Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ter ou não ter coragem, eis a questão

Naçao Valente, em 06.11.18

 

21229717_LDlhc.jpeg

  

Rei morto, rei posto, ou quase. O Presidente do Sporting, recentemente eleito, tem todo o direito de despedir treinadores, de acordo com as normas laborais. Entendo que foi um despedimento precoce, embora tivesse vindo a ser anunciado. A gratidão não é um acto unânime entre os humanos, mas é completamente desconhecido pela tribo do futebol. O que se passou com Peseiro é disso exemplo claro.

 

Pouco falador, o que nem sempre é mau, o Dr. Varandas vai mandando uns "bitaites" aqui e ali, mas de concreto de objectivo não diz nada. Sobre o despedimento, fixei duas frases: Peseiro "é um bom homem" e "tenho coragem". Nem uma, nem outra afirmação colam com a realidade.

 

Das duas uma, ou é um bom homem, e é tratado com respeito, ou é um biltre, e leva um pontapé no rabo, durante um sonho nocturno que se tornou real. Como Sousa Cintra, que despediu Robson, um treinador que poderia ter sido campeão,  numa viagem de avião, o Dr. Varandas despediu Peseiro, após um mau resultado numa taça de baixo gabarito. Pior, mandou-o despedir através de um mero director de serviço. E isso leva-nos à questão da coragem.

 

Será o Dr. Varandas um Homem corajoso? Se o é, e se pelo que consta, Peseiro nunca foi o seu treinador, porque não o disse na campanha eleitoral? Isso foi coragem ou estratégia eleitoral? 

 

Se Peseiro não era o seu técnico, porque não o despediu  após ter ganho as eleições? Estava a ver por onde paravam as modas, nomeadamente à espera que crescesse a vaga de fundo, na qual se respaldasse?

 

Se o Dr. Varandas queria despedir José Peseiro porque só o fez quando teve as costas bem quentes pelo ambiente irracional das bancadas?

 

A coragem demonstra-se em actos frontais. Decidir um despedimento, numa noite de um pesadelo tornado realidade, não é coragem. Pior, mandar despedir o treinador por um subordinado, não é coragem, tem outro nome, e faz lembrar tempos idos de má memória.. Coragem teve Peseiro, quando pegou num barco à deriva e o pôs a navegar mesmo com com altos e baixos. A frontalidade dificilmente vence a manhosice.

 

José Peseiro cometeu um erro capital. Cometeu o erro de colocar uma equipa com atletas de menor valia, sem competição, sem rotinas e sem entrosamento, como é natural, nos jogos de competições de segundo plano, para ter sempre, em boas condições, a equipa principal nos jogos importantes que se estão a disputar. Ao tomar esta opção, "entregou o ouro ao bandido", prejudicou-se a si próprio, mas favoreceu o Clube.

 

Passaram pelo Sporting depois da conquista do último campeonato dezoito treinadores. Caramba,  são todos maus? Parece-me que o problema está mais acima, umas vezes na falta de coragem, outras na coragem de fazer disparate, ou por decisão própria, ou por pressão de quem não pensa com a cabeça.

 

publicado às 04:02

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Francisco_ a 06.11.2018 às 16:20

Boa tarde Caro NV

"(..)Como Sousa Cintra, que despediu Robson, um treinador que poderia ter sido campeão, numa viagem de avião, o Dr. Varandas despediu Peseiro, após um mau resultado numa taça de baixo gabarito."

Situacoes completamente distintas, principalmente no contexto, em que a unica coisa em comum sao um Presidente do Sporting despedir um treinador.

Sousa Cintra escolheu Sir Bobby Robson..e depois o dispensou, ainda no aviao de regresso da Austria (se nao me engano) apos sermos eliminados da entao taca UEFA e estavamos em 1o lugar no campeonato.
A unica vez que Sir Bobby Robson foi despedido na carreira (se nao estou em erro).

Nao me parece que tenha sido essa derrota a unica razao, mas sim um conjunto de situacoes em que a fraca producao e o continuado discurso aliado a resultados abaixo do esperado que ditaram o seu despedimento.
JP foi um dos enormes erros de Sousa Cintra..alias a sua contratacao foi um presente envenenado para quem fosse o futuro presidente (penso que Cintra disse que se JP nao resultasse ele pagava a conta).
Nao acho que JP tenha responsabilidade no estado do clube, mas sim na construcao do plantel e producao em campo, e aqui deixou muito a desejar...ao nao sermos pelo menos competentes na forma de jogar, estariamos sempre mais perto de perdermos..e foi isso que aconteceu..em relacao a lesoes, apenas a de raphinha (ja no final) poderia justificar a pouca producao ofensiva da equipa (porque era esse um dos problemas da equipa, a capacidade em construir volume ofensivo de forma consistente), pq Bas Dost pouco ou nada contribui para construcao de jogo ofensivo.

Em relacao ao numero de treinadores concordo em absoluto, nao eram todos maus..alguns eram bons e outros eram maus..JP foi um dos maus.

Cumprimentos
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 06.11.2018 às 16:42

Não concordo com a sua análise, mas não vou rebater, pois já manifestei várias vezes a minha opinião, e está clara. Considero o despedimento do treinador um um erro, neste contexto.
Sobre colocar Peseiro nos maus que passaram pelo Sporting, discordância total. Foi uma das suas melhores épocas. Levou a equipa até à final da actual Liga Europa, coisa inédita desde há muitas décadas. Não ganhou, como Portugal não ganhou o final do Europeu, em Portugal . São contingências de um jogo de futebol.

Teria ganho o campeonato nacional, se um árbitro não validasse um golo irregular de Luisão. Quem dera que os bons que por lá passaram tivessem este currículo.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds