Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

UZU6TD3N.jpg

 

Tem sido pedido por vários dirigentes e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) decidiu aceder ao pedido. Os jogos do campeonato nacional vão contar com vídeo-árbitro (VAR) já na próxima época. Os custos desta medida serão suportados pela FPF, que irá gastar cerca de dois mil euros por jogo.

 

Este será, no entanto, um período de testes. Ao contrário do que aconteceu no Espanha-França, jogo particular em que foram utilizadas as novas tecnologias, a equipa de vídeo-árbitros não estará numa carrinha no exterior do estádio mas sim, num centro criado para o efeito na Cidade de Futebol. Nesta fase de testes, só poderá ser dada uma indicação para dentro de campo quando os técnicos têm a certeza absoluta que a decisão do árbitro principal seja errada.

 

img_FanaticaBig$2017_05_04_09_11_46_1259688.jpg

Serão 306 os jogos que vão contar com as novas tecnologias, que permitem ajudar, com o uso de imagens televisivas, a equipa de arbitragem a decidir bem em situações de dúvida durante o jogo.

 

Como já referi em outros textos, sou totalmente contra a implementação do vídeo-árbitro. Não vale a pena reiterar as minhas razões para o efeito, salvo sublinhar que acredito que vai ter um impacte negativo na fluidez do jogo muito além do que é agora antecipado por todos aqueles que consideram a medida como a solução ideal para todos os males de arbitragem no futebol. Além do mais, especialmente em Portugal, tendo em conta a mentalidade tanto de dirigentes como de adeptos, decisões controversas e a respectiva polémica mediática não irão desaparecer, pelo contrário. Como foi referido num outro texto, no futebol português "um empate ou uma derrota é sempre culpa do árbitro e de uma conspiração”. A partir da próxima época, é só uma questão de adicionar o vídeo-árbitro a esta equação.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


67 comentários

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 04.05.2017 às 15:57

Lá vem o Diogo com a questão de insultos. Quando for essa a minha intenção não haverá margem para dúvidas, dado que eu nunca sou ambíguo.

Deve apresentar os seus comentários de modo a não provocarem más interpretações. Não foi tanto o que disse, mas sim o implícito tom e como há antecedentes entre nós, a conclusão é óbvia.

De qualquer modo, voltando ao mais importante, devo esclarecer que eu sou contra a implementação do vídeo-árbitro há anos, não é de agora. Não vai apurar a verdade desportiva, embora se admita que possa corrigir alguns lances pontualmente. Mas a essência pura do jogo não passa por aqui.

Quem andou no futebol sabe muitíssimo bem que os árbitros menos honestos e isentos que pretendem influenciar resultados, raramente o fazem através dos lances que dão mais nas vistas. Muito ocorre no centro do terreno com decisões que nunca serão revistas por um qualquer vídeo-árbitro, controlando assim a fluidez de jogo de uma equipa.

A verdade desportiva tem de ser defendida por outros meios que não apenas dentro das quatro linhas. Aqui, acabamos por ver as consequências do que ocorre nos bastidores.
Sem imagem de perfil

De Diogo a 04.05.2017 às 16:26

100% de acordo com os seus dois últimos parágrafos.

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 04.05.2017 às 16:38

Bem, pelo menos estamos de acordo nesses pontos:)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.05.2017 às 16:55

(Quem andou no futebol sabe muitíssimo bem que os árbitros menos honestos e isentos que pretendem influenciar resultados, raramente o fazem através dos lances que dão mais nas vistas. Muito ocorre no centro do terreno com decisões que nunca serão revistas por um qualquer vídeo-árbitro, controlando assim a fluidez de jogo de uma equipa.)

Subscrevo totalmente,não percebo como ainda há pessoas que não perceberam que os jogos são "resolvidos"a meio-campo.

Aí é que se inclina o jogo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.05.2017 às 16:57

O comentário é meu,Luis Vicente.
Peço desculpa.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo