Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




img_920x519$2021_10_23_12_49_26_1919136.jpg

Os Relatórios e Contas de 2019/20 e 2020/21 foram aprovados por esmagadora maioria dos sócios do Sporting CP na Assembleia Geral. Ambos os pontos em votação foram aprovados por mais de 80% dos sócios. O Ponto 1 foi aprovado por 83,94%, enquanto que o Ponto 2 foi aprovado por 84,5%. Votaram 6993 sócios no primeiro ponto da Ordem dos Trabalhos, com 7009 sócios a votarem no segundo ponto.

Rogério Alves, Presidente da Mesa da Assembleia Geral

"Decorreu de forma extremamente serena, onde toda a gente que se inscreveu teve a possibilidade de falar. Esta AG, analisada pela Mesa, é uma AG totalmente conforme com a lei. Não tiveram qualquer reparo dos auditores. Tudo se passou com legalidade. A decisão é dos órgãos legítimos do Clube.

Há uma robusta, sólida e claríssima votação a favor das contas. Votar a favor é bom para as contas do Sporting CP. Era importante que os sócios aparecessem em número representativo e os sócios fizeram isso mesmo.

Não quero fazer previsões, esta AG pode ter rasgado um caminho entre pontos de vista diferentes. É normal que num clube que tem milhões de adeptos que os pontos de vista sejam diferentes. Eu desejo que nesta caminhada até às eleições, nós saibamos manter este alto nível de civismo, de respeito mútuo, para que os sócios possam votar. É o meu desejo e que é importante para o Sporting CP. Queremos uma forte coesão em prol do Clube".

Frederico Varandas, Presidente do Conselho Directivo

"Queria, acima de tudo, agradecer a participação que tiveram nesta AG. Saliento que foi a AG mais representada para aprovação de contas. Há umas semanas, apelei para que os sócios não se esquecessem de um dos seus deveres, que é cuidar do Sporting. Cuidar do Sporting é isto, participarem e darem opinião.

Jamais há vitórias sem estabilidade. Contas aprovadas sem erros. A não aprovação é um erro. Os sócios perceberam a sensibilidade do momento e vieram. É uma aprovação esmagadora, mas não é esse o resultado que vai tirar-nos do nosso caminho. Queremos manter um Sporting digno e com valores".

Rúben Amorim, treinador da equipa principal de futebol

"Hoje ganharam todos os Sportinguistas e não só o presidente".

publicado às 03:33

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


27 comentários

Sem imagem de perfil

De LG a 24.10.2021 às 11:15

85% dos votos, 80% de votantes a favor: nas eleições de 2018 tinham direito a voto 51 mil sócios, logo os pontos da OT terão sido aprovados por 10% a 15% dos sócios.
Acho que é melhor marcar nova AG, porque a "maioria silenciosa" continuou em casa
É brincadeira, só para verem como a conversa da "maioria silenciosa" não faz sentido, tanto são minoria os 400 sócios que votaram contra em setembro como os 5600 que votaram a favor ontem. Mas nas próximas semanas ninguém falara na falta de legitimidade.


Quanto aos resultados são os esperados, não tinha dúvida que os sins seriam em percentagem esmagadora, como já tinha escrito aqui ("bem superior a 70%", disse eu). Ao fim de 3 anos, a direção e a mesa finalmente aprenderam a "levar uma assembleia a bom porto".
Sem imagem de perfil

De José Mário a 24.10.2021 às 11:20

Grande derrota para bandalhos brunistas como tu!!!
Sem imagem de perfil

De LG a 24.10.2021 às 11:23

Aí está, a dignidade e os valores a que o Sporting nos habituou e que o presidente referiu ontem no seu discurso no final do dia! Bem haja por ter comentado!
Sem imagem de perfil

De João F. a 24.10.2021 às 12:53

A este bruneco, a azia cegou-o! Duvido que alguma vez volte a ver...
Sem imagem de perfil

De Pedro a 24.10.2021 às 14:06

Democracia à la Rogerinho e Varandas...As assembleias anteriores não eram democracia porquê? Ditadura ao mais alto nível. Só é democracia quando são a favor da direção e contra os sócios. Obrigada por aprovar a dívida de 20 milhões do clube à SAD. Lá se vai o pavilhão para a SAD. O clube na falência técnica e aprova-se as contas? Vendas ao desbarato e compras acima do valor de mercado. Não entendo. O último que feche a porta.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 24.10.2021 às 14:41

Pedro,
Vem aqui fazer demagogia, com base numa retórica criada para justificar o injustificável. O Clube esteve bem pior depois da perda de activos financeiros., na sequência do ataque à Academia.

Pagaram-se obrigações que a outra Direcção não tinha pago, e recuperou-se o funcionamento da tesouraria. Recuperou-se algum dinheiro, do todo o que se perdeu nas rescisões. Despacharam-se jogadores herdados, que não competiam, diminuiu-se despesa, e manteve-se o Clube competitivo, mesmo durante os anos da pandemia, que teve reflexos negativos, em todos os clubes. Nem falo dos êxitos desportivos, porque sei que lhe fazem azia.

As AGs são todas democráticas. Esta e as que se realizaram antes. De tal modo, que a Direcção aceitou todos os resultados, embora estes implicassem dificuldades para a gestão do Clube. Houve uma delas que foi repetida com novo chumbo do Orçamento. Não me lembro da considerar a antidemocrática. Então porque é que considera esta. É simples: apenas porque os resultados não foram a favor do seu grupo. Se tivessem sido estaria a vangloriar-se. Percebe-se o seu conceito de democracia.

Quanto à sua conclusão, quero tranquilizá-lo. O Sporting não começou com a Direcção a quem presta culto, tem mais de cem anos e mais de cinquenta presidentes. Portanto, não me venha com essa conversa da treta, que o Clube vai acabar. Era mais certo ter acabado se o seu guru continuasse. Ainda bem que não continuou devido à lucidez dos associados.

Dou-lhe uma sugestão: com a seita que segue, fundem outro Clube. O glorioso Sporting Clube de Portugal, passa bem sem vocês.
Sem imagem de perfil

De João F. a 24.10.2021 às 16:00

Para esse bruneco, democracia é insultar e ameaçar quem ia às AGs e expressava ideias contrárias às do seu mentor!

Pobre mentecapto!...
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 24.10.2021 às 15:51

Entretanto somos campeôes nacionais (um pequeno pormenor), campeôes europeus nas modalidades e voltamos a ter uma equipa de futebol a sério que mete respeito a qualquer adversário.
Sem imagem de perfil

De J.Oliveira a 24.10.2021 às 16:35

Pedro

"Só é democracia quando são a favor da direção e contra os sócios."

Em que mundo é que vive? E contra os sócios? quais? os 86% que disseram SIM às contas e à direcção?

Uma mentira dita mil vezes não passa a ser verdade, a divída do Clube à Sad são 300 mil euros e não 20 milhões propagandeados mentirosamente pela muito minoria de bloqueio. Vocês por acaso leram e compreenderam alguma coisa? Ou o que interessa é propagandear fake news?
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 24.10.2021 às 14:12

LG

Comparar a participação de quatrocentos sócios com a participação de ste mil é comparar o que não é comparável. Quantos mais sócios votarem maior a representatividade no peso da decisão.

O Sporting tem cerca de cem mil sócios, mas pela informação que tenho, só metade estão em condições de votar. Por outro lado, uma percentagem significativa de associados vive a centenas de quilómetros., e compreende-se que não se desloquem para AGs. Mesmo nas votações mais concorridas, o número de votantes oscilou entre quinze e os vinte mil. Para haver mais democraticidade urge uma alteração nos Estatutos que preveja apenas voto não presencial.

Quanto à diferença entre os foram ao estádio e o número de votantes, possivelmente, nem todos os que foram ao estádio são sócios, ou por qualquer razão, não têm direito a votar
Sem imagem de perfil

De LG a 24.10.2021 às 14:45

NV, votaram os que quiseram/puderam votar, quer na primeira, quer na segunda, a legitimidade é exatamente a mesma.
Como referi, finalmente a direção e mesa aprenderam, não só em marcar a assembleia para dia de jogo, mas também no discurso que "venderam". Tanto é legítimo e válido o voto de 1% dos associados como o de 10 ou 15%.

E para quem não perceber isto, que leia Saramago
Sem imagem de perfil

De LG a 24.10.2021 às 15:05

PS: "O Sporting tem cerca de cem mil sócios, mas pela informação que tenho, só metade estão em condições de votar."
Foi por aí que me guiei (em 2018 eram 51 mil) para chegar as meus "10 a 15%" da votação de ontem.

"para haver mais democraticidade urge uma alteração nos Estatutos que preveja apenas voto não presencial".
Não só nisso, mas também. Diria voto presencial nos núcleos, não precisa ser em todos, mas 2/3 por distrito. Desde que a alteração não passe pelo voto eletrónico à distância ou criação de AG de delegados, fico contente
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 24.10.2021 às 17:26

LG

Obrigado pela resposta. Aproveito para fazer uma correcção, na frase citada a falta de uma palavra, adulterou o sentido. Corrigida será, "para haver mais democraticidade, urge uma alteração nos Estatutos que preveja, também, voto não presencial". Sobre o modelo, concordo que pode ser nos núcleos distritais. Sobre a utilização do voto electrónico, desde que preparado com rigor, não vejo desvantagens. A utilização de novas tecnologias, é cada vez mais, uma realidade.

No meu comentário tive o cuidado de não utilizar a palavra legitimidade. De acordo com os Estatutos tem tanta legitimidade, uma AG com 100% dos sócios, como com 1%. O que digo e mantenho é que não tem a mesma representatividade. E isso faz diferença.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.10.2021 às 17:40

Caro Nação Valente,

O voto electrónico é muito badalado pelos adeptos mas, na realidade, é pouco ou mesmo nada realizável.

Isto, no que diz respeito ao voto electrónico remoto.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo