Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Talvez seja preciso mudar as regras"

Rui Gomes, em 24.09.22

Screenshot (1341).png

O director executivo da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Tiago Madureira, acredita que a centralização dos direitos televisivos em Portugal vai contribuir para que o tempo útil de jogo possa aumentar, tornando o espectáculo mais atractivo.

O dirigente abordou o tema numa das mesas de debate da 5.ª edição do World Scouting Congress, evento realizado no Porto, que reuniu um número de intervenientes na indústria do futebol, nomeadamente treinadores, jogadores, elementos de clubes, empresários e agentes.

A centralização dos direitos de TV irá responsabilizar todos para que o produto futebol profissional em Portugal seja muito melhor. Sinto que há uma grande preocupação generalizada para se debater e resolver esta questão, e até os adeptos devem ser trazidos a este debate, para que haja mais exigência externa.

Como espectáculo que é, serve para entreter e quanto mais dinâmico for, mais amarra o público. Um jogo parado não entretém ninguém. Até já há estudos que dizem que as gerações abaixo dos 30 anos não conseguem estar a ver um jogo durante 90 minutos”.

A ideia foi partilhada pelo treinador de futebol Pedro Martins, que recentemente deixou o comando dos gregos do Olympiacos:

“Na Grécia [o tempo útil] ainda consegue ser pior que em Portugal. É algo cultural que está enraizado em vários países. Uma das formas de alterar é ter debates abertos de partilha, mas mesmo assim não sei se será possível resolver, porque temos de mudar muitas mentalidades. Talvez seja até preciso mudar as regras”, analisou o técnico.

NOTA: O Casa Pia AC-FC Famalicão, da 7.ª jornada da I Liga Portugal, foi o duelo com mais tempo útil da ronda, com 62,18%, equivalente a 59,41 minutos. Miguel Nogueira foi o árbitro do encontro entre comandados por Filipe Martins e Rui Silva. Nota para esta ser a quarta vez que os casapianos figuram no jogo com maior tempo útil da jornada.

Sem mudar as regras, não vejo que seja minimamente possível mudar as mentalidades em Portugal. Por outro lado, confesso que não compreendo como é que a centralização dos direitos televisivos vai afectar, para melhor, esta questão.

publicado às 17:30

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


12 comentários

Sem imagem de perfil

De Luis Carvalho a 24.09.2022 às 17:59

A centralização dos direitos televisivos vai aumentar o tempo útil de jogo? Que grande treta!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.09.2022 às 19:31

Também não compreendo!
Sem imagem de perfil

De Luis Carvalho a 24.09.2022 às 22:56

Eu compreendo o que ele quer, “ vender” a ideia dos direitos centralizados. Coisa que até faz sentido, mas que não pode ser à custa dos clubes que geram riqueza. Que audiências terão em Portugal jogos como Vizela-Rio Ave? São este tipo de jogos vendáveis lá fora? A nossa Liga nunca será importante, a nossa dimensão não aumentará, enfim conversas “ bonitas” sem adesão à realidade.
Sem imagem de perfil

De Casemiro a 24.09.2022 às 18:50

É começar a promover os árbitros que têm mais tempo útil de jogo em média. E punir com mais severidade e regularidade as perdas de tempo. Acredito que isto chegue.
Sem imagem de perfil

De Manuel Parreira a 24.09.2022 às 19:12

Inteiramente de acordo, mas não vejo ninguém com capacidade e coragem, de castigar os homens do apito, eles são infalíveis, desde que continuem a errar sempre para o mesmo lado deve estar tudo bem.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.09.2022 às 19:28

Os homens do apito têm influência, mas não são só eles. Jogadores e treinadores com as suas tácticas.

Há treinadores cujas equipas entram em campo com a pré-deliberada estratégia de "queimar" tempo.
Sem imagem de perfil

De Casemiro a 24.09.2022 às 20:24

Se os árbitros forem prejudicados na nota pelo tempo útil de jogo, deixará de haver complacência com essas táticas de treinadores.
Sem imagem de perfil

De Profeta a 24.09.2022 às 18:57

E como serão divididas as receitas? É o mesmo valor para todos, é por classificação?...
Sem imagem de perfil

De AR a 24.09.2022 às 19:22

Provavelmente por tempo útil de jogo...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.09.2022 às 19:31

Se a Premier League serve de exemplo neste contexto, obedece a uma computação muito complexa assente em múltiplos factores.
Sem imagem de perfil

De Manuel a 24.09.2022 às 21:46

Estava a pensar nisso mesmo. Em que a distribuição do dinheiro está relacionada com o tempo de jogo?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.09.2022 às 21:49

Não está nem pode estar!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo