Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Bruno de Carvalho! Que futuro?

Rampante, em 26.06.18

 

21079122_8Yywg.jpeg

 

No passado dia 23, o Sporting pela mão dos seus sócios, mostrou ao País que nada nem ninguém se sobrepõe às instituições. A Mesa da Assembleia Geral chamou os sócios a pronunciarem-se e eles acorreram de forma exemplar. Deste chamamento, resultou a destituição da Direcção num acto puro de Sportinguismo onde se destituiu com mais de 70% dos votos, uma direcção que 4 meses antes tinha tido o aval dos sócios em quase 90% dos votos naquela que até à data era a AG mais concorrida de sempre. A conclusão imediata é que os sócios do Sporting dão mais valor à ética, aos comportamentos e aos valores morais do que aos homens que os lideram.

 

Alguns actores da cena Sportinguista, dizem que o que se passou é passado e agora é tempo de olhar para o futuro, quiçá, por não quererem ser relembrados que no recém-passado juraram vassalagem aos destituídos, no entanto e pese embora eu não seja pessoa de recalcamentos, sou da opinião que ainda há assuntos do passado para serem discutidos e relembrados, pois eu não sou a favor das “acções esfregona” (esquecer tudo), sou sim a favor da responsabilização pelos actos praticados.

 

Ontem falava-se em auditorias forenses bem como outras acções, no entanto, não nos podemos esquecer que neste preciso momento já existe em andamento um processo liderado pelo CFD e é sobre esse processo que me vou focar hoje, uma vez que dele podem surgir efeitos de consequência imediata para o Sporting.

 

Que processo é este?

 

O que está em cima da mesa, é uma queixa promovida por sócios (tiveram de ser 10 no mínimo), contra a Direcção destituída (em funções ao momento da queixa). Este tipo de queixa está prevista nos Estatutos e cabe ao CFD dar-lhe seguimento.

 

O que aconteceu até agora?

 

Segundo é do meu conhecimento, um grupo de sócios entregou ao CFD uma queixa contra a Direcção por incumprimento dos Estatutos e dos deveres de sócio. Com a queixa na mão e tendo a mesma sido fundamentada, foi enviado à Direcção um pedido de pronunciação, ou seja, o CFD pediu à Direcção para se explicar e contar a sua versão dos factos. Esse pedido foi ignorado pela Direcção, uma vez que, os membros directivos não reconheciam sequer aquelas pessoas como constituintes de qualquer órgão em funções. Não havendo contra-argumentação, ao CFD não coube outra opção que não a validação da queixa promovida pelo conjunto de Sócios, e dado os factos nela explanados, resultou a suspensão imediata de todos os envolvidos.

 

Ao CFD coube ainda a tarefa de informar os sócios em apreço e estes têm 10 dias úteis para contestar a decisão.

 

O que se vai passar agora?

 

Depende. Se os sócios visados não contestarem a decisão do CFD, a mesma será efectivada e o CFD deverá pronunciar-se acerca do tempo de suspensão a cada um dos visados, sendo que, se a suspensão for superior a 1 ano, passaremos a falar de expulsão de sócio. Se os sócios visados contestarem a decisão do CFD, então o CFD terá de analisar o conteúdo da contestação, fazer ou não novas averiguações e por fim decidir sobre a manutenção da suspensão e se sim, qual o prazo da mesma.

 

Mas BdC pode mesmo vir a ser expulso?

 

SIM. Ao contrário do que muitos pensam, os Estatutos são a Pedra Basilar de qualquer instituição. A importância dos Estatutos é tão grande para uma instituição, como a Constituição é para um País e se num País não se podem fazer Leis que desrespeitem a sua Constituição, numa instituição não se podem fazer regulamentos internos que firam os Estatutos. Eles são o topo e nada nem ninguém, isoladamente, está acima deles.

 

Mas o que fez BdC para desrespeitar os Estatutos?

 

Seria mais fácil perguntar, o que não fez, mas vamos a factos. Estabelece o artigo 21º dos Estatutos os deveres dos sócios, sendo que alguns são óbvios quanto ao flagrante delito por parte do sócio BdC, tais como:

 

  • honrar o Clube e defender o seu nome e prestígio;
  • cumprir pontualmente as disposições dos estatutos e regulamentos do Clube e acatar as deliberações dos órgãos sociais e as decisões dos dirigentes;
  • aceitar o exercício dos cargos para que sejam eleitos ou nomeados e exercê-los com exemplar conduta moral e cívica e em conformidade com a orientação definida pelos órgãos sociais do Clube;
  • zelar pela coesão interna do Clube;
  • manter impecável comportamento moral e disciplinar de forma a não prejudicar os legítimos interesses do SPORTING CLUBE DE PORTUGAL, nomeadamente defendendo e zelando pelo património do Clube;
  • manter, até a Assembleia Geral respectiva, a confidencialidade das informações obtidas através do exame aos livros, contas e demais documentos, respeitando, em qualquer caso, a honra do clube, o seu nome e prestígio, bem como a sua coesão interna;

Se dos deveres de sócio, BdC, teve dificuldade em os fazer-se cumprir, dêmos uma olhadela ao artigo 28º que nos indica claramente que “São punidos disciplinarmente os sócios que cometam alguma das seguintes infracções:

 

  • desrespeitar os estatutos, regulamentos internos do Clube e deliberações dos órgãos sociais;
  • injuriar, difamar e ofender os órgãos sociais do Clube ou qualquer dos seus membros, durante ou por causa do exercício das suas funções;
  • proferir expressões ou cometer actos, dentro ou fora das instalações do Clube, ofensivos da moral pública;
  • atentar contra, prejudicar ou por qualquer outra forma impedir o normal e legítimo exercício de funções dos órgãos sociais do Clube.”

BdC, consegue coleccionar um número assinalável de actos que se revertem em infracções, sendo que o mais incrível é que ele consegue estar sob alçada de TODAS as alíneas de infracções. TODAS.

 

Ok, mas isso é motivo para expulsão de um sócio?

 

Dizem os Estatutos que as sanções (os castigos) aplicáveis podem ser: a admoestação, a repreensão registada, a suspensão e a expulsão, sendo que a sanção dependerá da gravidade dos actos. No entanto, os Estatutos também dizem que “As sanções deverão ser especialmente agravadas quando as infracções tenham sido praticadas por membros dos órgãos sociais em exercício de funções”.

 

No caso de BdC, temos um sócio em funções num órgão social, que dos 9 deveres de sócio incumpre em pelo menos 6, e que das 4 infracções sancionáveis previstas nos Estatutos, efectuou múltiplos actos puníveis por TODAS. Se isto não for motivo para expulsão, então o que teria um sócio de fazer para ser expulso? E note-se, aqui não se trata de gostar ou não do sócio BdC, aqui trata-se de cumprir ou não o que está plasmado no documento que é Pedra Basilar do Sporting.

 

E BdC ainda pode fazer alguma coisa?

 

Pode. BdC em caso de expulsão pode apelar à Assembleia Geral e solicitar que se vote ou não a sua expulsão, cabendo uma vez mais a palavra final aos sócios.

 

E as eleições? BdC pode ou não ir a votos a 8 de Setembro?

 

Depende. Ninguém neste momento pode dizer com clareza SIM ou NÃO. Existem demasiadas variáveis, desde logo, é preciso primeiro conhecer a decisão do CFD, depois saber se BdC vai ou não contestar e mesmo contestando é preciso saber se a MAG quer ou não fazer alguma AG antes das eleições.  Como eu disse, demasiadas variáveis e neste momento é tudo especulações.

 

Como nota final gostaria de dizer o seguinte. Existem vários sócios a dizer que BdC deve ser derrotado em eleições e eu compreendo esses argumentos, pois são uma tomada de posição mostrando que não têm medo perante o populista BdC. Houve até quem dissesse que só sendo derrotado em eleições se pode acabar com o “fantasma” de BdC. Uma vez mais, a um candidato eu até compreendo esse discurso, em especial antes da AG de destituição, MAS não pode ser. O Respeito pelos Estatutos é FUNDAMENTAL e se houve alguém, populista ou não, que os incumpriu então tem de se submeter ao julgamento dos mesmos. Um sócio só porque é popular não pode ter tratamento distinto. Não expulsar BdC apenas e só para o deixar ir a eleições, seria um desrespeito aos Estatutos e a todos os sócios que estão sob alçada dos mesmos. Não expulsar BdC é dar-lhe a importância que ele já não tem!

 

PS: Em relação às eleições de 8 de Setembro, acredito que BdC não irá estar presente nas mesmas por 2 motivos: 1º ele não se quererá sujeitar a novo enxovalho publico, pois são cada vez menos os seus apoiantes (com o post de ontem “matou” mais uns quantos); 2º porque por essa altura ele já estará debaixo de fogo de outros juízos, nomeadamente juízos civis e quiçá, criminais.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:45

O Sporting para lá das novelas

Rampante, em 22.06.18

 

21073920_DANqv.jpeg

 

Infelizmente o Sporting está a viver um momento que poderia dar o enredo de uma qualquer novela de qualidade duvidosa, no entanto os sócios têm de perceber que existe vida para lá das novelas a que temos assistido diariamente na TV e cujos protagonistas já todos conhecemos.

 

Para “aligeirar” o ambiente, proponho-me falar de finanças, de forma clara, simples e espero eu, ao alcance da compreensão de todos.

 

Uma das bandeiras de BdC é a recuperação financeira encetada em 2014 e relançada recentemente. Um grande feito aos olhos dos Sportinguistas que endeusaram um BdC que nunca teve a honra de admitir que a recuperação já estava desenhada antes dele assumir funções e no fundo a ele coube apenas o “papel” de assinar o documento final. A esta recuperação, muito pode o Sporting agradecer a Ricciardi que nos bastidores permitiu que a banca ajudasse o Sporting num momento em que Portugal atravessava uma crise devastadora. O mesmo Ricciardi a quem BdC sempre “beijou a mão” pela ajuda dada e que até como é publico, levou BdC a convida-lo para o seu casamento. O mesmo Ricciardi que após criticar BdC, ganhou o estatuto de inimigo publico nº1 para os Brunistas.

 

A outra grande bandeira de BdC é a recuperação dos passes dos jogadores. Um grande feito aos olhos dos Sportinguistas que endeusaram um BdC que nunca teve a honra de admitir que esta recuperação só foi conseguida graças à boa vontade da Holdimo, que aceitou 20% do Capital Social do SCP em troca de partes dos passes de 20 jogadores, onde se incluíam Cedric, Adrien e João Mário, num claro péssimo negócio para as finanças da Holdimo. A mesma Holdimo que BdC sempre viu como um parceiro amigo e que agora, após criticar BdC, ganhou o estatuto de inimigo publico nº1 para os Brunistas.

 

Goste-se ou não de Ricciardi e Sobrinho (eu não sou fã deles) a verdade é que ambos ajudaram a salvar o SCP no momento que o SCP mais precisava. BdC sabe disso, tal como sabe que foi graças a essas intervenções que ele apresentou os seus “brilharetes”. A retirada de apoio destas duas personagens foi porventura a maior perda de BdC, dai os ter atacado com toda a sua fúria e os ter colocado como “os cabeças” de um plano qualquer para tramar o SCP.

 

Mais recentemente BdC anunciou uma nova reestruturação que passava por recomprar as VMOC’s e pelo adiar do reembolso de um empréstimo obrigacionista. O que BdC nunca disse é que isto não é uma reestruturação, mas sim um resgate face à eminência da falência da SAD, senão vejamos.

 

As VMOC de forma simples:

 

O SCP tinha vários empréstimos a bancos que não conseguia pagar pelo valor de 135 milhões de euros. Como o SCP não podia pagar, fez-se um acordo onde se estabelecia que o SCP tinha até 2026 (após adiamento em 2014) para pagar a divida. Para os bancos este era um risco, pois bastava que as acções estivessem a menos de 1€ para perderem dinheiro, no entanto entre isso ou não receber nada, mais valia assumirem o risco. Ora, recentemente BdC anunciou a recompra das VMOC por cerca de 40,5 milhões após negociação com os bancos. O que ninguém perguntou é: se ainda faltam 8 anos até ao fim do prazo, porque aceitam os bancos vender já, perdendo assim 94,5 milhões de euros. Ou seja, por cada 1000€ emprestados ao Sporting, os bancos só vão recuperar cerca de 300€. Este é um negócio que aos olhos de qualquer pessoa parece altamente lesivo para os bancos e tendo em consideração que os bancos são entidades financeiras que visam o lucro, apenas encontro 2 possíveis justificações; os bancos acreditam que em 2026 as acções valerão menos de 30 cêntimos cada uma, ou os bancos acreditam que o SCP SAD está em sério risco de insolvência e como tal preferem receber já alguma coisa, do que não receberem nada no futuro. TODAS as outras justificações que têm vindo a publico são simplesmente incongruentes.

 

O reembolso do Empréstimo Obrigacionista

 

Obrigações são empréstimos que entidades não bancárias fazem às sociedades, ou seja, são empréstimos onde o dinheiro provem de fundos de investimento e de pessoas particulares. Por norma são considerados investimentos relativamente seguros e com uma boa rentabilidade. São bons para as sociedades porque conseguem empréstimos de dinheiro a menor custo do que se fosse através da banca e é bom para os investidores que ganham juros superiores aos depósitos ditos tradicionais. Estes empréstimos são altamente analisados pela CMVM e pelos bancos emitentes por forma a estabelecer um nível de risco que é comunicado aos potenciais investidores. São estas análises que dão segurança a este tipo de investimentos e por isso é altamente anormal que ocorra um incumprimento ou um atraso no reembolso. Pois, o SCP atrasou o reembolso, e porquê? Porque não tinha dinheiro para pagar.

 

Ao se confirmar que não havia dinheiro para pagar o empréstimo, BdC veio anunciar que a causa era porque o SCP pagava sempre os empréstimos em Novembro. Pura demagogia. Nenhuma sociedade séria entra em eminente incumprimento apenas e só por uma questão de datas, o real motivo é sempre o mesmo, falta de dinheiro. Foi feita uma assembleia de obrigacionistas e BdC veio a público, de forma triunfante, mostrar que tinha sido adiado o reembolso, ou seja, os obrigacionistas apoiavam-no. Pura, pura mentira.

 

Tal como os bancos, os obrigacionistas (entidades e pessoas que procuram lucrar) viram-se na eminência de não receber nada, por isso acederam ao adiamento, pois assim pode ser que ainda tenham hipótese de receber alguma coisa. A questão é que muitos obrigacionistas não acreditam que o SCP consiga cumprir em Novembro e por isso, tal como os bancos fizeram com as VMOC’s, eles estão a vender as obrigações ao desbarato, sendo que ao dia de hoje há obrigacionistas que aceitam perder cerca de 15%, isto é, por cada 1.000€ investidos, há quem aceite recuperar já 850€, assumindo 150€ de perda mais os juros que ia ganhar. Haver quem aceite perder dinheiro num empréstimo obrigacionista quando estamos apenas a 5 meses do seu vencimento é extremamente preocupante.

 

O futuro

 

Sejamos honestos. Com ou sem BdC o futuro financeiro do SCP SAD é negro, muito negro. Todos os credores (bancos e obrigacionistas) estão neste momento a aceitar ter perdas em troca de não ter mais relações com o SCP. A CMVM não deixa, e dificilmente deixará, o SCP emitir novas obrigações sem que existam garantias de terceiros. O auditor externo (PWC) alerta para o risco eminente de falência da SAD. E para piorar, a sociedade vive uma guerra interna. Uma autêntica tempestade perfeita.

 

Com ou sem BdC, o SCP só sobreviverá se existir alguém que dê a mão ao SCP, tal como fizeram os mal-amados Sobrinho e Ricciardi em 2014.

 

O que será melhor para o futuro do SCP? Com ou sem Bruno de Carvalho?

 

Deixo ao leitor tomar essa decisão, com base nos dados que expus acima, no entanto eu pessoalmente jamais investiria 1€ com BdC no comando. Além de todos estes alertas que a banca e os obrigacionistas nos enviam, BdC mente aos investidores e não só. Não acredito que existam investidores neste momento com coragem de colocar dinheiro nas mãos de BdC, e a história indica isso mesmo. BdC prometeu em 2013 investimentos Russos que nunca se concretizaram, em 2014 prometeu um novo investidor em comunicado à própria CMVM e o mesmo nunca apareceu e agora mais recentemente ainda se lançaram noticias acerca de um possível investidor chinês (?), mas rapidamente a notícia arrefeceu dado que a mesma não recolheu qualquer credibilidade. Assim pergunto: sem investimento externo, sem crédito por parte da banca e sem possibilidade de obter empréstimos obrigacionistas como pensa BdC financiar o SCP? Será que vai “dar o barrete” a todos os credores e tentar gerir o SCP com as receitas do Clube? Receitas essas que não chegam sequer para as modalidades quanto mais para o Futebol sénior?

 

Negro, muito negro.

 
Nota final: a falta de liquidez do SCP é evidente, não só pelo adiamento do reembolso das Obrigações mas também pelo que tem vindo a publico, tal como o incumprimento de alguns pagamentos. A situação tende a piorar, pois estamos num período em que não existem receitas imediatas e a venda de jogadores ficou "suspensa" com as rescisões. Acredito e antevejo que a reunião de amanhã com os funcionários seja mesmo um "aviso à navegação" acerca de possíveis incumprimentos de pagamento de vencimentos, onde BdC tentará uma vez mais passar a responsabilidade para outros que não ele próprio. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:05

 

21071390_NHPpN.jpeg

 

Os antigos costumavam utilizar uma expressão... “e ele há lá coisas do arco-da-velha”, sempre que se queriam referir a algo inusitado, extraordinário ou que lhes causasse perplexidade. Pois bem, eu nestes dias trouxe de volta essa expressão ao meu vocábulo e tenho-a repetido frequentemente, tal o número de vezes que tenho ficado perplexo, quase sem palavras.

 

Neste momento perguntarão os leitores; o que raio causará tal perplexidade?

 

Pois bem, é ver um homem feito, no auge dos seus 46 e perto dos 100kgs, dar cambalhotas atrás de cambalhotas, dias e dias seguidos, numa actuação constante e sem pausas. Um autêntico artista de circo que actua no centro do palco, e à sua volta, um conjunto de macaquinhos amestrados, ora aplaudindo, ora imitando os brilhantes exercícios de ginástica. Extraordinário!

 

Bruno de Carvalho passou um mês a gritar para quem o quisesse ouvir, a escrever para quem o quisesse ler, que a MAG (demissionária ou não) não existia. Insistiu e bracejou, convocou inúmeras vezes a comunicação social a Alvalade, para repetir o mesmo de sempre, que a AG do dia 23 era ilegal, que não ia existir, que era uma fantochada, um encontro de sócios sem significado, enfim, algo a que os verdadeiros Sportinguistas não deveriam dar importância.

 

Disse-o ele alto e a bom som, do centro da sua arena. E os macaquinhos… imitaram-no.

 

Confrontado com a justiça, não vergou. A acreditar nas suas pérfidas palavras, fez sim foi o favor de permitir que o encontro ilegal de sócios do dia 23 se realizasse. Daria todos os meios para satisfazer os caprichos de um único sócio, mas os verdadeiros Sportinguistas que não se preocupassem, pois a agora já chamada AG do dia 23 era ilegal, sem valor, desprovida de significado, tanto mais que no dia 18 iriam cair tantas e tantas providências cautelares que terminariam de uma vez por todas com esta brincadeira.

 

Disse-o ele alto e a bom som, do centro da sua arena. E os macaquinhos… imitaram-no.

 

Dia 18 chegou e com ele o auge do espectáculo… as cambalhotas intermináveis do Bruno e seus macaquinhos.

 

De um momento para o outro, a Assembleia Ilegal que não ia existir, que não passava de uma fantochada e de um encontro de sócios sem valor, passou a ser tema central… importância fulcral que levou mesmo à necessidade de iniciar uma campanha como se de eleições se tratassem, e há falta de melhor, reciclam-se expressões de campanha brasileira para dar mote à palhaçada.

 

Os macaquinhos aplaudem, excitam-se perante tão extraordinária cambalhota.

 

Os dias passam… e apesar da certeza que a AG do dia 23 não se vai realizar, graças às providências cautelares interpostas pela extraordinária Mestre Catedrática de Direito (não foi nenhum taberneiro porque isto do Direito não é para todos) a campanha continua e até se tem tempo de convocar um debate para discutir assuntos acerca de uma AG ilegal, que não se vai realizar. Um frente a frente, tendo como convidados uns sócios que assumem putativas funções.

 

E os macaquinhos aplaudem, excitam-se e alguns até ejaculam… felicidade… perante tão extraordinária cambalhota.

 

E eu, sentado no meu camarote, perplexo porque afinal o Artista e seus macaquinhos levam a sério algo que não se vai realizar, algo que é ilegal e desprovido de valor, e repito vezes sem conta “e ele há lá coisas do arco-da-velha”!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:15

Até se comem uns aos outros !

Rampante, em 18.06.18

 

21067778_ACClk.jpeg

 

Independentemente de se gostar ou não de Bruno de Carvalho, penso que qualquer pessoa inteligente consegue perceber que neste momento só está a prejudicar o Sporting, e que é imperativo ele sair se queremos salvar o que ainda resta do clube. Todos os “amigos” dele, mais ou menos notáveis, foram percebendo isso dai ele ficar praticamente isolado.

 

Um problema (mais um) de Bruno de Carvalho, é que vê como traidores aqueles que com ele não concordem, mesmo que, esses “novos traidores” durante anos tenham sido seus amigos. São pessoas inteligentes, que facilmente percebem que o melhor para o Sporting e para o próprio Bruno de Carvalho, seria um afastamento temporário.

 

Face a este comportamento (autodestrutivo), os únicos que o rodeiam são advogados de qualidade muito duvidosa (que chamam taberneiros aos demais colegas de profissão e que depois apagam o post quando a justiça lhes dá a derrota), pessoas de interesse económico (que perderão o “tacho” com a saída de Bruno de Carvalho) e adeptos que por motivos desconhecidos, são desprovidos de opinião própria e de alguma inteligência.

 

Sobre estes últimos, é penoso ver o trabalho que têm ao percorrer “toda a Internet” para dar vivas a todas as notícias acerca de Bruno de Carvalho e lançar provocações a todos os que, por mínimo que seja, se mostrem racionais e peçam a destituição de Bruno de Carvalho. Aliás, o nosso Camarote Leonino tem sido alvo privilegiado destes acéfalos, que mesmo sabendo que os seus comentários não serão públicos, gastam tempo das suas vazias vidas, a escrever mensagens e ameaças.

 

Além do trabalho que estes acéfalos têm nos blogues dos outros, existe ainda um número considerável que controla os seus próprios espaços, como blogues pessoais e páginas do Facebook, criadas com o objectivo único de transmitir a palavra da propaganda, qual seita religiosa de vão de escada. Ora, a seita este fim de semana começou a lançar a ideia que haveria uma recolha de procurações a fim de concentrar votos.

 

Rapidamente o boato passou a destaque, colocando-se print-screens da dita publicação, fazendo-se chamadas de atenção a Bruno de Carvalho e sua Judas para que os mesmos tomassem medidas e viessem a publico desmascarar mais este estratagema dos inimigos.

 

Num ápice, o assunto assumiu proporções deveras desmesuradas e as provocações e ameaças começaram em catadupa, havendo mesmo quem jure morte à autora. Além do mais, já foi urdida uma teia de histórias que ligam esta situação ao aviso do suspenso presidente acerca da forma como se “martelam” votações.

 

Tudo isto poderia até não ter interesse, mas não. Isto é no mínimo, divertido! Porquê?

 

Porque o ódio destes acéfalos é tão cego que assim que lhes cheira a sangue eles atacam, tudo e todos, mesmo que seja o próprio dono… estes acéfalos são tão desprovidos de inteligência que nem procuraram saber quem era a “carinha laroca” por trás daquele “ajuntamento” de procurações para votar. É que se tivessem perdido dois minutos que fosse, tinham percebido que se trata de uma pessoa que defende acerrimamente a permanência de Bruno de Carvalho

 

Gostava agora de saber como vão “descalçar a bota” de terem passado dias a provocar, a ameaçar e a dizerem que isto era ilegal… no entanto, como acéfalos que são, não vão haver justificações sendo que o mais certo é apagarem os posts o mais rápido possível e lá para quarta-feira, fazerem um novo a apelarem às tais procurações, dando assim mais uma cambalhota nos seus argumentos e valores, bem à moda do seu messias.

 

P.S.: Curioso um post de Bruno de Carvalho a dizer como se “martelam” votações… É que ele até se esquece que Jaime Marta Soares foi a sua escolha para a mesa, quererá ele dizer-nos alguma coisa?

 

EDIT: Curioso ou não, após esta publicação já vi algumas reacções (leia-se, posts apagados). E nem foi preciso esperar por quarta-feira para a cambalhota, dado que novos posts foram feitos fazendo referência à "grande leõa" e a incentivar à dávida de procurações entre "amigos" para que os que não se possam deslocar, possam dar o seu contributo à causa. Não fossem tão ridiculos, isto até tinha piada... mas o pior... o pior é que esta gente também vota!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:45

As rescisões e a mentira da Propaganda Brunista.j

 

Desde que começou a trilhar o seu caminho com vista à possibilidade de Presidência no Sporting, Bruno de Carvalho tem utilizado, com elevada competência, uma ferramenta que muitos julgavam ultrapassada: a Propaganda.

 

Ainda na escola, ao estudar o Estado Novo, o regime Nazi e outras ditaduras, o que é comum em todos os alunos, é a estupefação de como era possível "enganar" as massas através de informação claramente trabalhada para funcionar em favor de regime em causa. Ainda hoje, qualquer pessoa fica "estupidificada" ao ver que ditadores como os que governam a Coreia do Norte e a Venezuela conseguem manipular as massas de forma tão primária, com recursos a estratagemas que são demasiado evidentes.


Perante estes exemplos, o comentário principal face à aceitação generalizada das massas, é que são invariavelmente povos iletrados, desesperados, fechados, sem conhecimento... ignorantes que aceitam tudo o que lhes dão de "comer" sem visão e espírito critico.


Pois bem, Portugal no geral e os Sportinguistas em particular NÃO são iletrados e muito menos ignorantes, então como é possível que aceitem a propaganda que BdC lhes deu a "comer" durante anos, e ainda dá?


Primeiro, porque os Sportinguistas estavam desesperados e depois porque ele sabe muito bem que a grande maioria não tem conhecimentos profundos sobre grandes temas da atualidade. Juntando a isto, BdC inovou no estilo da propaganda e ao invés de andar a colar cartazes com a sua cara, fez o que tinha de fazer: adaptou-se aos Tempos Modernos. Tempos estes em que uma pessoa vê uma noticia na NET e acredita, sem antes confirmar se a noticia foi escrita por uma sátira ou se é verdadeira.

 

Aliás, os próprios media deixam-se levar vergonhosamente por estes Tempos Modernos, basta relembrar o caso que foi noticiados há uns anos, em que se dizia que o líder Norte Coreano teria dado o seu tio de comer aos cães como punição, uma noticia que foi abertura de telejornais por todo o Mundo.

 

O que ninguém disse mais tarde, foi que essa noticia tinha sido "fabricada" por um comediante chinês. Mas não interessa, pois a semente já estava lançada e nestes Tempos Modernos o que fica para memória é o primeiro impacto e não a verdade. Bruno de Carvalho tem sido um mestre a jogar no tabuleiro da Propaganda.

 

Propaganda à Bruno de Carvalho

 

Bruno de Carvalho faz funcionar a sua propaganda com base em pessoas e empresas que antecipam notícias 'bomba', muitas vezes falsas. Faz enraizar estas noticias no sub-consciente das pessoas e posteriormente em comunicados e/ou conferências "toca ao de leve" nos temas por forma a dar credibilidade a essas "noticias", sem no entanto se colar às mesmas para que mais tarde não o possam acusar de ter sido ele o "instigador". 

 

Quem circula por determinados blogs e/ou determinadas páginas de Facebook, já se apercebeu que antes de qualquer conferência, surge sempre um artigo "bombástico" que por "mero acaso" até é posteriormente "abordado" por BdC nas suas missivas.

Exemplos da Propaganda Brunista


A lista é extensa, mas uma situação "curiosa" teve a ver com o Dr. Frederico Varandas, em que no dia da sua rescisão apareceram logo informações pela NET acerca das suas relações pessoais tentando colar-lhe a imagem de "croquete" e "desertor".

 

Propositadamente e numa conferência de imprensa que nada tinha a ver com este tema, Bruno de Carvalho forçou a inserção deste tema durante o seu discurso e com isso deu credibilidade a essas mesmas informações que horas antes tinham começado a circular.

 

As rescisões e a mentira da Propaganda Brunista

 

Face à longa introdução que aqui fiz, penso que é claro para todos o que é e como funciona a Propaganda Brunista, pelo que agora será mais fácil mostrar-vos as mentiras que BdC tem feito espalhar (e que muitos acreditam) à custa da sua Propaganda:


1 - O Sporting não arrisca entrar em insolvência pois os jogadores são da formação e estão contabilizados a zero nos ativos.


Mentira, pois mesmo que só tivessem saído jogadores da formação (que não é o caso), haveria sempre que contabilizar as possíveis indemnizações aos jogadores, tal como mandam as normas financeiras (prudência) e logo ai o Sporting CP ficaria com C. Próprios negativos.


2 - Jorge Mendes quis uma comissão de 40% sobre Rui Patrício (7 Milhões).


Mentira. Dado que BdC se "tinha armado em esperto" nas renovações dos jogadores e "tentou fugir" às comissões contratualizadas, Jorge Mendes obviamente fez o que qualquer pessoa faria (um encontro de contas). Os 4 milhões por Adrien já estavam contabilizados nas contas do Sporting CP depois do caso Doyen (BdC já tinha assumido a derrota). Aqui a diferença é que Jorge Mendes não recorreu aos tribunais como a Doyen, optando antes por esperar e acertar contas num futuro negócio.


3 - O que aconteceu em Alcochete é "normal" e não é motivo para rescisão.


Mentira. Por muitos exemplos que passem de casos que aconteceram noutros locais, o que aconteceu em Alcochete é único e devia ser tratado como a anormalidade que é. Muito mal vai a sociedade e principalmente os Sportinguistas se o considerar que é apenas um caso entre muitos. Em relação às rescisões, relembro que em todos os outros casos conhecidos, a direção SEMPRE apoiou os jogadores, aproveitando até para "enraizar" a união. A direção do Sporting não só ignorou o evidente sofrimento dos jogadores, como ainda os responsabilizou.


4 - As rescisões em causa vão ser favoráveis ao Sporting, senão o Mundo do Futebol ficava subvertido.


Mentira. Se os outros clubes estivessem preocupados, já se teriam colocado ao lado da Direção do Sporting. Os outros clubes sabem que o que se passou é distinto e não receiam impactos futuros nos seus ativos. Além do mais, NENHUM tribunal que julgue questões laborais estará preocupado com o impacto futuro nos ativos de outras sociedades que não aquela em apreço.

 

5 - Os jogadores não têm razão e eles sabem disso.


Mentira. Os jogadores estão convictos da sua razão, senão não arriscariam as suas carreiras desta forma, simplesmente não o expõem publicamente como Bruno de Carvalho faz. Eu pessoalmente, duvido muito que algum tribunal não dê razão aos jogadores, quer pelos motivos apresentados, quer por outros casos conhecidos.

 

6 - O Sporting terá um plantel competitivo no próximo ano, com os jogadores atuais.


Mentira. Esta propaganda começou a circular ontem e BdC no seu discurso, deu-lhe voz. É verdade que o Sporting possui quase 100 jogadores, mas não são jogadores preparados para lutar por um 1º lugar na Liga, senão não andavam emprestados a clubes da 2ª liga. Aliás, muitos deles, fazem parte da equipa que desceu de divisão (Sporting B). É com estes que BdC conta ir à UEFA? Ganhar a Taça de Portugal? Ganhar o campeonato? 

Por fim e porque o texto vai longo deixo a MAIOR mentira:


Os jogadores quando perderem vão ter de indemnizar o Sporting pelo valor das cláusulas de rescisão.


MENTIRA... MENTIRA... MENTIRA!


1º Ninguém pode garantir que os jogadores perdem as causas (muito pelo contrário);


2º Se assim fosse, BdC não estaria preocupado, mas sim feliz, pois tinha acabado de sair a lotaria ao Sporting. É que só nestas rescisões estão quase 300 milhões em cláusulas, valor que o Sporting jamais faria com a venda dos jogadores. Sou o único a ver esta incongruência em BdC?


3º Se o jogador perder em tribunal, ele NÃO tem de indemnizar pelo valor da clausula. No máximo será pelo valor dos seus ordenados até ao fim do contrato. Ou seja, ao contrário do que diz a propaganda Brunista, mesmo que o Sporting ganhe em tribunal, PERDE imenso em termos financeiros.

Pelo Sporting!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds