Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sporting-futebol-4943.jpg

Com seis reforços para a próxima temporada praticamente assegurados, a SAD leonina pretende agora fazer uma espécie de pausa na lista de compras, que contempla ainda a chegada de um avançado e, se ainda for possível, um central a Alvalade. Porém, depois de apresentar Pedro Porro e Antunes e estar próximo de anunciar Antonio Adán, Feddal, Pedro Gonçalves e Nuno Santos , a estrutura do futebol verde e branco vai concentrar-se um pouco mais na libertação dos jogadores excedentários e na venda dos elementos mais cobiçados do plantel.

Nesta fase, o objectivo é encaixar algum dinheiro, que permita fazer face aos negócios que estão em fase de conclusão, mas também libertar receitas que permitam voltar ao mercado com uma disponibilidade financeira que não existe neste momento. Além disso, o tempo poderá possibilitar algumas oportunidades de negócio que nesta fase não estariam ao alcance dos cofres do clube. Com o aproximar do encerramento do mercado – o que esta época sucede apenas a 5 de Outubro – haverá certamente futebolistas ainda sem colocação e que poderão rumar a Alvalade em condições mais vantajosas.

Apesar de terem mudado um pouco a estratégia, tanto Frederico Varandas como Hugo Viana continuarão, naturalmente, atentos ao que o mercado da bola vai ditando e não enjeitarão a possibilidade de concretizar um bom negócio. Mas, para isso, necessitam de vender primeiro para comprar depois. A prioridade passa a ser colocar antes de voltar a comprar.

Começar a casa pelos alicerces

É conhecida a atenção que Rúben Amorim dedica ao processo defensivo das suas equipas. Talvez esse aspecto justifique o facto de o Sporting ter assegurado até este momento um guarda-redes e três defensores. Depois destes, avançou para o meio-campo ofensivo com a contratação de Pedro Gonçalves e agora sim, começa a retocar o ataque. No fundo, a casa começa a ser construída pelos alicerces.

Artigo de João Lopes, em Record

publicado às 03:34

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Juskowiak a 17.08.2020 às 09:52

Falta é correr com esta gente toda, ficar com Paulinho, Ruben Amorim e meia-dúzia de jogadores e começar tudo de novo.

Este ano já estou como o outro: nem para o "este ano é que é!" tenho energia.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.08.2020 às 11:57

Acordou mal disposto?
Sem imagem de perfil

De Juskowiak a 17.08.2020 às 12:32

Ahah, as segundas feiras de manhã não são o ponto alto da semana, mas felizmente está tudo bem cá no burgo. :D

E apesar de ficar sempre aborrecido com o passado recente e rumo que o Sporting está a ter, para mim o futebol não é, nem de perto, das coisas mais importantes da vida.

Quanto ao meu comentário, apenas reafirmar: para mim o Sporting precisa de uma vassoura ao nível do balneário e da estrutura diretiva.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.08.2020 às 12:36

Precisamente numa altura em que tudo indica que estão a fazer um bom trabalho com as contratações e a preparação da nova época, o caro vem com esse disco usado e e já muito riscado.
Sem imagem de perfil

De Paulo Ferreira a 17.08.2020 às 13:28

Caro Rui,

Provavelmente também o ano passado achou que a estrutura estava a trabalhar muito bem, pelos elogios que foram feitos as contratações do Sporting no ano passado.

A equipa começou a trabalhar hoje e foram apresentados 2 jogadores que não dão nenhuma garantia para um clube como o Sporting, 2 laterais que não foram sequer a primeira opção no Valladolid e Getafe, um dos quais jogou apenas 5 minutos no campeonato.

Os jogadores que no ano passado não demonstraram qualquer valor para fazer parte do plantel do Sporting ainda continuam todos a fazer parte dos quadros do Sporting, tendo em conta isto tenho muita dificuldade para entender como pode estar a ser feita um bom trabalho, para evitar que este ano não se repita o que de mau foi feito na última época.

Neste momento temos os seguintes laterais direitos, Ristovski, Rosier, Andre Geraldes, Bruno Gaspar e Porro e eventualmente Camacho, e para lateral esquerdo temos Acuna, Nuno Mendes, Lumor, Borja e Antunes, imagino que considere ter esta quantidade de jogadores um bom trabalho da estrutura.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 17.08.2020 às 14:48

Paulo Ferreira,

Por acaso tem uns bons milhões para pôr à disposição do Sporting, nem que seja com juros simpáticos. Se tem, avance. O Sporting precisa mesmo. Então será possível comprar reforços de 15 a 20 milhões, com garantia.

Mau caro, em que mundo vive. O Sporting compra o que pode, com as disponibilidades que tem. Esticar-se até cinco milhões, já é um sacrifício. Bom e barato, nem sempre se encontra.

Quanto aos excedentários, uma coisa lhe garanto, não irão ficar no Sporting. O que lhe digo é que resolver os problemas com "palheta" é fácil. A gaita é quando têm que se resolver na prática, com estes ou com outros dirigentes.
Sem imagem de perfil

De Paulo Ferreira a 17.08.2020 às 15:10

Caro Nação Valente,

Lamento que a minha opinião não o agrade mas não consigo partilhar o optimismo do autor do artigo.

Se não há dinheiro não se invista em jogadores que não acrescentam nada aos que já lá estão, aconteceu isso o ano passado e este ano parece que vai ser igual na minha opinião, mas no final do ano cá estaremos para avaliar se as opções foram certas ou erradas.

A ser verdade a contratação de Feddal e de Adan, o Sporting contrata 4 jogadores na primeira Liga espanhola, 3 deles com mais de 30 anos e em que nenhum deles era titular das suas equipas, e com excepção de Adan que jogava no Atletico de Madrid, os restantes jogavam em equipas da segunda metade da tabela e nenhum deles era sequer titular indiscutivel na equipa.

São jogadores que não vão trazer retorno financeiro no futuro e tenho dúvidas que possa ser mais valias desportivas para equipa por isso critico estas opções.

Quanto a resolver os problemas, julgo que essa não é a minha função julgo que essa sera responsabilidade dos dirigentes actuais e neste caso alguns dos problemas já foram criados por eles e não por mim, do meu lado vou continuar a contribuir da forma que posso, pagando as minhas quotas de sócio e sempre que possível estando presente no estádio para apoiar a equipa.

Não exijo títulos mas gostava de ver bastante mais competência este ano no Sporting e espero este ano estar muito enganado na análise que estou a fazer e que os resultados sejam bem melhores que no ano anterior.
Sem imagem de perfil

De João F. a 17.08.2020 às 16:03

"São jogadores que não vão trazer retorno financeiro no futuro e tenho dúvidas que possa ser mais valias desportivas para equipa por isso critico estas opções."

Mais um que quer ver o Sporting transformado num entreposto de jogadores para valorizar e depois vender, como se acima de tudo o Sporting não tivesse como missão de ganhar títulos!

Haja paciência!...
Sem imagem de perfil

De Paulo Ferreira a 17.08.2020 às 17:53

Caro João F.

Os clubes Portugueses só conseguem ter resultados financeiros positivos através de participações na Liga dos Campeões ou através da venda de jogadores.

Quando um clube português contrata um jogador a primeira preocupação será sempre a sua mais valia desportiva para a equipa e depois a possibilidade de ter mais valias financeiras, no caso de jogadores com mais de trinta anos, por exemplo Mathieu, o clube já não está a espera de ter um retorno financeiro através da venda do seu passe, por isso o retorno imediato que espera é retorno desportivo e apenas faz sentido investir elevados valores salariais em jogadores que nesse caso possam ser mais valias para o clube desportivamente.

Nos casos indicados, Antunes, Feddal e Adan pelo histórico mais recente coloco dúvidas que sejam mais valias desportivas para o clube, vamos esperar para ver durante a próxima época.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.08.2020 às 17:58

Não é tão linear como isso. A exemplo, o FC Porto anda há anos a participar na Champions e todos os anos a vender alguns dos seus melhores activos, e, mesmo assim, está de rastos financeiramente. Tanto assim é, que já há 2/3 épocas que está sob o olhar da UEFA devido ao fair-play financeiro.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds