito difícil, mas eu estou preparado para jogar tanto a central como a lateral. É um orgulho enorme fazer parte desta equipa e conquistar mais outro título. Onde o míster Rúben Amorim me colocar e onde puder ajudar, é onde me sinto confortável. É o mais alto nível a que cheguei até agora. Estou a ir para o terceiro título e isto é muito especial".

Tiago Tomás

"Isto é o Sporting. É assim que deve ser com esta mentalidade. Futuro? Estou focado agora nos festejos. Isso é conversa para depois. A nossa mentalidade é dia a dia, jogo a jogo, será sempre assim e é por isso que conseguimos ganhar estes títulos, alcançar estes recordes e objectivos".

Gonçalo Inácio

"Jogo muito difícil. Tenho um orgulho enorme nesta equipa. Grupo muito unido, demos a volta e agora é festejar. Tentamos trabalhar todos os dias, dar o máximo nos 90 minutos e foi o que fizemos. Agora é levantar o prémio".

Matheus Nunes

"Benfica tem muita qualidade, tinha três jogadores no meio-campo mas estivemos bem. O que importa foi que vencemos. Vamos continuar a trabalhar. Vamos festejar e depois focar no próximo jogo. Significa que o caminho está a ser bem trabalhado. Muito contentes e agora é continuar".

Pablo Sarabia

"É um dia bastante feliz... Creio que todos os sportinguistas merecem mais um título, uma taça. É um dia muito especial por tudo. Creio que a intensidade, tivemos uma intensidade muito grande durante todo o jogo. A equipa voltou a demonstrar carácter ao dar a volta ao primeiro golo do Benfica".

publicado às 03:34

Foto do dia

Rui Gomes, em 30.01.22

GettyImages-1367567500-1536x1024.jpg

Uma imagem que registará eternamente o golo vitorioso da Taça da Liga 2021/22

publicado às 03:32

Muitos adeptos não andam satisfeitos com o rendimento de Paulinho e o recém-falhanço à boca da baliza do Santa Clara não contribuiu para uma melhor imagem do jogador.

Dito tudo isto, há uma opinião que conta mais do que todas as outras. Instado, novamente, a comentar o lance da meia-final com o clube açoriano, Rúben Amorim teve isto para dizer:

"Já disse o que tinha a dizer sobre o lance, falhou num dia, vai marcar noutros. Continua a ser para mim o melhor avançado português e o que eu quero para a nossa equipa. O que acontecer no mercado, cá estarei depois para explicar":

E não alimentou especulações sobre a parte activa do Sporting no mercado:

"Em relação ao mercado, daqui a poucos dias fecha e eu cá estarei para responder de acordo com o que eu entender. Será feito o melhor para toda a gente, segundo a minha ideia. Eu falho às vezes, mas será de acordo com tudo, com o futuro da equipa e dos jogadores".

Por fim, comentou o adversário na final que será hoje disputada:

"Em relação à pressão, o Benfica de certeza que não tem mais pressão do que nós. Para mim, está até mais do nosso lado porque temos de ganhar. O facto de termos títulos há menos tempo do que o Benfica não nos coloca numa posição mais confortável. As duas derrotas mexeram um bocadinho com tudo o que está à volta do Clube. Amanhã temos mais um título para vencer e é isso que queremos fazer".

Não me agrada nada ele ter dito que as duas derrotas "mexeram um bocadinho com tudo o que está à volta do Clube". Até é verdade, mas não me agrada, porque não contribuirá para um futuro dele no Clube a longo prazo. Deve ter ficado a pensar... 'se reagem assim após duas derrotas, o que não será se vier pior'. E não deixa de ter razão.

publicado às 03:03

toni_benfica_foto_fpf1267d953defaultlarge_1024.jpg

Toni, antigo treinador e capitão do Benfica, com quem eu tive ocasião de privar ao longo dos anos. Entre as suas considerações em entrevista à Rádio Renascença, escolhi estas duas:

"As duas equipas sentem-se pressionadas, porque as duas querem ganhar. Quem sair vencedor, para além do troféu, fica com um ganho psicológico para abordar o que resta da época. Um dérbi não pode ser projectado olhando para o que foi feito. O dérbi tem sempre algo de novo que o marca; foi e continuará a ser assim. Julgo que o jogo terá ‘nuances’ interessantes e estou com uma certa expectativa para ver o que nos vai trazer".

"O mercado não é nada bom para o balneário. Aquilo a que se vem assistindo, não ajuda nada a estabilizar uma equipa e os treinadores o que querem é que o dia 31 de Janeiro chegue para que definitivamente possam trabalhar o que falta da época. Que mexe com o balneário naturalmente que mexe”.

publicado às 03:01

Estatísticas do jogo

Rui Gomes, em 27.01.22

GoalPoint-Sporting-Santa-Clara-Taca-da-Liga-202122

Algumas considerações de Rúben Amorim no final do jogo...

"Começar a perder numa fase da época em que temos duas derrotas sente-se às vezes no jogo. Principalmente depois da expulsão e do 2-1 e não fomos inteligentes nessa parte, mas na primeira parte viu-se que fomos bastante intensos. Depois da expulsão complicámos um bocadinho o nosso jogo, podíamos e devíamos ter feito mais golos, mas vencemos justamente, acho que não há dúvidas sobre isso e vamos agora lutar pela final".

"A final pode ter dois sentidos. Neste jogo a responsabilidade está dividida. São dois clubes grandes e isso pode ajudar a tirar algum nervosismo. Uma fase em que olhamos para o treino, para o que fazemos, para os jogos. É uma fase que só o tempo vai ajudar a equipa a passar por estas situações que não passou no último ano. Vai ser um jogo completamente diferente. Quando a equipa podia ficar algo nervosa, logo a seguir ao golo do Santa Clara, não ficou, ficou depois do 2-1 e podia ficar tudo mais fácil, complicámos. Não há muito sentido. Há que alertar, têm de focar no que têm de fazer e preparar a final".

"A intranquilidade é da fase nova, não há que fazer grande caso disso. Faz parte. Temos de passar por isto, não estávamos habituados a perder. A equipa sente e é bom sentir, é sinal que estamos habituados a vencer e quando não se vence deixa-nos marcas. Vamos passar claramente esta fase. Já jogámos sem o Coates e demos uma grande resposta nesse jogo. Quando ganhamos jogos tudo de bom acontece".

"O falhanço de Paulinho é completamente contornável porque é futebol, falhou e amanhã vai marcar. Não lhe vou dizer nada porque já estive lá. Já fui jogador e o melhor é não dizer nada, não é preciso dizer nada, ele está pior do que todos. Não dar muita conversa sobre o caso e de certeza absoluta que ele vai querer melhorar e fazer golos. O futebol é uma montanha-russa. Tem de trabalhar para no sábado ser um jogador decisivo".

publicado às 03:03

DESTAQUES

A disputa por mais um troféu

“Obviamente que é bom lutar por títulos, são boas sensações, sabemos que esta semana vamos decidir um título e isso é sempre bom. Mas, mesmo que fosse num particular, é sempre importante essa sensação de vencer, é bom para qualquer grupo. Vamos jogo a jogo, mas sempre a pensar que queremos vencer a Taça da Liga”.

O ambiente no balneário

“As sensações são diferentes para toda a gente que anda na Academia e isso é bom, é sinal de exigência, sinto que o grupo sente as derrotas. O que fizemos foi olhar para os jogos, retirar aquilo que falhou e percebemos que as derrotas com o Santa Clara e o SC Braga foram diferentes. Foram situações em que estivemos a correr atrás e isso nunca aconteceu o ano passado, são sensações novas a que os jogadores têm de se adaptar. Alguns já viveram noutros clubes, mas, todos juntos, são sensações diferentes, não tão agradáveis como as do ano passado”.

A possibilidade de João Palhinha ser vendido

“Estamos sempre preparados para tudo, também não queríamos perder o Nuno Mendes nem o Wendel. Apareceu o Daniel Bragança, que se calhar estava atrás de outros médios e cresceu muito; apareceu o Matheus Nunes. Ganhámos um campeonato, uma Super Taça e uma Taça da Liga, mas isto foi um ano e meio, o clube não mudou assim tanto e ainda temos dores de crescimento. Claro que gostávamos de não perder ninguém, mas temos noção do caminho que o Sporting tem de percorrer e nada vai mudar isso”.

A última exibição de Gonçalo Inácio

“Teve um crescimento muito grande, relembro que, quando o puxámos para cima, às vezes até jogava a defesa esquerdo. Adaptou-se muito bem à equipa, teve um crescimento se calhar diferente do que as pessoas da Academia pensavam em relação, por exemplo, ao Quaresma. Acho que devem fazer barulho em relação à última exibição, dizerem que tem muito que melhorar, é da maneira que continua no clube. Está pronto para ir a jogo com o Santa Clara e tenho a certeza que vai dar uma excelente resposta”.

publicado às 03:01

Vitória "acinzentada"

Rui Gomes, em 14.12.21

Screenshot (518).png

publicado às 22:15

Screenshot (388).png

Algumas considerações de Rúben Amorim no final da partida com o Famalicão, a contar para a Taça da Liga, que o Sporting venceu por 2-1.

Análise ao jogo

"O resultado é justo, claro que podíamos ter acabado com o jogo mais cedo contra uma equipa que, mesmo com 1-0, esteve sempre à espera de um erro nosso. Tivemos de ter paciência, rodar a bola muitas vezes para não perdermos as bolas como aconteceu em Famalicão, o que levou a que eles tivessem muitas oportunidades. Controlámos o jogo, fizemos dois golos e podíamos ter feito mais. Mas depois no fim um golo pode sempre mudar os jogos".

Famalicão melhorou na segunda parte

"Foi diferente, melhorou. Tentou pressionar mais na frente, nós, quando tínhamos a bola no jogo interior, podíamos ter sido um pouco mais agressivos, mas acaba por ser uma vitória justa"

Gostou do rendimento dos jogadores novos que lançou?

"Sim, eu conto com todos, estão todos preparados. Fizeram um bom jogo, o Ugarte esteve muito bem, fez um golo. Ele precisa de ritmo mas é difícil entrar nos jogos todos. É muito extrovertido apesar de não parecer. Nunca foi um médio defensivo e hoje, como muitas vezes, fez isso. Estamos a mudar o Ugarte porque pode fazer o papel do Matheus [Nunes] e do Palhinha. Vai ter mais oportunidades. Vai ser um grande jogador no Sporting. Estou muito satisfeito com toda a gente".

Sobre Jovane Cabral

"Não foi um jogo muito bem conseguido por ele, mas ele já não tem nada para me provar a mim. Eu já os conheço a todos e conheço o feitio de cada um. Ele deu o máximo, sei que deu, e as coisas podem não lhe ter saído bem, mas podem sair no próximo jogo. Há dias bons e dias maus, todos os temos. Estou muito contente com ele".

Sporting só precisa de um ponto para passar

"É um ponto importante, agora temos de pensar no campeonato e, jogo a jogo, vamos chegar lá".

publicado às 03:48

kapak_193116 (2).jpg

Rúben Amorim adiantou várias considerações à Sporting TV na antevisão ao jogo de hoje frente ao Famalicão. Escolhi apenas estas para apresentar aos leitores:

“A Taça da Liga foi o primeiro troféu da temporada passada e nós queríamos conquistar títulos. Foi uma conquista muito marcante para o Clube, jogadores e equipa técnica. Ainda assim, a responsabilidade é a mesma pois estamos no Sporting e temos de ganhar títulos. Não é por sermos os Campeões em título que temos maior responsabilidade”.

“Claro que vamos ter de gerir o grupo, mas se formos a ver muito dos jogadores que estiveram no banco no último jogo são titulares. O Feddal não jogou e é titular, o Matheus Nunes o mesmo e o Luís Neto só saiu devido a lesão. Não existe uma equipa realmente titular, mas claro que há jogadores muito importantes que aparecem em certos momentos da temporada. Todos são titulares e vamos apresentar a melhor equipa para vencer o FC Famalicão”.

“Apesar de na época passada termos sido tão fortes a jogar fora como em casa, agora vamos ter o nosso público. O único problema é o Afonso, que trata do relvado e já está preocupado com esta série de jogos. De resto, é ganhar. Sabemos que há pressão, mas o público ajuda muito e empurra-nos para a vitória. Se não estivermos ao nosso nível, o que tem muito a ver com a intensidade de jogo, os adeptos vão demonstrar que não chega e é importante que a equipa sinta isso”.

publicado às 03:32

A título de curiosidade

Rui Gomes, em 25.10.21

Conselho Arbitragem_Profissional.jpg

Nomeações da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF para os jogos da 4.ª jornada da terceira fase da Allianz Cup:

Sporting CP-FC Famalicão

Árbitro: Manuel Mota
Assistentes: Jorge Fernandes e André Dias
4.º árbitro: David Silva

CD Santa Clara-FC Porto

Árbitro: Manuel Oiveira
Assistentes: João Bessa Silva e Nélson Cunha
4.º árbitro: João Gonçalves

*** Nesta fase da Taça da Liga não há VAR.

publicado às 20:30

O sorteio da Fase 3 da Allianz CUP

Rui Gomes, em 03.09.21

790317.png

Realizou-se esta quinta-feira, na Alfândega do Porto, o sorteio da fase de grupos da Taça da Liga. O Sporting CP, detentor do título, ficou incluído no grupo B, com Famalicão e Penafiel.

Ao contrário de outros anos, em que os grupos eram compostos por quatro equipas, em 2021/22 terão apenas três, com os vencedores a passarem para as meias-finais. A final four, marcada para janeiro, vai decorrer em Leiria.

As datas dos jogos desta fase de grupos

Grupo A

21/09: Sp. Covilhã-V. Guimarães
26/10: V. Guimarães-Benfica
14/12: Benfica-Sp. Covilhã

Grupo B

21/09: Famalicão-Penafiel
26/10: Sporting-Famalicão
14/12: Penafiel-Sporting

Grupo C

22/09: Paços de Ferreira-Boavista
26/10: Sp. Braga-Paços de Ferreira
14/12: Boavista-Sp. Braga

Grupo D

22/09: Rio Ave-Santa Clara
27/10: Santa Clara-FC Porto
15/12: FC Porto-Rio Ave

publicado às 03:02

img_920x518$2021_03_28_20_37_54_1831766.jpg

O treinador Nuno Dias, no final da partida:

"Agradecimento especial à equipa técnica que tenho, que proporcionaram que a nossa equipa se mostrasse aqui a bom nível físico. Esta Taça da Liga, como já sabem tive a felicidade de ganhar alguns troféus no Sporting, e este troféu, por norma, não é tão valorizado pela massa adepta. Este troféu foi dos que mais gozo me deu vencer, com um plantel cheio de limitações, com a situação do Cardinal, com a integração dos miúdos, como o Zicky, que hoje esteve fantástico. Mas isto não chega, agora é dar continuidade".

Parabéns grandes leões!

publicado às 19:54

210327sh76.jpg

A equipa de futsal do Sporting CP assegurou, este sábado, um lugar na final da Taça da Liga da modalidade. Em Sines, onde está a decorrer a final eight da prova, os leões venceram a AD Fundão por 4-2.

A formação de Nuno Dias entrou muito bem e marcou logo o primeiro golo da partida ao segundo minuto, quando Alex Merlim rematou forte e Mário Freitas desviou para a sua própria baliza. O marcador não viria a sofrer mais alterações até ao intervalo.

Rocha marcou o segundo golo leonino e após o Fundão chegar ao empate,  Tomás Paçó e Erick Mendonça fecharam o marcador para o Sporting.

A final está marcada para as 18h00 deste domingo, 28 de Março, no Pavilhão Multiusos de Sines, e o adversário será o Benfica, que venceu o Modicus.

publicado às 03:01

164753784_10157548776046923_1222236238708821103_o.

O Sporting CP é o terceiro semifinalista da Taça da Liga de Futsal Placard, depois de vencer o Portimonense SC, por 4-2. 

Os algarvios entraram melhor e Filipinho (2') inaugura o marcador. Contudo, a vantagem não durou muito tempo, dado que Merlim (3') reestabeleceu a igualdade, num início de jogo alucinante. A reviravolta ficaria completa aos oito minutos, com Pany Varela a marcar o primeiro de dois golos no encontro.

Os leões foram a vencer para o intervalo, mas o Portimonense voltaria a igualar a contenda logo no ínicio do segundo tempo, por intermédio de Wendell (21'). O que se seguiu foram várias tentativas de parte a parte para chegarem à vitória, com maior caudal ofensivo do Sporting CP. Esse ímpeto ofensivo traduziu-se em golos, primeiro com o bis de Pany Varela (31') e, já perto do fim, por Zicky (37').

Os leões marcam agora encontro com o AD Fundão, este sábado, às 16h00.

publicado às 20:15

Leoas na final da Taça da Liga

Rui Gomes, em 03.03.21

Taca_Liga_FEM.jpg

O Sporting CP venceu o SC Braga por 2-1 e garantiu a presença na Final da Taça da Liga feminina onde se juntará ao SL Benfica.

Numa partida disputada no Estádio Aurélio Pereira, em Alcochete, o Sporting saiu na frente com um golo, aos 31´, da capitã Damjanovic, mas as arsenalistas restabeleceram a igualdade, após rápida transição atacante, com um tento de Laura Luís, aos 41´. 

Já na segunda parte, aos 70 minutos, a internacional lusa Ana Capeta, com um excelente cabeceamento, garantiu a passagem das leoas à final da competição. 

img_920x519$2021_03_03_17_12_34_1821809.jpg

Parabéns leoas!

Nota: O Benfica já havia assegurado a disputa do troféu após derrotar, nas "meias", o Famalicão por 3-0. O jogo foi disputado a 27 de Janeiro.

publicado às 17:30

img_920x518$2021_01_23_23_53_59_1806410.jpg

Uma excelente entrevista de Luís Neto após a conquista de sábado da Taça da Liga, que nos ajuda a compreender a razão de ele ser considerado uma dos líderes mais importantes do balneário do Sporting.

Já se falou muito da vitória, mas que balanço faz desde a pré-época?

É sempre um balanço inicial. Não tivemos um início de época fácil, com adversidades por causa da pandemia. Saímos de uma competição que gostávamos de fazer, estamos a fazer um excelente campeonato e fomos eliminados da Taça de Portugal. Esta conquista vale muito pelo projecto e mostra que esta equipa jovem está capacitada também para ganhar troféus. Estarmos entre as quatro equipas do campeonato e ganhar dois jogos, apesar da inexperiência e também por não termos muitos jogadores habituados às grandes decisões, demonstrou que temos um grupo que vai trabalhar duro até Maio para honrar o Clube que defendemos. Este é um Clube que tem muitos troféus, um palmarés muito grande e que ficou enriquecido.

Concorda com expulsão de dois treinadores numa final?

Hoje em dia, com a falta de público, está tudo muito mais audível. É normal, alguém que não gosta do que ouve nos bancos estão mais interactivos, mas isso tem de requerer mais paciência de quem arbitra. O árbitro precisa de entender que há certas palavras de futebol que podemos catalogar como normais. Por vezes, há uma palavra mais carregada, mas numa final é normal que a gente mande sentar o banco contrário, que eles nos mandem sentar, mas se tudo isso não passar o risco da má educação, não era necessário expulsar os treinadores. Devia ter sido uma advertência, mas nunca vermelho, porque desvirtua um bocadinho uma competição que está a crescer.

Depois desta conquista, concorda que a equipa técnica continue a dizer que não é dos favoritos?

Concordo, porque realizámos um grande jogo com o Nacional, depois a eliminação com o Marítimo e o empate seguinte com o Rio Ave e, de imediato, a opinião geral era que o Sporting estava a decair e com uma pequena crise. O míster fala muito da oscilação que é ter dois resultados negativos e isso aconteceu-nos. Não podemos pensar que ganhámos ao FC Porto e SC Braga e já somos favoritos. Agora é desfrutar, mas amanhã já preparamos o Boavista, um jogo dificílimo e muito importante para seguirmos numa boa senda.

Tem a medalha no bolso?

Fiquei com o Seba [Coates] para o final, para levantarmos a taça e até achei que tinha medalha. Mas, mais importante que a medalha, a nível pessoal, é levar o troféu para o Sporting. Amanhã temos alguém a mudar o autocarro, porque é mais um título. De certeza que me irá ser facultada uma medalha, não há problema nenhuma.

Como avalia a prestação do Gonçalo Inácio? E o que é que o Sporting pode fazer com estes jovens e outros?

Disse, antes do jogo, que, a ganharmos, seria um título made in Sporting. O Matheus dizia-me que está habituado a ganhar coisas no distrital e agora está a ganhar uma Taça da Liga. É importante capacitar estes jogadores que, seguramente, vão ganhar muito mais. E que eles ganhem o gosto de jogar pelo Sporting e conquistar títulos pelo Clube. Isto passou a ser muito mais real desde que o míster chegou. Fico muito contente e aproveito para dar os parabéns ao Inácio, que fez dois bons jogos. Inácio, Bragança, Quaresma, Max, Jovane, Matheus, teria forçosamente de os referir a todos, mas claramente ficamos felizes pelo facto de o projecto Sporting ter um título e jogadores que sentem o Clube. Queria recordar o Alex, nosso enfermeiro, que está com Covid, e o Tabata, que eu próprio fiz questão de o lembrar, pois fazem parte deste grupo e não deixamos ninguém para trás.

Reportagem de Joaquim Paulo, Record

publicado às 02:49

As Notas de Julius (6)

Rui Gomes, em 24.01.21

Screenshot (567).png

Na 6.ª edição desta nova rubrica, temos a oportunidade de ler e comentar as notas (0-6) que o nosso leitor Julius atribuiu aos jogadores do Sporting e a outros intervenientes no jogo de ontem com o SC Braga, que o Sporting venceu, por 1-0, e conquistou a Taça da Liga.

"Taça arrancada a ferros contra tudo e contra todos. É de facto difícil ganhar a esta equipa do Sporting; quatro jogos já disputados com o FC Porto e SC Braga deram 3 vitórias e 1 empate. A equipa mostrou sempre muita segurança a defender a vantagem até ao final; o SC Braga teve o seu primeiro remate enquadrado com a baliza de Adán aos 64 minutos, o que explica em grande parte a justiça do resultado. O excelente registo que jogaram como titulares três miúdos ainda com a idade de juniores".

ANTONIO ADÁN - 4 - Sempre muito atento transmitindo muita segurança, já ganhou a confiança de nós todos, é dificil de bater.

PEDRO PORRO - 4 - Marcou o golo que valeu a Taça e bateu-se como um leâo não deixando brilhar o jogador mais perigoso do SC Braga, o Galeno, que já deve ter pesadelos da carraça do espanhol.

GONÇALO INÁCIO - 4 - Boa exibição do miúdo que cresce de jogo para jogo, rápido na antecipação e sem cometer faltas e ainda lançou o Porro para o golo.

SEBASTIÁN COATES - 6 - Foi um super homem, exibição de grande nível, cortou tudo o que que lhe apareceu pela frente, manteve sempre na mão sem nunca largar o cabo de aço que ligava toda a defesa, o  melhor homem da noite, foi um gigante. 

ZOUHAIR FEDDAL - 4.5 - O tenente do comandande Coates, formam uma excelente dupla com pleno de entendimento, na hora do fato macaco atirou-se à luta com coragem e acerto.

NUNO MENDES - 3.5 - Menos fogoso, tentou sempre empurrar a sua parte mas Jovane primeiro e depois Nuno Santos não foram os melhores parceiros; o lado esquerdo do Sporting foi o que menos se adaptou ao charco.

JOÃO PALHINHA - 5 - Nunca se cansa, foi dos que mais lutou e mais teve sucesso, um dos pilares de betão que garantiram a Taça.

JOÃO MARIO - 4 - Hoje conseguiu segurar melhor a bola mas sem grande proveito na zona ofensiva, onde raramente se aventurou.

JOVANE CABRAL - 3.5 - Dificuldades com o charco que estava pior do seu lado com a bola a não rolar e a sua exibição sofreu muito por isso. 

POTE - 3 - No melhor pano cai a nódoa, o mágico da equipa estragou a nota alta por mais uma infantilidade. Sabendo quem era o apitador, ofereceu-lhe o prémio que ele procurava, e a segundos do apito final. A equipa vai sair altamente prejudicada com isso nos jogos contra o Boavista e Benfica. Que pena, porque mostrou magia em vários lances.

TIAGO TOMÁS - 3.5 - Ninguém pode acusar-lhe que não luta, que não corre, ele faz de cada lance como se fosse o último, um grande leão guerreiro, saiu esgotado e insatisfeito.

NUNO SANTOS - 2.5 - Nunca percebeu que estava num charco e que a bola não rola, aí só tinha que a fazer... voar.

MATHEUS NUNES - 3.5 - Entrou bem no jogo e foi muito útil naquela complicada fase quando o SC Braga entrou no desespero e era hora de sofrer.

LUÍS NETO - 2.5 - Logo que entrou deu um "cumprimento" ao Galeno e arregalou os olhos ao mafioso do apitador. Pura raça.

SPORAR - 2.5 - Quando entrou já era a hora de agarrar a taça com unhas e dentes e não deu para poder brilhar lá na frente. 

RÚBEN AMORIM - 5 - E voltou a vencer o SC Braga depois de ganhar ao FC Porto na mesma semana; armou bem a equipa com uma mentalidade férrea, hoje todos puderam ver que onde vai um vão todos. Merecia outro árbitro nesta final.

CARLOS CARVALHAL - 3,5 - Foi expulso por arrasto porque tinham que expulsar o treinador do Sporting, dá para imaginar a sua tripla dose de azia, perde os dois jogos com o Sporting e ainda acaba expulso. 

SPORTING - 5 - Ganhou o troféu com plena justiça que intitula o campeão de inverno da presente época.

SC BRAGA - 3.5 - Fez o primeiro remate já para lá dos 60 minutos muito atabalhoado no meio campo e só na hora do desespero com jogo directo nos 15 minutos finais incomodou a sério a defesa do Sporting. 

TIAGO MARTINS - 1 - Arbitragem horrível no campo disciplinar distribuindo amarelos quando nem falta houve e não admoestando em faltas grosseiras. Para variar, é de novo o Sporting a sair prejudicado e claro que não se fez rogado a expulsar o Pote para o tirar do jogo com o Benfica. E aquela sua postura arrogante!  A arbitragem não sai favorecida com este árbitro.

HUGO MIGUEL (VAR) - 3 - Sem casos não se meteu.

publicado às 05:34

Screenshot (568).png

Na ausência de Carlos Carvalhal, António Salvador foi o porta-voz do SC Braga e fez saber a sua irrisória versão dos factos, como aliás já é seu hábito no que ao Sporting diz respeito. 

O principal visado foi o árbitro Tiago Martins, mas ainda deu para menorizar o Sporting Clube de Portugal:

"Estou aqui porque o meu treinador não pode estar cá. Como bem sabem, foi expulso e, conforme os regulamentos, não pode vir à sala de imprensa. 

Quero dar os parabéns aos jogadores do SC Braga pelo grande jogo que fizeram, pelo carácter e trabalho que fizeram. Estiveram em campo duas grandes equipas e, como viram, tudo fizemos para vencer este jogo. Em função do campo impraticável na 1ª parte, depois melhorou porque parou de chover, sabíamos que este era um jogo decidido no detalhe. Pena é que o jogo não fosse decidido no detalhe das equipas, mas num detalhe da equipa de arbitragem. O golo começou numa falta que não existe. Se fosse falta, era ao contrário.

Como é possível numa final, uma equipa de arbitragem expulsar os treinadores sem, sequer, os advertir? É de um tom inacreditável chegar ao banco, sem que sequer haja uma advertência. Deu grande satisfação ver um clube como o Sporting a vibrar tanto com uma vitória sobre o SC Braga. Mostra que, às vezes, eles sentem-se pequenos ao lado do nosso clube. Na vida é preciso saber ganhar e perder. Também é preciso saber ganhar".

publicado às 05:33

Foto do dia

Rui Gomes, em 24.01.21

141876523_10157478581536555_6406872812903734697_o.

Leões festejam a conquista da Taça da Liga

publicado às 05:31

Fotografia com história dentro (233)

Uma imagem, um século

Leão Zargo, em 23.01.21

22000406_dhisN.jpeg

O Sporting Clube de Portugal é uma instituição centenária sendo co-fundadora do futebol português enquanto grande fenómeno social, desportivo e cultural. Num passado glorioso, que poucos sportinguistas viveram, condensa-se grande parte da identidade leonina. Agora, é de novo o tempo de levantar os alicerces que permitam conquistar o futuro. Um dos primeiros alicerces é uma mentalidade competitiva e uma cultura vencedora que se constroem derrotando os rivais e vencendo títulos. A final da Taça da Liga é para ganhar e, neste momento, trata-se do jogo mais importante da época. O futebol é o instante. No máximo, o futebol é o dia seguinte. Mas se o futebol é o instante, um projecto desportivo precisa de tempo para se fortalecer e se impor. Ganhar no imediato para triunfar no tempo mais distante. Um projecto constrói-se com orgulho e vontade na procura da vitória e da excelência. É a altura de consolidar o presente, para depois seguir em frente com audácia, determinação e competência.

publicado às 12:30

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo