Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

Nada de novo nesta história, dado que se repete anualmente, apenas os números mudam mediante os contratos celebrados entre a English Premier League e a respectiva cadeia televisiva.

 

O Chelsea embolsou 173,5 milhões de euros relativos a direitos televisivos e prémio por vencer esta temporada a Premier League. Este valor é superior em quase dois terços em relação ao seu antecessor, o Leicester, uma vez que os blues beneficiaram de novos acordos televisivos. O Sunderland, que desceu de divisão, embolsou, ainda assim, 107,5 milhões de euros -  2,6 vezes mais do que o Benfica, campeão português, que encaixou cerca de 40 milhões.

 

futebol_nevoeiro_televisao_foto_gregorio_cunha_lus

 
Os direitos comerciais e de transmissão internacional do campeonato inglês são divididos em partes iguais, garantindo a cada clube 45 milhões de euros. Metade dos proveitos com as transmissões em Inglaterra é igualmente dividida entre os 20 clubes, nomeadamente 40,5 milhões de euros. Um quarto do valor é distribuído mediante a posição final da equipa e o outro quarto depende do número de vezes que o jogo do clube é exibido na televisão nacional.

Estas regras explicam porque é que o Manchester City e o Liverpool receberam mais dinheiro do que o Tottenham, apesar deste ter sido vice-campeão.

 

publicado às 05:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


16 comentários

Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 02.06.2017 às 10:12

Como explicar que o último classificado em Inglaterra recebe mais que o campeão português?!? Dizer que este é o resultado de uma filosofia de distribuição de receitas, que a transforma na melhor liga do mundo.
As pessoas que falam apenas da dimensão do pais Inglaterra enganam-se, pois houve essencialmente um projecto em 1992 com a criação da Premier League, já que nessa altura o campeonato inglês não era o mais rico e competitivo do mundo, como é hoje em dia.
Imagem de perfil

De Lusitanian Express a 02.06.2017 às 10:20

São realidades incomparáveis, tem pouco a ver com filosofia de distribuição de receitas. A Inglaterra tem cinco vezes mais população (público consumidor) que Portugal, o seu PIB, por alto, é dez vezes superior ao nosso. Está aqui a explicação.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 02.06.2017 às 12:34

A Alemanha, França, Itália têm mais ou menos a mesma população, mas vendem pior o produto... a forma como a Premier League está pensada é que atrai os investimentos que permitem serem a melhor liga do mundo!
Sem imagem de perfil

De Cicero a 02.06.2017 às 16:17

O futebol não tem tanta expressão nos paises que citou como no RU, basta ver a distribuição de adeptos locais com os clubes locais.
Sem imagem de perfil

De Gabarito a 02.06.2017 às 16:13

Pode até ter uma parte de razão mas o motivo principal é a diferença de um mercado de consumidores de 65 milhões de pessoas e de um com 8 milhões.
Deem-lhe a volta que quiserem, com organização diferente ou não os numeros da diferença são estes.
Sem imagem de perfil

De Pois a 02.06.2017 às 11:32

E não esquecer a internacionalização da liga inglesa para o estrangeiro.
Que país desenvolvido quer comprar os direitos de uma liga em que um presidente cospe noutro.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 02.06.2017 às 11:35

Sim, de facto ninguém quer ver uma liga onde um presidente permite que trafiquem droga no clube, deve milhões a um banco (que irão sair do bolso de todos nós) e que esteja a ser investigado por esquemas de lavagem de dinheiro.
Sem imagem de perfil

De Oceano Vermelho a 02.06.2017 às 13:21

Barcelona
Real
Marselha
Milan
Inter
Juventus

Hello?
Sem imagem de perfil

De lol a 02.06.2017 às 13:39

Mike, mete mais cuspe nisso, mas não te "escupas" todo!
Sem imagem de perfil

De João Fialho a 02.06.2017 às 16:23

Se o presidente a que se refere é o protagonista dessa permissão porque razão não está detido, se tem duvidas porque não se identifica como cidadão e assume o processo judicial referente á acusação que faz?
Mesmo assim pode não estar livre... Certifique-se que não é apenas um cuspidor.
Sem imagem de perfil

De Francisco Maria a 02.06.2017 às 17:07

Mas ele, o Mike Portugal, era lá capaz de dar a cara e nome e ir a tribunal acusar alguém como faz aqui.
No segredo cobarde do anonimato todos são valentes e corajosos, convencidos que não podem responder por difamação.
Até um dia.
Sem imagem de perfil

De Francisco Maria a 02.06.2017 às 17:10

Assuma-se, avance para Tribunal contra o homem e leve todas as provas que fundamentam essas acusações!
Não seja cobarde só porque julga que o anonimato o protege!
Ande lá mostre de que fibra é feita a sua "coragem"!
Sem imagem de perfil

De António Barros a 02.06.2017 às 17:33

Aqui não há anonimatos. Um juiz de instrução pode sempre exigir ao ISP os dados de localização e mac adress entre outros de quem estaria a usar um dado IP na origem de algum comentário, depois o resto é fácil.
Sem imagem de perfil

De Francisco Maria a 02.06.2017 às 18:43

Eu sei e por isso escrevi "julga que o anonimato o protege".
Sem imagem de perfil

De João Carvalho a 02.06.2017 às 21:50

Já aqui expliquei o assunto mas volta a mentir. Por isso para além de mentiroso é mal intencionado!
O processo BPN já acabou há 2 semanas, como a CS anunciou, com a condenação de 12 arguidos entre os quais o dono e presidente do banco. Não consta que Vieira estivesse entre os arguidos, por isso nunca podia estar entre os condenados, nem teve nada a ver com esse processo.
Só foi arguido em 2009 quando o processo começou a ser investigado mas logo saiu dessa condição.

Há pessoas sem carácter, cobardes e muito mal intencionadas que gostam de atirar porcaria para cima de outras pessoas, talvez por possuirem uma vida triste e cheia de frustrações.
Sem imagem de perfil

De Juskowiak a 02.06.2017 às 14:39

Daí não me causar estupefacção alguma que Marco Silva tenha preferido um pequeno de Inglaterra a um grande de Portugal, com acesso direto à Champions: além do charme da Premier League que o nosso campeonato nunca terá, provavelmente o ordenado que o Watford lhe ofereceu supera largamente a proposta do Porto, e quando se olha para os números o interesse desportivo passa para 2º plano.

Não temos hipótese, nenhuma, de competir com os grandes campeonatos, seremos sempre um país periférico e exportador no futebol.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo