Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

400.gif

 

Este resultado fica-se a dever a três factores principais:

 

1.º Apesar do controlo de bola numa grande parte do jogo, houve muito pouco esclarecimento por parte do Sporting no último terço do terreno e alguns desperdícios flagrantes. Excesso de dependência em André Carrillo, muito embora Bryan Ruiz tenha equilibrado as transições ofensivas enquanto teve condição física para tal;

 

2.º Péssima arbitragem com influência directa no resultado. O golo do CSKA poderá ou não estar em fora de jogo, mas houve pelo menos duas grande penalidades que ficaram por assinalar;

 

3.º Pela positiva, o grande Rui Patrício que defendeu uma grande penalidade e teve outra intervenção decisiva aos 78'.

 

ng5B84CD54-BD85-40A8-905D-3B9A3434A263.jpg

Como já era esperado, o CSKA Moscovo apostou exclusivamente no contra-ataque, com o jogador da Costa do Marfim, Doumbia, a ser um terror constante para a defesa leonina, assim como o nigeriano Musa. Surpreendeu-me Jorge Jesus não ter efectuado nenhuns ajustamentos para não permitir o um a um. O golo russo, pese o possível fora de jogo, surgiu precisamente pelo veloz Doumbia.

 

Continuamos com as já conhecidas dificuldades no corredor central. Embora Carrillo tenha exagerado em algumas ocasiões, a pouca penetração que o Sporting conseguiu, foi por seu intermédio. O excelente golo de Slimani deve-se precisamente à criatividade e penetração do avançado peruano. Martins e Carlos Mané tentaram contribuir nesse sentido, mas fica a ideia que Jorge Jesus tardou (75') com as substituições. Alberto Aquilani estreou-se de "leão ao peito" e aparenta ter dado alguma estabilidade ao meio campo.

 

ng620E45EB-0971-4EFD-B63B-C5D2AB8B7A71.jpg

Por fim, uma afirmação que eu antecipo que não vai ser bem recebida por todos: Teo Gutiérrez teve bom aproveitamento no primeiro golo do Sporting - muito pela tenacidade de Bryan Ruiz que conseguiu o passe apesar de estar a ser pressionado por um defesa - mas continua a não me convencer. Duas ou três jogadas em que recebeu a bola na área em posição muito perigosa e não executou e/ou não soube controlar o esférico. Na sua presente forma, o Sporting quase que está a jogar com um homem a menos. Vale o que vale, é a minha opinião.

 

 

Nota: Quatro jogadores do Sporting viram o cartão amarelo: Gutiérrez (23'), Jefferson (26'), João Pereira (47') e Slimani (56').

 

publicado às 03:55

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Petinga a 18.08.2015 às 23:03

Os destaques positivos sao para Naldo, Carrillo (porque é de facto quem tem mais capacidade de abanar o jogo) e Aquilani (agradável surpresa e foi para mim quem marcou a 2a parte).
Slimani falha de facto montanhas de golos, mas tem aquela dedicacao e o condao de estar quase sempre lá. Gelson nao engana - jogar um jogo desta importancia daquela forma é notável para um jovem.

No resto, é evidente que a diferenca entre as duas equipas é muito ténue. Daí esta ser uma eliminatória muito equilibrada e que nao se vai decidir por muitos golos. Acho vantajoso termos um Sporting que sabe que nao pode nem deve ir jogar para o 0-0 e um CSKA que "a priori" também nao pode entrar jogando no contra-ataque se está em desvantagem na eliminatória.

Nota para a forma como JJ mexeu bem desmontando o 4-4-2 para 4-2-3-1 e reforcando com isso o meio-campo. Negativa para o muito espaco que foi dado ao adversário após a recuperacao de bola (e para as perdas em passes ridículos, em zonas do campo onde tal pode ser fatal!).

Teo nao fez um jogo por aí além mas já se tornou obviamente o ódio de estimacao do autor do post... olhe que o cachopo ainda nao está nas melhores condicoes físicas

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds