Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Fotografia com história dentro (205)

Tour 1971: 11º etapa Grenoble - Orcières-Merlette (8.7.1971)

Leão Zargo, em 05.07.20

Tour 1971 11º etapa Grenoble - Orcières-Merlette

A 11ª etapa da Volta a França 1971 é considerada como uma das mais espectaculares de sempre do Tour. À partida, Joop Zoetmelk vestia a camisola amarela, mas Luís Ocaña, Gösta Pettersson, Lucien van Impe, Eddy Merckx Bernard Thévenet e Joaquim Agostinho seguiam-no na classificação com pequenas diferenças de tempo. Ocaña estava numa forma fantástica, a sua equipa Bic era fortíssima, e acreditava que alcançaria o 1º lugar.

Nessa etapa, Agostinho partiu o pelotão ao lançar um ataque pouco depois da partida em Grenoble, na subida de 9 quilómetros para o “Côte de Laffrey”, quase a 1 000 metros de altitude, onde chegou isolado com 15 segundos de vantagem. Mais à frente, apenas Ocaña, Zoetemelk e van Impe é que o conseguiram alcançar. Pettersson tentou segui-los, mas sem sucesso, enquanto que Merckx ficou na expectativa.

O ciclista português impôs um ritmo muito forte ao pequeno grupo de quatro ciclistas e o pelotão atrasou-se ainda mais. Com a sua equipa esfrangalhada, Merckx andou “sozinho” durante quase 80 quilómetros, procurando desesperadamente recuperar o atraso. Na meta elogiou os adversários, considerando que “é isto o desporto. Na vida, como no desporto, assistimos a acontecimentos fantásticos. Não há mais nada a dizer. É essa a regra, saber reconhecer o mérito”.

Ocaña fez uma corrida impressionante, venceu a etapa destacado com grande vantagem sobre os principais competidores (van Impe, Merckx, Zoetmelk, Agostinho e outros) e conquistou a camisola amarela. No entanto, na 14ª etapa, numa descida nos Pirenéus, com trovoada e a estrada encharcada, Ocaña sofreu uma queda a mais de 70 kms/hora, levantou-se, foi abalroado por Zoetemelk, e teve de desistir. Merckx que estava a 7´23´´, ficou com a amarela, mas recusou-se a vesti-la antes de ir homenagear o rival ao hospital.

Na fotografia, Agostinho com Ocaña, Zoetmelk e van Impe na 11ª etapa do Tour 1971.

publicado às 14:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D


Posts mais comentados



Cristiano Ronaldo