Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



_JPT7763.jpg

O Conselho de Disciplina da FPF multou o Sporting em 18,489 mil euros, consequência de alguns acontecimentos no encontro com o Vitória de Guimarães, no passado dia 27 de Outubro.

"Entrada e permanência de materiais pirotécnicos no recinto desportivo"... custou ao conjunto verde e branco 1913 euros, enquanto "comportamento incorrecto do público", que deflagraram "tochas" e "potes de fumo" valeu uma coima de 3188 euros.

A maior fatia ‘do bolo’ chegou pelo "arremesso de objecto sem reflexo no jogo", que valeu uma multa de 10 mil e 200 euros. Os restantes 3188 euros devem-se a "agressões graves a espectadoresdores e outros intervenientes", que, segundo consta no comunicado do CD, "pelas 21h00, nos corredores inferiores dos sectores 414 e A16, um adepto foi agredido por dois indivíduos pertencentes ao subgrupo casuais do Sporting".

publicado às 03:18

Penálti que ficou por assinalar

Rui Gomes, em 29.10.19

Desconhecemos as recomendações do vídeoárbitro André Narciso, mas Artur Soares Dias esteve mal ao não assinalar falta do guarda-redes Miguel Silva sobre Bruno Fernandes, aos 47 minutos.

download (1).jpg

Bruno Fernandes publicou uma foto do seu olho negro nas redes sociais e deixou uma pergunta ao guardião vitoriano:

"Achas que chegaste a tocar?"...

publicado às 03:17

"Foi um bom resultado e importante mas tenho que discordar quando diz que fizemos um bom jogo, na minha opinião não o fizemos.

Na maioria do tempo foi o Guimarães que dominou o jogo e que jogou no campo do Sporting, o Sporting jogou quase sempre no erro do adversário e foi assim que conseguiu os golos, através de transições rápidas após erros do Guimarães.

Neste jogo, o Sporting ofensivamente viveu do Vietto, Bruno Fernandes e do Acuna, os restantes jogadores acrescentam pouco ou acabam por matar a maior parte das jogadas. O caso do Bolasie é evidente, tem muita vontade mas nenhum discernimento ou capacidade para tomar as decisões correctas, mérito para o Jese pelo golo mas nas restantes ações acabou por ser quase sempre inconsequente.

A dupla do meio campo, Doumbia e Eduardo, mais uma vez deixou bastante a desejar, não tem capacidade para sair a jogar e defensivamente também não conseguem parar o jogo adversário, valeu desta vez o acerto dos centrais que cortaram quase todo o jogo ofensivo do Guimarães.

A vitória foi muito importante mas o Sporting tem que jogar muito mais para que as vitórias sejam regulares e não sejam 'acidentes' de percurso".

Leitor: Paulo CFerreira

Com este rigor de análise e grau de exigência, quase que fico sem palavras. Subscrevo apenas a apreciação sobre o meio campo e a performance de Doumbia e Eduardo.

Tendo presente que é futebol de onze, qual é o significado de dizer que o Sporting "viveu apenas de três jogadores", mesmo admitindo que é factual e menosprezando a exibição de Jesé Rodriguez, o seu melhor jogo de leão ao peito?

GoalPoint-Sporting-Vitória-SC-Liga-NOS-201920-90m

Reconhece-se qualidade no jogo do V. Guimarães, mas o Sporting esteve quase sempre no controlo das operações e apesar de ter um pouco menos posse de bola, soube explorar os espaços concedidos pela defesa minhota para marcar os seus três golos da partida e ainda criar outras situações de perigo.

Houve um período na segunda parte em que os vimaranenses exerceram maior pressão e atacaram mais - reflectindo muito a análise sobre as exibições de Doumbia e Eduardo -, mas este enquadramento não reduz a qualidade global do jogo realizado pelo Sporting.

Dizer-se que tem de jogar mais, é um argumento válido em qualquer ocasião. Decerto que até Jorge Silas dirá o mesmo, e, de certo modo, até o disse: "Ainda temos que melhorar muito. É certo que o tempo não é muito para treinar como gostaríamos, mas a verdade é que há coisas que temos de afinar. Podemos não estar ainda no nível que queremos mas se formos competitivos podemos ganhar a qualquer equipa".

*** Em nota separada, consta que Wendel foi apanhado na noite. Questionado sobre a sua não chamada para este jogo, Silas apenas teve isto para dizer:

"O Wendel é um jogador que tem um potencial enorme, acreditamos muito no Wendel, mas tem de perceber exactamente onde está. Há valores colectivos que se sobrepõem aos individuais. Vai ter de refletir sobre as ações dele, de repensar. Qual o motivo? Não foi físico, não foi técnico".

Tendo presente outros incidentes do passado, este jovem jogador dá fortes indicações de não querer ter uma carreira de sucesso. Lamenta-se, porque tem talento.

publicado às 06:03

Grande jogo, excelente vitória!

E mais uma contrariedade para os "antis"...

Rui Gomes, em 27.10.19

74353242_10156334513446555_6036533760948699136_n.j

Luciano Vietto

"A verdade é que fizemos um grande jogo frente a um adversário difícil. Precisávamos de ganhar porque estavam à frente de nós. Fizemos uma 1.ª parte muito boa e uma segunda parte em que eles estiveram mais em cima. Estou muito contente pelos companheiros e por toda a equipa.

Foi fundamental fazer o terceiro golo. Eles fizeram o 2-1 e corríamos o risco de sofrer o empate. A verdade é que o terceiro golo deu tranquilidade à equipa. É importante ser forte em casa e não perder pontos aqui. Espero que cada jogo em casa termine com uma vitória. Agora é descansar e preparar para o que aí vem".

Emanuel Ferro

"Foi uma muito boa vitória, num jogo difícil. O Vitória joga bem, notou-se que ambas as equipas vinham de um jogo europeu. Conseguimos estar empenhados, envolvidos, fomos mais eficazes e conseguimos ganhar.

É normal que com mais tempo consígamos identificar as nossas ideias. Os jogadores vão estando mais familiarizados, há muito trabalho pela frente, muita coisa a melhorar, mas ganhar é sempre importante".

publicado às 21:56

Convocatória para o V. Guimarães

Rui Gomes, em 27.10.19

73071972_10156333363226555_2231545478061752320_n.j

A lista de 18 jogadores chamados por Jorge Silas para o embate deste domingo com o V. Guimarães.

A grande novidade recai sobre a exclusão de Wendel, em princípio, por opção técnica, e a integração de Rodrigo Fernandes, médio de 18 anos que tem jogado nos sub-23 e que foi recentemente chamado à equipa principal. Haviam indicações que a subir um jovem, seria Matheus Nunes, mas obviamente que não é esse o caso.

Confesso que não tenho palpites sobre o alinhamento da equipa, ou seja, se Silas pretende jogar com um meio campo reforçado, num 4x4x2, ou se vai continuar com o 4x3x3.

Creio que na defesa não haverão alterações. Depois de Renan, teremos Rosier, Coates, Mathieu e Acuña. A grande dúvida é sobre o meio campo. Doumbia, decerto, talvez então Rodrigo Fernandes (se não ele Eduardo) e Bruno Fernandes. Seguem indubitavelmente Vietto e Bolasie e o único ponta de lança no plantel Luiz Phellype.

Eu talvez optasse por alinhar com Bolasie a ponta de lança e dar mais uma oportunidade nas alas a Jesé Rodriguez ou Gonzalo Plata. Nem um nem o outro entusiasmam muito, mas fazem parte do plantel e mais cedo ou mais tarde terão de fazer um bom jogo.

publicado às 15:33

68825779_10156180503326555_2313971445274771456_o.j

O Sporting venceu esta sexta-feira no reduto do V. Guimarães por uns expressivos 6-0 e isolou-se na liderança da Liga Revelação.

O primeiro golo da partida surgiu aos 10 minutos por Bruno Tavares, dois minutos antes de Joelson Fernandes fazer o 2-0. Ainda no primeiro tempo, Tomás Silva ampliou a vantagem dos leões (42'). Na segunda parte, Pedro Mendes (47'), Joelson Fernandes (52') e Bernardo Sousa (86') fecharam as contas.

Decorridas três jornadas, o Sporting soma nove pontos e lidera a Liga Revelação.

Sporting: Luís Maximiano, G. Inácio, Pedro Mendes (Tiago Rodrigues, 73’), Rodrigo Fernandes, Joelson Fernandes (D. Mitrovski, 59’), Nuno Mendes, Bruno Tavares, João Ricciulli, João Oliveira (H. Santos, 73’), Mateus Nunes  (Diogo Brás, 59’) e Tomás Silva (B. Sousa, 59’).

Suplentes não utilizados: A. Walker, E. Verde, J. Goulart e Geny Catamo.

Treinador: Leonel Pontes.

publicado às 03:46

A pragmatização do Keizerball

Rui Gomes, em 28.04.19

 

download (2).jpg

 

No lugar da minha usual crónica de jogo, transcrevo o artigo de Lídia Paralta Gomes, Tribuna Expresso, para a apreciação dos leitores.

 

lpg.jpg

"Este Sporting de Abril é um Sporting diferente daquele de Novembro, que enchia o olho aos românticos da bola. Mas, o que é certo, é que este Sporting ganha e já ganha há nove jogos seguidos. Em mais uma exibição muito competente, equilibrada, em que ainda se deu ao luxo de desperdiçar um ror de oportunidades flagrantes, os leões bateram o V. Guimarães por 2-0 e consolidaram o 3.º lugar na Liga.

 

É curioso como os dois jogos com o V. Guimarães marcam fases muito diferentes da vida de Marcel Keizer no Sporting CP - e, entre os dois jogos, não passou exactamente uma eternidade, são apenas quatro meses.

 

Em Dezembro, antes da visita ao Afonso Henriques, o Keizerball vivia o seu momento de quase histeria (e aqui... amigos, contra mim falo, eu própria entrei nessa caravana): o Sporting ganhava, quase sempre por muitos apesar de também muitos sofrer, o futebol era rápido, fluído, bonito. Andávamos todos encantados, porque já não achávamos possível que tal romantismo ainda resultasse no futebol moderno.

 

download.jpg

 

E boa parte das crenças dos românticos da bola foram deitadas abaixo naquela noite fria em Guimarães. O Sporting perdeu o jogo, o Keizerball não teve resposta para as grilhetas colocadas pela estratégia de Luís Castro e, no mês que se seguiu, o Sporting voltou a perder, com o Tondela, e no clássico com o FC Porto apareceu transfigurado: utilitário, objectivista.

 

É possível que tenha começado ali a pragmatização do Keizerball.

 

Daí para cá contam-se pelos dedos as exibições vistosas do Sporting, que ganhou uma Taça da Liga nas grandes penalidades e caiu na Liga Europa frente a um Villarreal que do outro lado da fronteira luta pela permanência na 1.ª divisão.

 

A vitória deste sábado por 2-0 frente ao V. Guimarães não foi uma vitória espectacular, ou pelo menos tão espectacular quanto aquelas pré-época natalícia, apesar do Sporting até ter enviado quatro bolas aos ferros às quais ainda juntou outro par de oportunidades falhadas. Mas foi uma vitória sólida dentro do processo de pragmatização do Keizerball que, goste-se ou não, sinta-se ou não aquele travo amargo da falta de perfume, tem resultado.

 

Porque com esta vitória já são nove as vitórias consecutivas do Sporting, oito delas para o campeonato. Este Sporting não empolga como antes, mas ganha, sofre menos golos, tornou-se, para bem e para o mal, uma equipa competente, mais optimizada e equilibrada. Perdeu magia, mas ganhou alguma consistência defensiva e aproveitou também, claro, a época em crescendo de Bruno Fernandes, ele que tantas vezes foi, sozinho, o Sporting.

 

D5LY0ENWwAAuNgn.jpg

 

Este sábado não foi preciso sequer haver um Bruno salvador. Porque houve mais gente a bom nível, Raphinha para começar, com um golo e uma assistência, e Luiz Phellype a acabar, com um golo e um ror de oportunidades não aproveitadas. Bruno, esse, jogou muito bem também, porque parece que não o sabe fazer de outra forma.

 

Tudo isto num jogo em que o Sporting até começou retraído, mais culpa do V. Guimarães do que culpa própria. O ADN dos vimaranenses é ter bola e foi isso que tentaram fazer em Alvalade - até aos 15 minutos, os leões praticamente não conseguiram construir uma jogada digna desse nome, tal era a pressão dos jogadores do Vitória.

 

Talvez tenha ajudado o Sporting a oportunidade falhada por Davidson, após passe de Ola John para as costas de uma desamparada defesa do Sporting, aos 15 minutos. O passe foi fantástico, Davidson não o soube aproveitar e a partir daí foi como se o Sporting acordasse para a vida.

 

Na resposta ao calafrio, e logo na jogada seguinte, Diaby rematou um pouco ao lado após um passe de calcanhar de Bruno Fernandes. E no ataque seguinte dos leões, Raphinha estreou os ferros da baliza de Miguel Silva, que seriam massacrados no que restou na 1.ª parte.

 

Aos 20’ foi a vez de Bruno Fernandes rematar de ângulo apertado, com a bola ainda assim a ir "beijar" o poste, e à passagem da meia-hora seria ainda a vez de Luiz Phellype, com um cabeceamento subtil - nota-se que tem ouvido mais as dicas de Bruno Fernandes... - a levar a bola ao ferro, algo que repetiria quase ao intervalo, numa altura em que o Sporting já ganhava.

 

mw-1024 (1).jpg

 

Mas antes disso, o Sporting marcou. Aos 39’, Wendel recuperou uma bola a meio-campo e deu para Bruno Fernandes, que com um passe de primeira (e com uma visão de jogo que só ao alcance de alguns, de facto), encontrou Raphinha do lado esquerdo do ataque. O extremo brasileiro não conseguiu ultrapassar Miguel Silva à primeira, mas com calma conseguiu contornar o antigo colega de equipa, para rematar de ângulo complicado. E a bola entrou.

 

Entrou e depois do golo de Raphinha foram minutos e minutos de algazarra, com o Vitória a reclamar uma falta sobre Rochinha antes da jogada que dá origem ao golo do Sporting. Que a falta de Acuña existe, parece não haver grandes dúvidas, resta saber se dentro ou fora da área. E quanto à acção do VAR, nada poderia fazer, na medida em que a bola ainda foi recuperada pelo Vitória antes do Sporting iniciar novamente a jogada do golo.

 

Na 2.ª parte, o Sporting resolveu cedo, com um golo de Luiz Phellype aos 51’, depois de um belo drible seguido de cruzamento de Raphinha e de uma inteligente antecipação ao adversário do avançado brasileiro. Aos 60’ Bruno Fernandes quase marcava o seu depois de uma jogada que ele própria deslindou e, a partir daí, foi gerir, porque o Sporting hoje é um Sporting mais pragmático, que se deixou de correrias e de cavalgadas. É um Sporting que joga mais na expectativa, que calmamente adormece o adversário, controlando o meio-campo, como o fizeram, e bem, na 2.ª parte, Wendel e Doumbia.

 

E assim, com magia q.b., competência máxima, sendo mais tartaruga e menos lebre que Keizer, o pragmático, meteu mais uma indiscutível vitória no bolso, a 9.ª seguida, registo que, imagine-se, iguala o de Jorge Jesus em 2015/16".

 

Nota: Para não ser acusado de fugir à questão, deixo aqui a minha opinião em que houve efectivamente falta de Acuña por assinalar, aos 38', mas é livre e não grande penalidade.

 

publicado às 03:33

Convocatória para o V. Guimarães

Rui Gomes, em 26.04.19

 

58580514_10155926740961555_3295279018944757760_n.j

 

A lista de 18 jogadores convocados por Marcel Keizer para o embate com o V. Guimarães, a contar para a 31.ª jornada da Liga NOS.

 

Sem novidades, embora se verifique a continuada ausência de Bas Dost, ainda a recuperar de lesão, André Pinto, Francisco Geraldes e Petrovic por opção técnica. No outro lado da moeda, os jovens Miguel Luís e Pedro Marques voltam a integrar a equipa. Gudelj cumpre jogo de castigo por acumulação de amarelos.

 

Com o regresso de Borja, é provável que ele venha a ser titular no lado esquerdo da defesa, o que permitirá ver Acuña novamente como extremo, a complementar Raphinha, também de regresso após falhar o encontro com o Nacional. Wendel volta a "calçar" depois da punição disciplinar de que foi alvo, consequência da sua viagem a Itália sem autorização.

 

Este poderá ser o 'onze' inicial de Marcel Keizer:

 

Renan; Ristovski, Coates, Jérémy Mathieu e Borja; Doumbia, Wendel e Bruno Fernandes; Raphinha, Acuña e Luiz Phellype.

 

publicado às 18:17

 

56942616_10156557214433167_2099004466639405056_n.j

 

O Sporting venceu este sábado na deslocação ao terreno do V. Guimarães, por 3-0, e subiu provisoriamente ao segundo lugar da fase de apuramento de campeão de Iniciados, com 6 pontos somados, menos um do que o líder FC Porto e mais dois do que o Benfica, que só joga amanhã frente à Académica.

 

Depois da goleada do fim de semana passado aos estudantes, por 6-0, o triunfo de hoje foi conquistado com dois golos de Youssef Chermiti e um de Rafael Besugo. 

 

publicado às 16:00

 

hqdefault.jpg

 

O V. Guimarães pediu a insolvência da Sporting SAD por causa de uma dívida pelo passe de Raphinha. O pedido dos minhotos deu entrada no Juízo de Comércio de Lisboa esta quarta-feira e pede a insolvência de pessoa colectiva, segundo se pode ver na plataforma Citius.

 

Em atraso, quatro milhões de euros referentes à transferência do jogador brasileiro, que está na sua primeira temporada em Alvalade. O Sporting pagou até agora apenas uma das prestações, de cerca de 2 milhões, acertadas na altura do negócio.

 

João Sampaio, vice-presidente leonino, reagiu à acção dos minhotos, dizendo estranhar a iniciativa, face a uma proposta que foi apresentada e ignorada pelo V. Guimarães:

 

"É pública a situação do Sporting CP, assim como o trabalho que estamos a desenvolver para a resolver o mais breve possível. Estranhamos a posição do Vitória Sport Clube, na medida em que preferem o histerismo público em vez de esperar pela solução de curto prazo que propusemos e que ignoraram.

 

Honraremos, como sempre, os nossos compromissos, como o Vitória SC bem sabe. Mas não deixaremos de distinguir quem se portou com dignidade e respeitou a instituição Sporting CP; e quem, de uma maneira mais directa ou menos directa, e sem nenhuma vantagem, nos desrespeitou".

 

Entretanto, numa nota publicada no site oficial e assinada pelo presidente dos minhotos, Júlio Mendes, a SAD vimaranense respondeu às declarações de João Sampaio:

 

"A Sporting SAD mais não fez do que protelar a situação sem que seja verdade que tenha apresentado solução de curto prazo credível, actuando com um profundo desrespeito pela nossa instituição.

 

A Vitória SAD não aceitará que coloquem em causa a seriedade e idoneidade construídas ao longo dos últimos anos e continuará firme na defesa intransigente dos interesses do clube".

 

publicado às 03:49

 

_b4o8612.jpg

 

O Sporting continua em grande forma no Campeonato Nacional de voleibol e este sábado foi a vez de vencer o V. Guimarães por 3-0 no Pavilhão João Rocha, na 15.ª jornada da competição.

 

O set inicial foi o mais disputado, mas os leões acabaram por levar a melhor sobre a equipa minhota, vencendo por 25-21. Os restantes dois sets (25-11 e 25-18) não deixaram margem para dúvidas sobre a superioridade leonina.

 

O Sporting lidera a tabela classificativa com 43 pontos, seguido pelo Benfica com 42 e a A.J.F. Bastardo com 33.

 

publicado às 03:02

 

image.jpg

 

Considerações de Jorge Jesus na conferência de imprensa de antevisão ao jogo desta quarta-feira, frente ao Vitória de Guimarães, a contar para a 20.ª jornada da Liga NOS:

 

"Estamos a jogar de três em três dias, mas quem quer estar em todas as competições está sujeito a isto mesmo, pagando 'aqui' e 'acolá'. Já tivemos dois problemas físicos, casos do Gelson Martins e do Daniel Podence, e agora há que arranjar soluções. No entanto, como é óbvio, estamos satisfeitos com o facto de termos um calendário 'apertado'. É bom sinal.
 
O Vitória é uma das boas formações do nosso campeonato. Não existem certezas quanto ao resultado, porque tenho a certeza de que vêm disputar os três pontos. Será uma partida difícil. Aliás, as equipas além dos três grandes têm crescido muito.
 
Amanhã, o Raphinha não é jogador do Sporting. É com os nossos que temos de contar. O que nos interessa é conhecer a qualidade individual dos atletas contrários e estarmos preparados.
 
O Daniel Podence ainda não recuperou, sendo que tanto Mathieu como Fábio Coentrão não voltaram a treinar. Amanhã iremos avaliar a equipa.
 
Antes de chegar ao Sporting, o Bruno jogava no corredor esquerdo ou no corredor direito [Sampdoria]. Só na selecção é que ocupava o corredor central. Não tenho certezas acerca do lugar onde rende mais, mas o importante é saber colocá-lo em benefício da equipa sem que perca o rendimento.
 
Quanto às minhas ideias de jogo, nem sempre consigo ter formações afirmativas e dominadoras. Este ano existem jogadores com características individuais que fazem com que o conjunto seja mais pragmático, à moda das equipas italianas". 
 
Jorge Jesus aparenta indicar que Raphinha já é jogador do Sporting, mas em termos futuros e não para já. Não deixa de ser surpreendente que ainda não tem a certeza da posição em que Bruno Fernandes rende mais, tendo em conta que, além da pré-época, o médio já participou em 33 jogos de "leão ao peito", 28 dos quais como titular, com 2583 minutos de jogo.
 
Deixo demais comentário com os leitores.
 

publicado às 05:47

 

image.jpg

 

Mattheus Oliveira foi apresentado esta terça-feira como reforço do Vitória de Guimarães e comunicado oficial do Sporting confirma que o médio que chegou a Alvalade este Verão, proveniente do Estoril, foi cedido até ao final da temporada.

 

Considerando a sua participação em 4 jogos oficiais pelo Sporting, apenas 2 como titular, e com 213 minutos de jogo, tornou-se claro que o futebolista brasileiro não faz parte dos planos de Jorge Jesus para esta época. Sendo assim, o empréstimo terá sido de facto a melhor solução.

 

Até confesso que não desgosto deste jogador e tendo em conta os seus 23 anos, é de admitir que ainda há margem para progressão. Dito isto, mais uma daquelas contratações do presidente e do treinador que não faz grande sentido, quando existem médios da formação leonina de qualidade superior.

 

publicado às 20:51

 

 

O primeiro dos dois golos de Bruno Fernandes frente ao V. Guimarães foi eleito o melhor de agosto da I Liga, depois de uma votação realizada no site do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF).

 

Bruno Fernandes conquistou 32,05 por cento da preferência dos votantes, seguido de perto pelo golo marcado por Rochinha, no jogo entre o Boavista e o Portimonense, que obteve 31,2% dos votos.

 

O golo de Bruno Xadas, na vitória do Braga sobre o Portimonense, foi o terceiro mais votado do mês, com 19,66%.

 

publicado às 17:26

 

image.jpg

 

Jorge Jesus conseguiu este sábado, pela visita ao Vitória de Guimarães, como treinador da I Liga, ultrapassar pela primeira vez a 3.ª jornada do campeonato sem que a equipa que orienta sofra qualquer golo. Claro, sendo ele quem é, tem logo uma explicação na ponta da língua:

 

«O sector defensivo do Sporting está muito forte porque eu tenho privilegiado o treino do sistema defensivo nestas semanas que levamos de trabalho».

 

Até admitiremos que isto corresponde à verdade, mas também explicará, porventura, a dificuldade da equipa em marcar golos até este jogo em Guimarães.

 

Sobre a importância deste desafio e o da próxima quarta-feira, para a Liga dos Campeões, o treinador do Sporting teve isto para dizer:

 

«A Champions é importante do ponto de vista económico, mas desportivamente não é o mais importante. O que importa é o campeonato. Mas se passarmos há um reforço financeiro. Em termos desportivos é sempre complicado ganharmos uma Champions. O nosso objectivo é ganharmos títulos em Portugal».

 

Até reconhecemos alguma verdade nesta sua consideração, mas há coisas que sendo pensadas não devem ser ditas, pelo menos publicamente. Um cínico poderá ficar com a ideia que Jorge Jesus está já a abrir caminho caso o jogo diante o Steaua Bucareste não corra bem. Na realidade, o que está em disputa é a passagem para a fase de grupos e não a conquista da competição, que, não obstante o parecer do estimado técnico, é importante desportivamente para a equipa e para o Clube.

 

publicado às 04:23

 

guimaraes_sporting.png

 

... E quem falou melhor e mais alto foi Bruno Fernandes com uma soberba exibição, coroada por dois golaços, o primeiro dos quais logo aos 3' (que vale a pena rever), que teve o duplo efeito de dar uma injecção de calma e confiança à equipa leonina e, em simultâneo, uma boa dose de intranquilidade ao Vitória de Guimarães. O "bis" de Bas Dost, aos 21' e 24', simplesmente reforçou o estado de coisas naquela altura do jogo.

 

 

 

O Sporting alinhou de início com Rui Patrício, Piccini, Coates, Mathieu, Fábio Coentrão, Battaglia, Adrien Silva, Bruno Fernandes, Gelson Martins, Marcus Acuña e Bas Dost.

 

Suplentes:  Salin, Jonathan Silva, André Pinto, Alan Ruiz, Bruno César, Iuri Medeiros e Doumbia. 

 

Fora do lote dos 18 ficaram Petrovic e, grande surpresa, Daniel Podence. Veremos que explicação Jorge Jesus vai dar sobre esta ausência, se foi por opção sua ou devido a qualquer impedimento físico.

 

A defesa leonina esteve sólida e mais uma vez sem sofrer golos - não obstante o "brinde" de Piccini na segunda-parte que Rui Patrício resolveu - com um pouco do "velho" Fábio Coentrão bem em evidência.

 

O melhor jogo da época dos médios leoninos, com Battaglia e Adrien Silva em muito bom plano, porventura o melhor jogo do "capitão". O elemento menos convincente do onze inicial terá sido Marcus Acuña, que apesar do bom centro para o primeiro golo de Bas Dost, ainda não repetiu o afinamento que nos mostrou no seu jogo inaugural.

 

Excelente exibição dos "leões" com uma inesperada goleada, indubitavelmente catapultada pelo primeiro golaço de Bruno Fernandes. Esperamos que este jogo venha a dar o nível de confiança que vai ser necessário na próxima quarta-feira na Roménia, frente ao Steaua Bucareste.

 

publicado às 19:58

Venha o próximo...

Rui Gomes, em 26.07.17

 

20246481_10154593098346555_7334379057922836764_n.p

 

Escrevo esta parte do texto ao intervalo, e não sei bem o que é que pode ser apurado destes iniciais 45 minutos, salvo, porventura, que um onze de jogadores de segunda linha - salvo Coates, Adrien e William - não irão muito longe para o Sporting. A expulsão de Coates - nada a dizer sobre esta decisão do árbitro - apenas serviu para colocar mais pressão na equipa leonina, já em défice no marcador por 0-2. Curiosamente, neste período o guarda-redes vimaranense fez duas ou três excelentes defesas para impedir o Sporting de se aproximar.

 

Jorge Jesus fez alinhar de início uma equipa algo estranha: Beto; Tobias, Coates, Petrovic, Jonathan Silva, Iuri Medeiros, William Carvalho, Adrien Silva, Matheus Oliveira, Bruno César e Doumbia.

 

No banco de suplentes: Rui Patrício, Bruno Fernandes, Marcos Acuña, Rodrigo Battaglia, Daniel Podence, Gelson Dala, João Palhinha (entrou a substituir o lesionado Petrovic) e Gelson Martins.

 

Óbvias questões defensivas a reflectir nos dois golos sofridos. Uma disposição negativa muito em evidência nesta pré-época.

 

Para começar a segunda parte entraram no jogo Rui Patrício, Rodrigo Battaglia, Bruno Fernandes, Marcos Acuña e Gelson Martins para os lugares de Beto, William Carvalho, Adrien Silva, Matheus Oliveira e Iuri Medeiros. Aos 60', Daniel Podence substituiu Bruno César, e aos 74' Doumbia deu o lugar a Gelson Dala.

 

Apesar das dez unidades em campo, o Sporting esteve quase sempre melhor do que o Vitória de Guimarães no segundo período, desperdiçando até algumas oportunidades. Acabaria por sofrer o terceiro golo da partida, num lance em que Rui Patrício não ficou muito bem na fotografia, chegando curto e atrasado ao cruzamento rasteiro.

 

O próximo jogo está agendado para sábado, às 18h00, em Alvalade, frente à Fiorentina, na disputa do Troféu Cinco Violinos.

 

publicado às 21:53

Uma simples pergunta...

Rui Gomes, em 13.05.17

 

2s9dlxw.jpg

 

Estive bastante ocupado hoje e não me foi possível estar diante da televisão, mas fui informado há instantes que o Benfica ganhou o embate do dia por falta de comparência do Vitória de Guimarães.

 

É verdade ou será que me enganaram ?

 

publicado às 20:13

 

Bruno Gaspar - lateral direito do Vitória de Guimarães - estava no radar leonino, mas os contactos oficiosos levaram ao afastamento do Sporting. 

 

889837.jpg

 

Detendo 50 por cento dos direitos económicos de Bruno Gaspar, o Benfica terá feito saber informalmente junto dos dirigentes vimaranenses que pretendia ser ressarcido por um valor na ordem dos cinco milhões de euros, face ao interesse do Sporting, dificultando qualquer tentativa de acordo entre as partes.

 

Perante este obstáculo, o Sporting saiu de cena, mesmo sabendo que o rival da Luz não tem à sua disposição qualquer cláusula de opção de recompra ou direito de preferência sobre Bruno Gaspar, que é seguido pelos franceses de Lyon, Mónaco e Nice.

 

Os dirigentes leoninos deixaram assim cair a possibilidade de negócio, procurando outras soluções que estão a ser identificadas pela estrutura do futebol, focada sobretudo no mercado europeu, ainda que nomes como Salazar ou Mayke constem da longa lista de atletas em análise, sem que esteja definido qualquer alvo prioritário nesta fase.

 

publicado às 11:22

Juniores perderam invencibilidade

Rui Gomes, em 12.03.17

 

img_770x433$2017_03_11_17_47_44_1235886.jpg

 

O Sporting caiu da primeira para a terceira posição da fase final do Campeonato de Juniores, ao sofrer a primeira derrota da época, em Guimarães (1-0).

 

Com esta derrota a equipa de Tiago Fernandes ficam com 10 pontos, sendo ultrapassada pelos vimarenenses que passam a somar 11, e deixam o Belenenses na liderança isolada, com 13, depois da vitória dos azuis do Restelo sobre a Académica, em casa, por 1-0.

 

Para este domingo está marcado um FC Porto-Benfica, sendo que os dragões estão na última posição deste apuramento do campeão, com apenas três pontos, e o Benfica está na sexta posição, com quatro.

 

publicado às 05:47

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo