Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Um jogo para esquecer

Rui Gomes, em 27.03.18

 

download (1).jpg

 

Apenas pela segunda vez na sua história - num total de 13 encontros -, a Selecção Nacional perdeu diante da Holanda. Algo que não acontecia há mais de 26 anos, embora o desaire desta segunda-feira tenha assumido números mais redondos. Isto, porque nunca Portugal havia sofrido três golos da Laranja Mecânica - e logo uma em manifesta crise, que não conseguiu sequer o apuramento para o Mundial - e todos na primeira parte.

 

Eis alguns números que marcaram a derrota de Portugal

- Primeira vez que a Holanda marca três golos a Portugal;

- Desde 2014 (contra a Alemanha, no Mundial do Brasil) que Portugal não sofria três golos até ao intervalo;

- Portugal é apenas o quinto campeão europeu em título a encaixar três golos até ao intervalo;

- Maior derrota da 'era Fernando Santos'.
 
Compreende-se que estes jogos particulares são em parte dados a experiências pelos treinadores, procurando porventura um ou outro jogador para complementar o plantel. No entanto, há experiências e há disparates, e na minha opinião, um meio campo com André Gomes, Manuel Fernandes e Adrien Silva estava condenado ao fracasso.
 
Um grande "buraco" no centro da defesa, que aliás já se notou frente ao Egipto, e não será coincidência que Rolando foi titular nos dois jogos, embora acompanhado por Bruno Alves no primeiro, e ontem por José Fonte.
 
Muito pouca dinâmica ofensiva no primeiro período e apesar da sua eficácia em cruzamentos, não será descabido questionar se Ricardo Quaresma ainda tem "pernas" para ser titular.
 
Não sei se este jogo deu para aprender alguma coisa, mas sem dúvida alguma que no relativamente ao esquema táctico de Fernando Santos e o respectivo enquadramento colectivo, é mesmo um jogo para esquecer.
 
O treinador holandês Ronald Koeman teve isto para dizer no final da partida:
 
"Penso que jogámos melhor na primeira parte. A equipa esteve muito disciplinada e foi absolutamente fiel ao que treinámos durante a semana. Fizemos três golos bonitos, mas, mais importante do que isso, não deixámos Portugal criar oportunidades. O jogo foi quase perfeito e tenho de admitir que estou estupefacto por ter somado este resultado frente ao campeão europeu".
 
Devia ter manifestado um voto de gratidão a Fernando Santos!
 

publicado às 04:24

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


12 comentários

Sem imagem de perfil

De R. Ribeiro a 27.03.2018 às 09:04

Esta é a afirmação que mais temor vou ter em ouvir, quando posta em negativo: "... frente ao campeão Europeu." A par da Alemanha, somos os alvos a abater e aquilo que vai gerar mais contestação nos media, caso se não fizermos um Mundial "respeitável". É bom que Fernando Santos tenha ideias bem assentes e que isto tenha sido apenas experiências para não mais repetir e minutos para dar aos mais novos.
Sem imagem de perfil

De Bento de Jesus Carvalho a 27.03.2018 às 09:43

"um meio campo com André Gomes, Manuel Fernandes e Adrien Silva estava condenado ao fracasso."
Destes três só Manuel Fernandes tem ritmo competitivo, juntando o facto de não ter rotinas a jogarem juntos, fica explicada a derrota.
Não sou capaz de culpar tanto a defesa, porque me parece injusto, considerando que não tiveram protecção nenhuma do meio campo, mas é verdade que ao nível dos centrais falta qualidade, e não me parece que o regresso de Pepe por si só resolva tudo ...
Ainda assim, acho que a lição mais importante a tirar do jogo de ontem é perceber que, independentemente da qualidade, não adianta convocar jogadores sem ritmo de jogo, a menos que não existam mesmo outras alternativas, o que não é caso no meio campo!!!
Em concreto refiro-me ao Adrien e André Gomes.
Sem imagem de perfil

De Bento de Jesus Carvalho a 27.03.2018 às 09:48

Quanto ao Quaresma também não me parece que tenha pernas para um jogo inteiro de alto nível, deverá ser, no entanto e a meu ver, indiscutível na convocatória, porque entra sempre motivado e extremamente concentrado, e não precisa de muito tempo para entrar no ritmo de jogo.
Outro que acho que deveria sempre ser convocado, apesar de não ser indiscutível é o Manuel Fernandes, em virtude do conhecimento que tem da Rússia que pode ser muito importante, aliado à qualidade que tem, evidentemente, se não contratávamos um guia turístico
Sem imagem de perfil

De Juca a 27.03.2018 às 09:49

Quem não é titular na sua equipa, não pode ser titular na equipa campeã da Europa.
Sem imagem de perfil

De Marcio a 27.03.2018 às 09:50

Nem convocado.
Sem imagem de perfil

De LeaoCovilha a 27.03.2018 às 09:57

Sujeitando-me a levar nas orelhas um bom bocado, creio que o Ruben Dias poderá acrescentar algo mais à defesa que acho que o Rolando não tem. Em relação a jogadores sem ritmo, cada treinador sabe o que cada jogador pode acrescentar ao grupo e, está mais que provado que o Fernando Santos tem, como qualquer outro treinador, os seus jogadores fetiche.
Sem imagem de perfil

De antonio a 27.03.2018 às 10:14

Acho que quando se perde assim nao vale a pena olhar a um ou outro jogador. Estiveram todos mal inclusive Ronaldo.

Posto isto, ainda bem que perdemos assim e agora. Foi um banho de humildade que é preciso de vez em quando... especialmente quando comecam com as conversas de "o objetivo é ganhar o Mundial e temos qualidade para isso".
Sem imagem de perfil

De Transmontano a 27.03.2018 às 12:23

Estes jogos servem para se testar novas tácticas e ver que jogadores podem trazer uma mais valia a equipa base da Selecção, veja-se os jogos da Espanha antes de ser Campeã do Mundo..

Temos sectores a precisarem de renovação como é o caso dos centrais , pois o Pepe deve fazer o seu último torneio na máxima capacidade, Rolando nunca vai ser uma garantia para a nossa defesa,o Bruno Alves também já esta na fase decrescente da carreira..
O Quaresma já só serve para jogar os últimos 15 minutos, na baliza só temos S.Patrico mas sem alternativa de valor semelhante e depois temos jogadores sem ritmo e que são fundamentais como o Adrien e João Mário..

Veremos que escolhas vão ser feitas pelo Fernando Santos, ele melhor que ninguém deve saber o que é melhor para a selecção, pois quem ganha um Europeu como foi ganho merece todo o apoio, só deve ser obrigado a levar o Éder pois o rapaz tem um contrato com os Deuses da Bola assim como o Fernando Santos
Sem imagem de perfil

De Bento de Jesus Carvalho a 27.03.2018 às 14:12

O João Mário tem sido titular no West Ham, ainda vai bem a tempo de ganhar ritmo para o mundial (o mesmo não se pode dizer do Adrien e do André Gomes).
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 27.03.2018 às 13:46

100% Rui
Só peço aos deuses e ao Mister Santos que se deixe de merdas e jogue num e sempre 4-4-2.
Não invente com o 4-3-3 e C. Ronaldo a ponta de lança. Essa é a maior estupidez por mim vista nos seus treinadores. Nunca funcionou!!.. Nem vai funcionar. É perder um jogadoraço para ficar na dependencia total do resto dos companheiros, sabendo que estes tem menor qualidade.. Ou seja, não faz sentido essa do C. Ronaldo metido entre os centrais. Nunca fez!!.
O C. Ronaldo não é só goleador. Metam isso na cabeça.. Vejam, olhem e analisem.

Portugal tem, como sempre teve deficit de jogadores de alta qualidade mundial. Para completar um onze sempre foi complicado.
Por isso, não vejo interessante esta maldição de fazer jogos para perder por querer.
G. Guedes, C. Ronaldo, André Silva, Bernardo Silva, Gelson, Bruma.. Depois, nada!.. Rafael Guerreiro a ponta esquerda, talvez. Assim joga no Dortmund muitas vezes. Vamos ver o que dá o Paciência nos próximos meses.
O meio-campo sem William e B.Fernandes neste momento não dá. J.Mário, Adrien e Danilo precisam jogar senão, estamos feitos!. Não temos alternativas de alta qualidade.
Mister, esqueça lá para sempre o Moutinho "pouquinho" e o bom rapaz suplente dos suplentes do Barcelona.
M. Fernandes, joga há anos num campeonato que vale zero.
Ahh!!.. Isto também Mister, não invente. Se o jogador X ou Y joga um campeonato inteiro no seu clube a determinada posição, não o faça jogar numa posição que o jogador talvez conheça mas, não tem rotinas de jogo.. Cuidado com isso, por favor!
Sem Pepe, ui, ui... Está que dói, doi. 😁

P. S.. Ontem fizemos um figurâo mundial. Que vergonha!
A estrangeirada gozando com CR7 e os seus portugueses. E alguns portugueses ainda ajudam à festa.
Bárbaros!!!..Parolos!!. 😎
O penalty claríssimo que fizeram ao CR7 que andam por aí deturpando e mentindo. Quase se lesionava!.
Não vi a nossa CS fazer muito barulho. Porquê?.. Ahh!.. Ok, não interessa??.
O segundo amarelo ao Cancelo, nunca. Mais a mais num jogo amistoso. Estranho!!.. CS portuguesa, nem pio. Por o contrário, dizem que está bem mostrado. Porquê??..
Ahh!!. Ok, lá fora não te passam cartola.
E aquele moçambicano, o Tete que distribuia cacete no CR7 e o árbitro não protegia o craque... CS por onde andam??..

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.03.2018 às 14:25

Carlos,

Aceito qualquer um dos sistemas - 4x4x2 ou 4x3x3 - mas tudo depende dos jogadores escolhidos. Na minha opinião, o meio campo de ontem nunca podia resultar dado que são jogadores com características muito parecidas e nenhum com verdadeira dinâmica ofensiva e construção de jogo.

Concordo que Bruno Fernandes tem de jogar de início e com um "10", a posição dele. E não digo isto por ser jogador do Sporting.

Creio que Fernando Santos vai sentir muita dificuldade em excluir qualquer um dos campeões europeus, mas é verdade que há "sangue novo" à espera de uma oportunidade.

Um grande problema, para mim, são os centrais. Ou vem alguém de qualidade e mais jovem, ou vamos ter problemas. Rolando não é solução.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 27.03.2018 às 15:17

Não me lembro da Seleção ter jogado bem em 4-3-3.!!!..
É um sistema que descobre muito o meio- campo ou o ataque, dependendo de.... .
Joga-se com um só real avançado e se o português tem dificuldade em fazer golos, aqui se torna mais evidente. Sporting para exemplo. Tudo para o Bast Dost.
Não temos um extremo esquerdo tipo Gelson ou Bruma.. À antiga. Abertos para cobrir, correr e centrar. Desgaste muito mais os médios ofensivos. É um sistema pouco fléxivel.
O novo estilo do 4-4-2, não o antigo(por vezes 4-1-3-2) é mais fácil de assimilar num curto periodo de tempo.
Vantagenm de ter extremos-médios ofensivos ou extremos puros, consoante o decorrer do jogo. Dois avançados. Melhor cobertura da zona central. Vantagens de nao mexer muito com os movimentos estudados/assimilados por os jogadores no treino. Linhas mais juntas.
E por ultimo, ajuda o nosso C. Ronaldo a ter liberdade e por arrasto os demais. Veja-se o André Silva que na Seleção marca. Até o Nani marcava jogando nessa posição. Flexibilidade do sistema.

Eu pessoalmente, já nos idos tempos 70/80 detestava jogar nessse tradicional sistema português. O 4-3-3

P. S.. Boa discussão. Gosto
Dificil!!.. Gasta muito o teclado😂😂
Fosse eu treinador da equipa do Diretor Desportivo Rui Gomes, era uma guerra pegada. LOOOOOOOOOLL!!

Abrazzzo!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo