Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

46897820_10155635856116555_2688738785306345472_n.j

 

O Sporting fez em Baku tudo aquilo que lhe compete, perante um adversário claramente inferior: marcar golos - neste caso nada menos do que seis -, sofrer o mínimo - apenas um -, e vencer o jogo, garantindo a passagem aos 16-avos-de-final da Liga Europa.

 

O Sporting alinhou de inicio com Renan Ribeiro: Bruno Gaspar, Coates, André Pinto e Jefferson; Wendel, Gudelj e Bruno Fernandes; Nani, Diaby e Bas Dost.

 

Suplentes: Romain Salin, Thierry Correia, Tiago Djaló, Petrovic, Miguel Luís, Carlos Mané e Jovane.

 

download.jpg

 

Os golos leoninos foram marcados por Bas Dost (5'), Bruno Fernandes (20 e 75'), Nani (33'), e Diaby aos 65 e 81 minutos.

 

O sistema de jogo deste Sporting pode não deslumbrar, mas está a provar ser eficaz e, sobretudo, nota-se claramente um acréscimo de confiança nos jogadores. A equipa sabe o que o Marcel Keizer pretende dela e tem vindo a cumprir com os desejos do técnico, até com bom futebol à mistura.

 

Destaque ainda para a estreia do jovem Thierry Correira na equipa principal e numa prova europeia - entrou no jogo aos 74 minutos.

 

O Sporting termina assim a fase de grupos da Liga Europa, situando-se em 2.º lugar no Grupo E, com 10 pontos, 3 atrás do Arsenal, registando três vitórias, um empate e uma derrota, 10 golos marcados e 3 sofridos.

 

Parabéns leões !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:36

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


43 comentários

Sem imagem de perfil

De Governo Verde a 29.11.2018 às 20:18

Obrigado Marcel, obrigado SCP
Sem imagem de perfil

De Profeta a 29.11.2018 às 20:21

É cedo para tirar conclusões, mas começa a ficar a sensação que ir buscar um desconhecido como o Kaiser não foi feito à toa e que pode ter sido uma aposta muito bem pensada. A ver vamos.

O que é certo é que há muito que não me dava tanto gosto em ver um jogo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2018 às 20:27

Ainda é muito cedo, de facto, mas há algum causa para optimismo.
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 29.11.2018 às 20:27

Parece que afinal é possível ganhar e jogar bem
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2018 às 20:28

Nem sempre é possível, mas hoje foi.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 29.11.2018 às 20:55

Concordo com a apreciação do Rui.
Foi interessante.!!
Gostei na generalidade, apesar do adversário não dar luta.
Gostei também do positivismo dos jogadores
Viu-se "mão" do treinador. Algo holandês misturado com algo latino.
Veremos se futuro é risonho.
Sem lesões ou alguma interessante contratado de inverno certamente será.

Bora lá, para os desasseis avos! 💪💪
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 29.11.2018 às 21:16

Só vi a segunda parte..
Mas, dizer que jogamos à bola.. Hum!
Há um jornal que fala em festival de ataque.. Bom, eu vi sim um festival de contra-ataques muito bem conduzidos e excelentemente finalizados.
Uma coisa é jogar à bola, outra é jogar bem e outra é simplesmente ganhar.
Jogamos bem!.. Ganhamos muito bem.

Ter os pézinhos bem assentes na terra.. Não embandeirar em arco!
(ainda vi muitos erros defensivos e isto nada tem que ver com o treinador, por mais a que ele se esforce)
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2018 às 22:25

Viu-se erros defensivos, principalmente pelos dois laterais de fraca qualidade.

Cheguei a dar o benefício da dúvida a Bruno Gaspar, mas os jogos passam e ele continua a não convencer. Jefferson é... o Jefferson que já conhecemos há muito.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2018 às 22:34

P.S.: Surpreende a ausência de comentário "filosófico" do nosso amigo Julius:)
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 29.11.2018 às 22:39

LOOOOOOOLL!!..
Sem imagem de perfil

De RCL a 29.11.2018 às 21:30

O Qarabag contribuiu para a saída do Atlético de Madrid da LC na época passada, não são amadores.Os golos tiveram a marca do talento de alguns jogadores, sobretudo Wendl, para mim, o melhor em campo.
Pela negativa os laterais, Jeffren é muito bom a atacar mas não tanto a defender. No 4-3-3 o risco de contra-ataque da equipa adversária é grande, os laterais deveriam se rápidos. Vamos ver isso com o Rio Ave. Keizer sabe isso muito bem.
Concordo com a maioria, hoje viu-se outro futebol.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2018 às 22:26

Os laterais não necessitam apenas de ser mais rápidos, têm de ser muito eficazes a defender.
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 30.11.2018 às 11:12

E serem ajudados pelos extremos, coisa que ontem só aconteceu do lado do Nani
Sem imagem de perfil

De c piedade a 29.11.2018 às 21:36

Vi a equipa jogar futebol ha muito que nao se via vamos devagar com os treinadores anteriores jogagadores nao corriam passes lateralizados temos ter atencao ao rio ave ha que saber suster o contra ataque perigoso sabendo os suster o jogo e mais que meio ganho
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2018 às 22:32

Cada jogo é diferente. Este foi assim, o Rio Ave é um outro caso com outras exigências.
Sem imagem de perfil

De Pepeu a 29.11.2018 às 21:51

Começo por referir, quanto à sua crónica, que o adversário claramente mais fraco que hoje defrontou o Sporting deveu-se ao facto de ter pela frente uma verdadeira equipa que lhe foi realmente muito superior.
Aqui há coisa de um mês, a mesma equipa tinha sido claramente mais fraca que o seu adversário - o Volrska Poltava - do qual desconheço qualquer currículo notável, só lhes ganhando com uma sorte divinal, o que permitiu que alguns dos que por aqui andam a aplaudir hoje achassem razoável criticar quem aqui afirmava que aquilo era um pesadelo sem um fim feliz...
São os tais que se fartam de perceber de bola...!

O Sporting fez um grande resultado europeu e isso é relevante em qualquer lugar contra qualquer adversário no futebol moderno.
O Qarabag, pese embora seja uma equipa sem pergaminhos europeus, está neste contexto actual longe de ser um bombo da festa que permita que qualquer um lá vá encher-lhe um cabaz de Natal.

O futebol apresentado pelo Sporting foi diametralmente oposto aquele que vinha sendo praticado desde o início da época e claramente mais eficaz.
Jogou-se muito bem e com resultados à vista.
Resta agora começar a perceber se tal tipo de futebol surte os efeitos desejáveis quando tivermos que defrontarmos equipas doutra ilharga e, sobretudo, se encaixa no tipo de futebol que se pratica no campeonato nacional.

A equipa, no entanto, apresenta lacunas na qualidade do seu plantel.
Não há guarda redes para este nível que se pretende.
As laterais são fraquíssimas e hoje demonstraram-no mais uma vez.
O meio campo e o ataque está melhor.
Individualmente, referir que Gaspar e Jefersson não têm nível para o Sporting.
Renan faz o que pode mas o Sporting necessita urgentemente de um guarda redes ao nível do que estamos habituados.
Diaby, ainda que tenha-nos presenteado com 2 golos hoje tem lacunas técnicas gritantes que o tornam um jogador inconsequente e altamente comprometedor, em especial no esquema que o treinador quer impor.
Do lado positivo, referir a consistência de Coates no eixo defensivo e Gudelj que é cada vez mais o pivôt defensivo desta equipa.
Subidas de forma pela serenidade que um sistema táctico com pés e cabeça oferece a jogadores com a classe de Nani e Fernandes que já não têm que andar a apagar fogos de um lado para o outro por haver agora uma equipa com ideias formadas.
Depois há Dost que mesmo em convalescença de forma é sempre peça essencial e influente.
Finalmente referir Wendell e tentar entender como Peseiro - burro da trampa - prefere sempre colocar o seu ego orgulhoso à frente da possibilidade de sucesso...

Se nos lembrarmos que do banco saíram boas soluções e ainda temos Mathieu, Acuña, Battaglia, Montero e Raphinha em Lisboa e Matheus e Geraldes a caminho, este clube em ordem só pode mesmo é sonhar mais alto.

Keizer ainda está longe de nos fazer provar a certeza da sua escolha mas as ideias e o trabalho já começaram a surgir.
Se vamos ser felizes, ninguém sabe mas que nós podemos agora sentir mais orgulhosos por ver que temos alguém que se identifica com a alma, a raça e a vontade de sermos melhores e ambiciosos, algo que não teríamos antes por mais que o mundo desse muitas voltas...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2018 às 22:28

O facto de o adversário ser inferior ao Sporting, não reduz a qualidade da exibição e o mérito de uma vitória tão expressiva.
Sem imagem de perfil

De Pepeu a 29.11.2018 às 22:57

“O Sporting fez aquilo que lhe compete em Baku perante um adversário claramente inferior...”

Estas palavras não são minhas... certo?!
Sem imagem de perfil

De Pepeu a 29.11.2018 às 22:59

O mesmo adversário que nem há um ano atirou com o Atlético Madrid para a Liga Europa com dois empates em Baku e em Madrid.

O Sporting ganhou bem e expressivamente porque fez por o merecer, não porque o adversário seja “claramente inferior”.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2018 às 23:16

É a sua opinião, a minha difere em que eu acho que os dois factores são pertinentes, ou seja, o Qarabag, não obstante o que fez com o Atlético de Madrid há um ano, é hoje uma equipa inferior à do Sporting, mas concordo que o Sporting fez por merecer a vitória. O meu texto do post não nega esta disposição do jogo.
Perfil Facebook

De Maria Inês a 29.11.2018 às 23:05

Excelente interpretaçao da realidade de "ontem" e de "hoje".
O tempo encarrega-se sempre de dar a razao a quem a tem.
Depois há malta aziada e de memória curta que prefere assobiar para o lado.
Só foi pena termos de ter vivido aquele inferno do Peseiro tanto tempo. Mas se foi para acertar com a escolha cá estamos para apoiar e felicitar.
Espero que o Sr. Keiser continue no bom caminho e se possível que lhe dêm 2 ou prendas que bem precisa.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2018 às 23:19

Em pouco mais de duas semanas verifica-se obra da nova equipa técnica, mas será prematuro apurar muita coisa neste momento.

Peseiro, e eu nunca o defendi, não é chamado para a conversa. Fez o que fez enquanto esteve no Clube, agora não está.
Imagem de perfil

De Rampante a 29.11.2018 às 21:55

Uma vitoria importante para dar espaço ao novo treinador que ainda antes de chegar já as más bocas o condenavam...

Vitoria importante, expressiva, mas que não deve ser demasiado embandeirada, pois estamos a falar de um jogo em que tudo correu bem ao SCP e tudo correu mal ao adversário, MAS, assim foi porque os jogadores do SCP trabalharam para isso.

Gostei de ver o SCP a trocar a bola, sem grandes falhas... pela primeira vez não parecia uma equipa nervosa.
Na minha opinião já se vê mão da nova estrutura (não só o treinador), mas uma mão ainda muito pequenina até porque ainda não houve tempo de trabalhar nas questões de fundo.
Seja como for, temos aqui uma lufada de nova esperança, numa época que começou com um SCP condenado ao fracasso.

Nota final: gostei de ver aquando da substituição do Nani, o Kaizer a conferenciar com ele sobre aspectos do jogo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2018 às 22:30

Concordo que não se deve "embandeirar" esta vitória, mas não devemos deixar de reconhecer que o Sporting fez para que tudo corresse bem.

Veremos o que o futuro nos apresenta, mas já se vê obra da nova equipa técnica com um plantel que carece de talentos.
Imagem de perfil

De Greenlight a 29.11.2018 às 22:48

Agora todos (ou quase) dizem que o Qarabag é uma equipa muito fraca. Por certo será mais fraca que a do Sporting mas no primeiro jogo, em Alvalade, perdeu apenas por 2-0 e agora foi goleada em casa pelo "mesmo" Sporting. Pois a verdade é que não foi o mesmo Sporting pois o de hoje jogou claramente ao ataque e o resultado é a consequência dessa atitude. Há coisas que não mudam e alguns jogadores do Sporting continuam e vão continuar a ser fracos mas a orientação mudou para melhor. Se houver capacidade financeira para fazer alguns retoques no plantel poderemos sonhar.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2018 às 23:21

Não é um caso do Qarabag ser "muito fraco", mas sim inferior ao Sporting.

Subscrevo que o Sporting ainda tem elementos muito vulneráveis e eu acho de extrema importância este período até o mercado voltar a abrir. Isto, partindo do princípio que a Direcção pretende e tem meios para reforçar a equipa.
Sem imagem de perfil

De J. Oliveira a 29.11.2018 às 23:26

Gostei muito da exibição. Fiquei agradavelmente surpreendido pela garra da equipa. Processos simples, velocidade e muita garra. Não esperava tanto, neste momento. Wendel mostrou, porque é que no Brasil não percebiam, por que é que ele não jogava.
Saudações Leoninas
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2018 às 23:35

Apesar do positivo, Wendel ainda tem muito a Evoluir. Hoje, por exemplo, falhou duas oportunidades flagrantes para golo, uma delas de "bandeja".

Veremos se continua a progredir.
Sem imagem de perfil

De RCL a 30.11.2018 às 08:00

Bom dia
Antes de ir para o batente, em relação a Wendel colocado na prateleira por JJ , apesar de tudo, Peseiro começou a apostar nele, fez um golo lesionou-se..........
Fraguito, dos melhores jogadores que vi em Alvalade, fez a sua formação no Brasil para onde foi com meses de idade, campeão nos juvenis do Fluminenses, dizia " a técnica aprendi lá 'o fisico' cá , eles não ligavam".
Ainda falta muito a Wendel mas tem que continuar a jogar e sem favor, é um jogador alegre que faz aquilo que mais gosta : - jogar futebol.
Que JJ se mantenha pelas Arábias!
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 30.11.2018 às 09:16

Eu ja expliquei aqui antes as dificuldades de Wendel.

No Brasil era craque no seu fultebol ...mais lento e menos fisico.Tinha mais espaços que se permite aqui no futebol europeu.

Disse tambem que podia nem conseguir adaptar-se porque bem recepcionar e bem passar não é o mesmo que o ter que fazer muito mais rapido e há jogadores que nao o conseguem fazer.

Eu acredito que Wendel tenha essa capacidade , é ainda muito jovem 21 anos e está lá tudo e até tem fisico por isso será mesmo o questão de tempo e teimosia dos seus treinadores em apostar nele.

Terá que pensar mais rapido se quer vingar , as perdas de bola ainda com alguma frequencia é precisamente pelo tempo (habituado) que leva a pensar.
Sem imagem de perfil

De Pepeu a 30.11.2018 às 09:45

Peço desculpa corrigi-lo mas presumo que esteja perfeitamente enganado iludido pelos comentários idiotas da Sport Tv.
Na realidade, aquele gente burra passou o jogo inteiro a confundir Wendell com Diaby e foi o maliano quem passou o jogo todo a perder bolas umas atrás das outras.
Wendell, pese embora tenha ainda assim falhado um ou outro passe, teve o mérito de incutir verticalidade ao jogo evitando o típico futebol lateralizado tão em voga com o anterior treinador.
Neste tipo de futebol, o jogo faz-se em frente e com o apoio nas costas. É mais arriscado mas mais eficaz e só ao alcance de bons executantes.
Wendell colaborou quase na perfeição tendo sido o principal motor do meio campo e tendo tido duas assistências para golo ambas de enorme qualidade.
Falhou duas vezes em frente à baliza não sendo um finalizador mas estava lá o que é já notório e muito importante da sua destreza para surgir em fase de finalização.
Em suma, um bom jogo em que muito contribuiu para a cabazada às antigas...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 30.11.2018 às 10:18

Acho que os comentadores eram da SIC, dado que os direitos de transmissão eram desse canal e foi aí que eu assisti ao jogo.
Sem imagem de perfil

De Pepeu a 30.11.2018 às 13:05

Pois eu assiti na Sport TV que também detinha os direitos do jogo e os comentários trocados foram mais que muitos.
O tal de Acácio que comentou o jogo passou-o todo a malhar no Wendell sempre que "ele" perdia a bola, sendo que noventa por cento das vezes confundiu-o com Diaby.
O típico de atitude preconceituosa muito habitual nos comentários desportivos em Portugal.
Já se fosse um qualquer Alfa ou Gedson ou outro proto-bola d'oiro lampião tenho a çerteza que a postura seria outra...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 30.11.2018 às 13:13

Não duvido da sua apreciação, mas confesso que há muito que não presto atenção aos comentadores. Só não reduzo o som para não abdicar do ambiente no estádio.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 30.11.2018 às 10:37

Meu caro nao necessito de ouvir comentadores de televisão , reconheço capacidade a alguns deles infelizmente muito poucos e esses foram jogadores de futebol.

Nao comento o jogo de ontem do Wendel mas sim os problemas gerais que encontrou quando chegou e está clara a sua evolução á vista de todos.

Inclusive fui eu aqui que disse ja ver um Wendel diferente no jogo que o lesionaram com uma patada no peito .
Insisto que a principal dificuldade foi a ter que executar mais rápido da que vinha habituado inclusive chegar á bola primeiro que os adversários,o que melhorou substancialmente.

Eu nao deixaria de apostar nele como foram os casos do JJ e do Peseiro.
Sem imagem de perfil

De Pepeu a 30.11.2018 às 12:28

Pois! Já eu lamento não ter essa clarividência...
Eu não comento aquilo que não me permitem ver.
Wendell foi muito pouco utilizado desde que cá chegou faz um ano.
No entanto, vem rotulado de um miúdo com muita qualidade e que dava cartas no seu anterior clube.
Tive oportunidade de comentar sobre ele no Rio de Janeiro e todos sem excepção me disseram terceiros qualidade faltando apenas perceber se tem cabeça estruturada para fazer uma boa carreira.
Essa seria porventura a minha única grande dúvida em relação a ele mas aquilo que me foi dado a ver - e não a adivinhar - foi que ninguém apostou nele e o único que o fez apostou bem.
Wendell foi talvez o melhor jogador ou pelo menos o mais influente em campo como é possível ver pela imprensa escrita de hoje - nem precisava ser eu a dizê-lo.
Wendell não precisa de ser mais veloz.
Wendel é veloz. Ponto.
Tomara o Sporting ter jogadores em barda que executem tão rápido como ele.
O burro do anterior treinador não o percebeu preferindo ocupar o meio campo com uma carrada de estáticos que se empatavam uns aos outros, alia bem à imagem daquilo que ele é como treinador, ou seja, um inútil.
Espero agora que se lhe dé a ele - e a outros com a mesma qualidade - oportunidades que só o favorece a ele e à equipa.
Farto de treinadores doutores de bola neste clube mas que não apresentam nem resultados nem soluções.
Espero que seja Keizer a mudar isso definitivamente.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 30.11.2018 às 13:44

Pepeu nao é uma questão se ser veloz mas na capacidade de explosão de reação e aí Wendel sentiu diferença e as dificuldades em se adaptar , os adversários chegavam sempre primeiro á bola que ele e piscava na intensidade que se é exigida no Sporting .
Nesse jogo contra o Maritimo vi um Wendel diferente e até o agredirem foi o nosso melhor jogador no meio campo , foi pena ter sido obrigado a parar algum tempo.

Ontem viu-se que está decidido a vingar e so ganha ele e muito a equipa.

JJ e Peseiro nunca o entenderam e puseram-no sempre de lado , espero que o Keiser puxe por ele e treine bastante a capacidade de explosão.(reação)

Ficava triste quando lia que Peseiro ja pensava dispensa-lo.
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 30.11.2018 às 11:16

Sinceramente acho que, tecnicamente, Wendel tem tudo. Tenha ele vontade e temos jogador. Essa é a minha maior duvida, a sua capacidade mental em manter-se num nivel alto
Sem imagem de perfil

De Pepeu a 30.11.2018 às 09:35

Wendell é um bom jogador, não sei se é algum prodígio até porque se o fosse não estaria com certeza em Alvalade.
Tem 21 anos e vem de uma realidade muito diferente.
Agora o que não é aceitável é perceber que sempre que entra percebesse quer em ali futebol para dar e vender e ter tido dois treinadores que o ignoraram perfeitamente.
E estamos a falar de alguém que não foi propriamente de borla.
O mesmo se aplica aos miúdos oriundos da nossa formação que sistematicamente são corridos daqui para fora para dar lugar a qualquer perna de pau que seja mais da “confiança” do treinador.
Keizer - louve-se-lhe o mérito - aparece aqui sendo alguém finalmente com uma mente aberta a descomprometida.
E não é uma questão de apostar nos jovens, mas sim, apostar nos melhores...

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo