Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

 
Não é que eu tenha soluções concretas para sugerir, mas é por de mais óbvio que algo terá de mudar com a Taça da Liga se é que se pretende que esta sobreviva, de modo a satisfazer as ambições dos clubes e a atrair o apoio dos adeptos. 
 
A prova surgiu por proposta do Sporting e do Boavista em 2006, foi aprovada por unanimidade por todos os clubes profissionais nesse mesmo ano e foi inaugurada na época de 2007/08. A ideia original era de criar um maior número de jogos oficiais e tirar proveito das receitas daí provenientes. Inicialmente conhecida como "Carlsberg Cup", mudando posteriormente para "BWIN Cup" e, agora, simplesmente "Taça da Liga".
 
Acontece que por razões várias - entre estas a ausência de credibilidade competitiva - a prova tem sofrido diversas alterações ao longo dos anos visando melhorar o seu nível competitivo e atrair um maior número de adeptos aos recintos. Se os jogos mais recentes são de facto indicativos do real estado das coisas, os objectivos delineados não estão a ser atingidos, aliás, muito indica que a prova cada vez mais afasta-se desses objectivos.
Temos, como exemplo, a 2.ª jornada da edição em curso, em que o jogo em Alvalade entre o Sporting e o Marítimo foi assistido "in loco" por somente 11.300 estectadores, o Benfica-Leixões, no Estádio da Luz, por 10.000, e o FC Porto-Penafiel, no Dragão, por 12.500 espectadores, a pior assistência da época para o clube do Norte e a quarta pior de sempre. E isto, ao que concerne os chamados "grandes", dá para imaginar os restantes.
 
Pelos factos à vista e sob pena da competição deixar de ter qualquer interesse, torna-se urgente rever o formato desta Taça. É evidente que uma das incontornáveis razões para este declínio é de carácter económico, dado o estado em que o País se encontra, mas também não contribui, minimamente, que os clubes considerem a prova como uma não prioridade e recorram a equipas de segunda linha, com jogadores menos rodados no campeonato. O adepto antecipa essa disposição e decide que não vale a pena o incómodo e a despesa para sair de casa.
 
Praticamente todos os países da Europa promovem uma Taça do género e, perante este cenário, parece-me importante manter a competição em prol da imagem e da reputação do futebol português, mas além de incrementar um patrocínio de modo significativo, a importância competitiva, tanto para os clubes como para os adeptos, tem forçosamente de ser melhorada substancialmente para viabilizar a sua sobrevivência.
 

publicado às 16:18

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Fernando Albuquerque a 17.01.2014 às 12:01

Prezado Amigo Rui Gomes

Ontem não tive possibilidade de comprar o DN , pois já estava esgotado no local onde me dirigi.

Sobre este assunto, das assistências, vi o jogo do SCP e aquele que se disputou na Capela da Luz. No nosso jogo o comentador mais uma vez estava mais preocupado com os 11.000 assistentes do que o desenrolar do jogo, onde o SCP fez 30 minutos de muito bom nível. Depois do nosso golo não gostei tanto da nossa exibição.

Em relação ao outro jogo verifiquei que estava muita pouca gente e o comentador de serviço nada comentou sobre a pouca assistência. Isto para mim não tem qualquer significado, pois a Taça Lucilio Baptista apenas serve para justificar os 4 milhões (!) de euros pagos a quem no seu currículo tem a conquista de várias.
Quanto a mim não se justifica a continuação desta Taça que só dá prejuízo aos clubes. Se é para observar novos talentos , o que eu vi no SCP apenas o Carlos Mané sobressaiu com uma exibição de luxo, pois os outros que não jogam regularmente, devem continuar mais uns tempos no Banco, pois não mostraram que são melhores que os habituais titulares. Atenção que falo de 11 + os habituais suplentes, pois tanto o Victor como o guarda-redes, fazem parte desse lote.

Sobre o jogo da Capela da Luz, estava á espera de ver os 5 génios, mas afinal só jogou um e que me parece um excelente jogador. Para se ganhar ao Leixões teve de entrar a artilharia pesada, pois aqueles que estavam a jogar são muito maus para quem tantas ambições,

O que eu fico danado é com a forma como nos tratam, pois os seguidores vermelhos branqueiam sempre a verdade e fazem sempre por denegrir a nossa imagem.

Um abraço Fernando Albuquerque
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.01.2014 às 13:10

Caro Amigo,

No entanto, um dos problems é que já somos um dos campeontos com menos jogos devido às 16 equipas e sem a Taça da Liga, assim que se ficar eliminado da Taça de Portugal, não há mais nada.

A cometição tem de ter um formato diferente e tem de existir maior incentivo para os clubes.

Abraço

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo