Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




19740811_3QhEz.jpeg

Não é missão muito simples preparar um post sobre todas as movimentações da Sporting SAD no mercado, esta segunda-feira. Apresentamos, em síntese, as principais decisões que já foram oficializadas:

SAÍDAS

- Raphinha transferido para o Rennes a troco de 21 milhões de euros.

Thierry Correia transferido para o Valência a troco de 12 milhões de euros.

Diaby cedido até ao final da época ao Besiktas, opção de compra de 5 milhões de euros.

- Leonardo Ruiz cedido até ao final da época ao Varzim.

Jefferson, acordo para a revogação do contrato.

Wallyson, acordo para a revogação do contrato.

*** Acordo entre o Sporting e o Olympiacos, através do qual os gregos vão pagar 7 milhões de euros por Daniel Podence. Bruno Gaspar foi cecido ao Olympiacos em simultâneo com o acordo sobre Podence.

ENTRADAS

Jesé Rodríguez, avançado espanhol que chega a Alvalade por empréstimo do Paris Saint-Germain até ao final da época. No comunicado da SAD, não existe qualquer referência a opção de compra. O Sporting vai assumir menos de metade do salário que o jogador aufere, cerca de 2 milhões de euros brutos.

Yannick Bolasie, avançado/extremo congolês que chega a Alvalade por empréstimo do Everton até ao final da época. No comunicado da SAD não existe qualquer referência a opção de compra. O jogador é destro mas pode actuar nas duas alas.

- Fernando, extremo brasileiro de 20 anos que chega a Alvalade por empréstimo do Shakhtar Donetsk até ao final da temporada. No comunicado da SAD não existe qualquer referência a opção de compra. O jogador será oficialmente apresentado esta terça-feira.

Mesmo reconhecendo que há prós e contras, aceito perfeitamente as vendas de Raphinha e Thierry Correia. Não serão decisões consensuais entre sportinguistas, nomeadamente por serem jogadores ainda jovens, mas não deixa de ser evidente que muito pela não saída de Bruno Fernandes, o Sporting precisava de vender. 

Quanto aos três reforços, não me presto a tecer grande comentário nesta altura. Acho mais justo e prudente esperar para ver as suas contribuições dentro das quatro linhas. Há uma realidade incontornável: o Sporting não tem condições financeiras para adquirir craques conceituados.

Acho que o acordo sobre Podence é adequado, apenas pela incerteza de uma eventual decisão do Tribunal e os anos que levaria para lá chegar. Salvo a rescisão unilateral, será que o jogador seria vendido na altura por uma verba superior?... É possível, mas nunca saberemos.

Mas... e é um grande MAS, se sempre houve treinadores de bancada, agora, pelos vistos, também os há como presidentes e especialistas em contratações. É de esperar, portanto, um vasto leque de opiniões.

Ainda não há nada de concreto (rumores) sobre o futuro de Marcel Keizer ao leme do Sporting. Veremos o que as próximas horas/dias têm para nos oferecer.

O timing até não é mau. Acabei de ler que Scolari foi demitido do comando técnico do Palmeiras, após ter sido derrotado por... Jorge Jesus. 

publicado às 03:47

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


161 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 03.09.2019 às 15:16

Quo vadis Sporting? Consome-me a tristeza de ver o meu amado clube pelas ruas da amargura. O Sporting hoje é conduzido de fora para dentro, por gente sem escrúpulos que só quer semear a confusão e a discórdia para depois aparecerem, helas, como verdadeiros messias redentores.
Como cheguei aqui a dizer, Varandas não era a minha escolha para presidente do CD, mas a partir do momento em que foi eleito tornou-se o presidente do meu Clube e merecedor de todo o meu respeito.
Ao fim de um ano, com duas taças conquistadas - ainda por cima ao clube que dominou o futebol luso nas ultimas duas décadas - o que se exige hoje a alguém que tenta arrumar a casa é por demais injusto. Aquilo que lhe estão a fazer é, a todos os títulos, indigno. O Sporting continua conspurcado por salpicos desse energúmeno que ia dando cabo do Clube, se é que não deu mesmo, e que deixou uma terrível herança para quem quer que fosse que tomasse as rédeas do SCP no pós Azevedo de Carvalho.
Lemos por aqui verdadeiros tratados de conhecedores de táctica e de balneário, todos eles, sem duvida, treinadores de créditos firmados e capazes de substituir com uma perna às costas Marcel Keiser ou qualquer outro que por aí venha. Há também quem por aqui deixe verdadeiras teses de direcção empresarial de clube que, levadas à prática tornariam o grande SCP ainda mais grande que os maiores do mundo. Aqui e acolá, vejo também indicios de ressabiamento e imitações de um qualquer Brutus à espera de dar a facada mortal pelas costas! O Sporting de hoje é isto, um clube à deriva com gente a querer navegá-lo para longe dos escolhos e outros a querem afastá-lo de invios caminhos.
O nosso Clube é grande, muito grande, só assim se entende a cega cobiça dos que lhe movem uma guerra subterrânea e sem quartel na ânsia de retomarem as prebendas que já tiveram, directa ou indiretamente. Confesso que estou farto. Quero voltar ao tempo em que com 6 anos o que queria mesmo era ser o Yazalde ou o Damas e ver o meu Sporting ganhar.
Deixem o CD trabalhar. Para já, e na minha muitíssimo modesta opinião, o CD já perdeu a primeira batalha com a demissão hoje do treinador. Oxalá na percamos a guerra.
Para finalizar, uma palavra de verdadeira preocupação, aqui da distância onde me encontro. Não há muitos dias fui assistir a um jogo entre membros da comunidade portuguesa. Ao intervalo, e junto à linha lateral estavam uns miudos com idades entre os 10, 12 anos. Estavam a brincar dando toques com uma bola. Aproximou-se um outro miudo da mesma idade e perguntou se podia jogar com eles. O que parecia ser o "líder" do grupo de imediato lhe perguntou, "és do Benfica ou do Porto?". Caí em mim. Quem me dera voltar a ter 6 anos e a perguntar aos amigos da minha rua "és do Sporting ou do Benfica"?

Saudações Sportinguistas
Sem imagem de perfil

De Jorge Pereira a 03.09.2019 às 15:17

Peço desculpa. O comentário acima é meu.

Jorge Pereira

Saudações Sportinguistas
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 03.09.2019 às 15:35

Jorge Pereira,

Não sei de onde as pessoas tiram a conclusão de que só se pode criticar uma profissão se se for expert na mesma.
Eu não preciso de ser treinador para saber que Keizer não é bom treinador e não sabe retirar rendimento dos jogadores, tal como não preciso de ser um chef para saber se um bife está bem cozinhado.

Keizer tinha que ser despedido, simplesmente porque não tem competência para treinar uma equipa grande no nosso campeonato. Não quer dizer que, por exemplo, não tenha competência para treinar noutro país onde haja outra cultura tática nas equipas. Isto não tem nada a ver com atacar direções ou saudades de tempos antigos. É pura avaliação de competências.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 03.09.2019 às 15:38



Sem imagem de perfil

De Jorge Pereira a 03.09.2019 às 15:51

Caro Mike Portugal, obrigado pela deferência em responder ao meu comentário. Gostaria apenas de saber quais os critérios que utiliza para avaliar competências, e no caso concreto, a competência do treinador.
Se me permite a sugestão, podemos tentar medir a competência em função de, por exemplo, duas variáveis: numero de titulos e/ou troféus e tempo em funções.
Se aceitar esta minha sugestão, desafio-o a comparar o ex-treinador Marcel Keiser, com todos os outros treinadores do SCP desde o ultimo titulo de campeão nacional.
Quanto ao saudosismo patente no meu comentário, não se preocupe. É só meu!

Saudações Sportinguistas
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 03.09.2019 às 16:03

Jorge Pereira,

Eu avalio a competência dum treinador por vários critérios:
- títulos ganhos
- fazer crescer jogadores
- adequar os comportamentos da equipa em função do adversário
- tática e estratégia de jogo genérica da equipa
- leitura de jogo durante o mesmo e adaptação
- comunicação para fora
- comunicação para dentro do grupo

Perante os meus critérios, todos eles "medíveis" duma forma ou outra, Keizer apenas tinha de bom as 2 taças que ganhou e a parte da comunicação para fora e dentro. No entanto o campeonato Português devido à sua história de equipas pequenas a jogar contra os grandes, desenvolveu uma componente tática muito grande (muito acima de vários campeonatos de 1ª linha como o Inglês, por exemplo), devido precisamente às equipas mais pequenas terem que arranjar maneiras de poderem sobreviver (a necessidade é a mãe da invenção).

Um treinador para ter sucesso num grande tem que ter uma componente tática de betão. Tem que ser forte a rentabilizar jogadores e a tirar mais 15% de cada jogador do que aquilo que ele já dá. E sobretudo, tem que ser muito adaptável às circuntâncias de jogo, que como sabemos, mudam muitos os "dados com que jogamos".

Keizer, boa pessoa, mas não tem perfil e sinceramente, não é preciso ser expert para descobrir que ele era fraco táticamente, bastava observar a forma como a equipa se movimento em campo, jogo após jogo.
Sem imagem de perfil

De L a 03.09.2019 às 19:58

Ontem comentei a exigência habitual da aposta na formação num país Campeão Europeu em 2016 com a equipa quase toda formada em Alcochete. E mais recentemente duas vezes campeão europeu sub 19 e uma vez sub 17 onde o Sporting já só meteu 3 ou 4 jogadores. O que diz bem da passagem do lunático por Alcochete. Cereja em cima do bolo, veja-se o carinho dos sócios por Thierry?! Um dos poucos putos campeões europeus sub 17 e sub 19 ainda made in Alcochete.

Já hoje e pegando na frase do Rui Gomes: “… se sempre houve treinadores de bancada, agora, pelos vistos, também os há como presidentes e especialistas em contratações”. Quando a esmagadora maioria nunca geriu nada na vida e nem habilidade tem para comprar 1 k de arroz. É vê-los nos supermercados perante tanta variedade nas prateleiras agarrados ao telemóvel… O que até é compreensível perante tanta informação nas embalagens…Mas para comprarem craques de milhões por catálogo de certeza que não hesitavam. Mesmo sem a mínima ideia de como chegar a esses craques. Sobretudo numa janela de mercado que para quem ainda não percebeu serviu sobretudo para realizar o pilim tão preciso em Alvalade.

Sem imagem de perfil

De L a 03.09.2019 às 19:59

Mas é outro comentário - “Eu votei pela destituição do anterior, depois de ter votado três vezes, se o actual presidente não serve, terá que ser corrido.” – que explica bem a pior herança do lunático.
Ou para sermos mais justos, dos sinais dos tempos. Com quem o Sporting não tinha dobrado a primeira década do Sec. XX como se depreende facilmente do comentário. Quanto mais chegar ao Sec. XXI. Aliás, uma das principais reivindicações da canalhada bruneca é mesmo que qualquer sócio recém chegado ao clube tenha o mesmo nº de votos em AG que um sócio cinquentenário, responsável pelo Sporting ter chegado ao Sec. XXI. Ou se quisermos ainda mais concretamente a pior herança de um dos mais fervorosos devotos do lunático, o ilustre Dr. Burroso, à altura PMAG e mais recentemente desaparecido em combate como expéctavel em qualquer invertebrado. Com o facto de não ter morto à nascença uma destituição da Direcção sem qualquer justa causa completamente à revelia dos estatutos. E é com este precedente que o Sporting chega ao dia de hoje onde se pede a cabeça da Direcção já não como um qualquer treinador sem resultados mas como um qualquer roupeiro que não tenha dobrado bem alguma camisola. Claro que na cabeça desta canalhada na próxima época os clubes voltam todos a partir do zero. Sem passado e sem passivo, sem quaisquer compromissos assumidos, sem nada. Planos de recuperação a médio e longo prazo são coias do passado. E se o Sporting voltar a falhar à 3ª ou 4ª jornada o melhor é trocar outra vez de Direcção. E a pergunta que eu volto a fazer é se alguém com dois palmos de testa ainda acha que um clube dependente desta irracionalidade patológica tem alguma espécie de futuro?

Comentar post


Pág. 4/4





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo