Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Um dérbi com vitória tem mais sabor

Leão Zargo, em 14.03.19

 

Benfica 1 Sporting 2 Liga Revelação 2018-19.jpg

 

Um dérbi é sempre um dérbi, mas ainda tem mais sabor quando o Sporting vence depois de revelar superioridade competitiva. A vitória por 2-1 sobre o Benfica, no Seixal, foi justa e reveladora do espírito de luta e da boa organização da equipa leonina. Tratou-se de um jogo para a 5.ª jornada da fase de apuramento de campeão da Liga Revelação (sub 23).

 

Este Benfica-Sporting foi bem disputado pelas duas equipas, mas ao longo da segunda parte a equipa leonina superiorizou-se e passou a exercer um certo domínio do jogo. Ocorre considerar que a grande penalidade muito bem defendida por Luís Maximiliano inspirou os companheiros. Na altura faltavam pouco mais vinte minutos para o final do jogo e os leões, conduzidos por Bruno Paz, cresceram e tornaram-se progressivamente mais perigosos. A exibição do capitão sportinguista foi coroada por um bom golo através de um remate forte e bem colocado junto ao poste direito de Celton Biai, aos 80 minutos.

 

Com este resultado, o Sporting fica provisoriamente no primeiro lugar, com 33 pontos. Na próxima jornada, em 30 de Março, a equipa leonina viaja até Vila do Conde para defrontar o Rio Ave, uma das equipas sensação da prova.

 

 

Ficha de jogo:

 

Liga Revelação 2018-19 - Play-Off  Jornada 5

Benfica 1 – Sporting 2

Caixa Futebol Campus, Seixal, 14 de Março de 2019

 

Benfica: Celton Biai, João Ferreira, Tomás Tavares, Miguel Nóbrega, Loureiro, Diogo Capitão, Diogo Pinto (Henrique Jocú, 86), Gonçalo Ramos, Úmaru Embaló (Tiago Araújo, 86), Tiago Gouveia e José Gomes (Luís Lopes, 77)

 

Treinador: Luís Tralhão

 

Sporting: Luís Maximiano, João Oliveira (Mees de Wit, 71), João Ricciulli, João Silva, Abdu Conté, Nuno Moreira (Pedro Empis, 61), Paulinho, Tomás Silva, Marco Túlio (Dimitar Mitrovski, 71), Bruno Paz e Pedro Mendes (Pedro Marques, 90+1)

 

Treinador: Alexandre Santos

 

Marcadores: 1-0 Marco Túlio (31), 1-1 Tiago Gouveia (58) e 1-2 Bruno Paz (80)

 

P.S.: Acompanhei este dérbi através da transmissão na TVI24, mas em determinado momento retirei o som dos comentários. É que chegou a parecer que se tratava da Benfica TV pela análise ao jogo dos comentadores (!) e pela forma como vibraram com o golo e as jogadas ofensivas dos encarnados. No penálti exclamaram “golo”, não reparando no movimento de defesa de Maximiliano. A quinze minutos do final do jogo houve um lance com derrube na grande área benfiquista. À cautela não houve repetição.

 

publicado às 18:41

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


2 comentários

Sem imagem de perfil

De João Carvalho a 14.03.2019 às 19:04

Alguns factos e estatísticas interessantes que poderão esconder estratégias que explicam muita coisa.

O SLB com uma média de idades de 17,8 anos (tem sido constante em todos os jogos), o SCP com uma média de 20 anos. Uma diferença de 2 anos que nestas idades é enorme.

O SLB começou com 9 juniores, 5 dos quais de 1º ano (com 17 anos), 4 com 18 anos, e acabou o jogo com 7 júniores de 1º ano com 17 anos.
Apenas 2 miúdos já profissionais de 1º ano (19 anos).

O SCP sem qualquer júnior, todos os jogadores são profissionais.

O SLB falhou um penalty que poderia ter evitado a derrota e não foi nada inferior em todo o jogo. Mostrou ter melhores jogadores, apesar de bastante mais jovens. Notou-se maior maturidade no SCP, o que não se estranha.

O SLB com todos os jogadores do plantel portugueses, o SCP com 8 estrangeiros.

Depois admiram-se que na convocatória dos sub-19 o SLB tenha 10 jogadores e o SCP apenas dois.
Sem imagem de perfil

De Tiago Santos a 16.03.2019 às 05:12

O que parece que ninguem entendeu é que o facto de serem mais novos e saltarem etapas é sem duvida uma marca da formação no Seixal. Ninguem está a desculpar nada, só a constatar factos. É claro que a nivel competitivo isso significa deixar de ganhar algumas competições em escalões de formação. O mais importante não é ganhar titulos nesses escalões mas sim preparar os jovens para outros patamares.

Depois é obvio que se ve gente a dizer que um jogador com 21 anos não está preparado para ser titular no plantel senior do Sporting, mas jogadores com 18 anos estão prontos para serem titulares no plantel do Benfica, que é sem sombra de duvidas mais rico em opções que o plantel do Sporting. E muito por culpa desses jovens de 18, 19 anos.

Fiquem la com o titulo de sub 23, que vos saiba bem (mas cuidado com o Rio Ave). Eu prefiro ter Ruben Dias, Ferro, Florentino, Gedson, Jota e João Felix a darem cartas na equipa A. Isso, mais do que qualquer titulo a nivel da formação, mostra que estamos no caminho certo, por muito que vos custe a admitir.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds