Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Parada de Campeões

Rui Gomes, em 18.06.19

D9Q_r4BWsAAc5NU.jpg

1bffe580-912a-11e9-83bb-115b7c16300e.jpg

raptors-parade-3.jpg

A cidade de Toronto celebrou esta segunda-feira a histórica conquista do título da NBA pelos Raptors, com uma parada/homenagem de cerca de sete horas de duração, que até contou com a presença de Justin Trudeau, Primeiro-Ministro do Canadá.

Mais de dois milhões de pessoas participaram no evento, além de cobertura televisiva em directo para o continente norte-americano e outras partes do Mundo, cenário que levou Kawhi Leonard a comentar, com humor: "Está visto que esta segunda-feira ninguém em Toronto foi trabalhar".

Após 24 anos de existência, os Toronto Raptors conquistaram o seu primeiro título no jogo 6 da final, na passada quinta-feira, frente aos Golden State Warriors, em Oakland, EUA.

Nessa noite histórica, 7,7 milhões de televisões estiveram ligadas ao jogo, só no Canada, o que permite configurar uma audiência em excesso de 10 milhões.

Um feito fenomenal, não só para a cidade de Toronto, mas também para o País.

A propósito dos nossos inúmeros debates sobre desportivismo, os Golden State Warriors compraram uma página inteira nos principais jornais de Toronto, na qual congratulam a equipa canadiana pela conquista.

publicado às 03:48

1559962726_ap19159058959228-small.jpg

Os Toronto Raptors colocaram-se esta sexta-feira a uma vitória de se tornarem a primeira equipa canadiana a conquistar a NBA, ao voltarem a bater fora os bicampeões em título Golden State Warriors por 105-92.

Com um triunfo em casa, no primeiro jogo, e dois em Oakland, no terceiro e no quarto, os Raptors lideram por 3-1 e podem selar o título na segunda-feira, no regresso a Toronto, perante uns Warriors que precisam agora de fazer o que os Cleveland Cavaliers e LeBron James lhes fizeram na final de 2016.

Kawhi Leonard, autor de 36 pontos e 12 ressaltos, foi mais uma vez a grande figura dos Raptors em todos os momentos, ao conseguir manter a equipa na corrida quando era o único a acertar, ao iniciar a reviravolta e ao ser determinante no momento da fuga.

Jogo na Oracle Arena, em Oakland.
 
Golden State Warriors - Toronto Raptors, 92-105. 
 
Ao intervalo: 46-42.
 
Sob a arbitragem de Mike Callahan, Zach Zarba e Eric Lewis, as equipas alinharam e marcaram:
 
Golden State Warriors: Stephen Curry (27), Klay Thompson (28), Andre Iguodala (3), Draymond Green (10) e DeMarcus Cousins (6). Jogaram ainda Kevon Looney (10), Alfonzo McKinnie (2), Shaun Livingston (6), Quinn Cook e Andrew Bogut. 
 
Treinador: Steve Kerr.

Toronto Raptors: Kyle Lowry (10), Danny Green (3), Kawhi Leonard (36), Pascal Siakam (19) e Marc Gasol (9). Jogaram ainda Fred VanVleet (8), Norman Powell, Serge Ibaka (20) e Patrick McCaw.
 
Treinador: Nick Nurse.
 
Marcha do marcador: 10-7 (06 minutos), 25-17 (primeiro período), 33-27 (18), 46-42 (intervalo), 58-56 (30), 67-79 (terceiro período), 81-93 (42) e 92-105 (resultado final).
 
Assistência: 19.596 espectadores.
 
WE THE NORTH !!!
 

publicado às 11:00

Toronto Raptors na final da NBA

Rui Gomes, em 26.05.19

dm_190525_NBA_Highlight_Raptors_to_the_Finals54_1x

Não podia deixar passar o dia sem uma palavra de apreço pelo feito inédito do Toronto Raptors, ao chegar à final da NBA pela primeira vez na sua história de 24 anos (1995).

A equipa canadiana atingiu a meta, eliminando o Milwaukee Bucks na final da Conferência do Leste (4-2), depois de perder os primeiros dois jogos, sob a liderança do capitão Kyle Lowry (há sete anos na equipa) e o fenomenal Kawhi Leonard, que chegou a Toronto esta época, que estabeleceu um novo recorde no clube com 11 jogos nos playoffs com mais de 30 pontos.

Leonard, considerado um dos melhores jogadores da NBA, termina o seu contrato no final da época e o seu futuro na cidade canadiana está em dúvida, apesar do seu salário anual de cerca de 20 milhões e aumento significativo no horizonte.

Na final, os Raptors terão pela frente os Warriors do Golden State, bicampeões da NBA. Um adversário temível que venceu a Conferência do Oeste com um registo de 57 vitórias e 25 derrotas, comparado com o dos Raptors, 58 vitórias e 24 derrotas.

As equipas encontraram-se duas vezes durante a época, com Toronto a sair vencedor em ambas as ocasiões, a última das quais sem Kawhi Leonard. 

É muito provável que esta final da época 2018/19 seja apenas decidida em sete jogos.

*Na imagem, em ordem da esquerda: Kawhi Leonard, Kyle Lowry e Norman Powell.

publicado às 20:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo