Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

image.jpeg

 

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo, Jorge Jesus sentiu a necessidade de se desviar do seu foro técnico para acusar o SC Braga de ter montado uma "estratégia" fora das quatro linhas para, supostamente, assegurar uma qualquer vantagem para o desafio deste sábado.

 

Por sua vez, Abel Ferreira, treinador arsenalista, optou por ignorar essa linha de discurso do técnico leonino:

 

“Os meus pais e os meus falecidos avós ensinaram-me a respeitar toda a gente. É um dos pilares da minha liderança. Onde eu me sinto preparado é para competir dentro das quatro linhas. Eu quero que os meus jogadores gastem as energias no que eu controlo e eles controlam. Não há mais nem menos responsabilidade nestes jogos. Temos seis vitórias seguidas no campeonato e queremos continuar a aumentar este número".

 

Instado a comentar o momento agitado que se vive no futebol português, Abel Ferreira teve isto para dizer:

 

"Confesso que estou preocupado. A minha responsabilidade social é muito grande, o meu lugar obriga-me a ter cuidado com o que digo e com o que falo. Errei muitas vezes e errei feio, custa-me ver o que se escreve”.

 

Acho que Abel fez bem em evitar comentar questões que na realidade não dizem respeito a treinadores, algo que escapa o raciocínio de Jorge Jesus. Além d o mais, contrário ao que o treinador do Sporting alegou, quem iniciou esta polémica na praça pública foi Bruno de Carvalho e não António Salvador.

 

Foi o presidente leonino que deu umas "bocas" à sua maneira sobre contas pendentes com o SC Braga, sabendo ele - presume-se que sabia - que a grande dívida a satisfazer entre os clubes era do Sporting. Tanto assim é, que logo a seguir ao comunicado bracarense, esse pagamento, ainda relacionado com a transferência de Rodrigo Battaglia para Alvalade, foi efectuado. Contudo, a polémica continua e ficamos com a ideia que persistirá, indiferente do resultado desta noite.

 

O jogo deste sábado é muito importante para os dois clubes, mas talvez mais para o Sporting. Uma vitória permitirá continuar a alimentar a possibilidade de chegar ao título, fazendo frente, em simultâneo, à disputa com o Benfica para o segundo lugar. 

 

Com o recém-anúncio da UEFA sobre o aumento dos prémios para a Champions na próxima época, cada vez mais se torna imperativo para os 'grandes' portugueses a qualificação para a prova, disposição que só os primeiros dois lugares no campeonato facultam.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:46

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


4 comentários

Sem imagem de perfil

De R. Ribeiro a 31.03.2018 às 17:55

Não concordo. Na minha opinião, que vale o que vale, sendo J.Jesus um dos grandes intervenientes do futebol português, e ninguém lhe pode retirar isso, com mais ou menos conhecimento de causa, deve, se assim o entender, proferir a sua opinião sobre o sucedido, sendo também esta APENAS a opinião do treinador do Sporting, e não de nenhum Papa que vale como absoluto. Fizeram-lhe a pergunta, o homem respondeu. Qual é o drama disso? Se o treinador do Braga se coibiu de responder à pergunta, é da sua consciência. Como ele bem diz, já cometeu esse erro e que pagou caro por isso. É um homem moldado pela experiência da vida, e não um puro de defeitos. Pode ser que Jesus pague pela longa língua que tem, pode ser que continue a ter sorte ou a sentir-te apenas completamente alheio a tudo o que se passa à sua volta, o tempo o dirá.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 31.03.2018 às 17:59

Desde quando é que compete a um treinador intervir/comentar questões do foro administrativo ?

E não interessa se ele é o "maior" ou o "mais pequeno" cá do burgo, são assuntos que não lhe dizem respeito. Ele que se preocupe com a equipa...
Sem imagem de perfil

De R. Ribeiro a 31.03.2018 às 20:49

Não acha que se assim fosse, os jornalistas também direccionavam essas mesmas perguntas antes a quem de direito??? É porque existe algum interesse em saber o ponto de vista do homem, ou assim...

Mas agora também coloco ao caro, o que lhe compete a si, ou a mim, ou a qualquer um de nós, comentar seja o que for, de que foro for??? Apenas o interesse no debate, é a resposta... O que diz, quase que acaba por ser uma discriminação ao cargo de treinador, em que não pode comentar outras matérias apenas porque não está directamente relacionado com as funções que desempenha.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 31.03.2018 às 21:40

O jornalista procura sobretudo o sensacionalismo e com Jorge Jesus já sabem que o vão ter, mais vezes do que não.

Nós, como adeptos, podemos comentar seja o que for. Por vezes, com conhecimento de causa, outras vezes, nem por isso

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo